Justiça boliviana indicia dois torcedores pelo assassinato de Kevin Beltrán. A pena pode chegar a 30 anos. A direção corintiana jura que não vai se envolver no julgamento. Os membros das organizadas que se virem. A preocupação de Gobbi é se livrar da punição da Conmebol…

efe Justiça boliviana indicia dois torcedores pelo assassinato de Kevin Beltrán. A pena pode chegar a 30 anos. A direção corintiana jura que não vai se envolver no julgamento. Os membros das organizadas que se virem. A preocupação de Gobbi é se livrar da punição da Conmebol...
"Se trata de Cleuter Barreto Barros y Leandro Silva de Oliveira.

Serían los presuntos (prováveis) autores.

Mientras (enquanto) que los cómplices son Tadeu Andrade, Reynaldo Cohelo...

José Carlos Da Silva Junior, Marco Aurelio Nefeire, Danielo Silva de Oliveira...

Hugo Nonato, Clever Sousa Clous, Favio Neves Domingos...

Rafael Machado Castillo, Tiago Aurelio Do Santos."

O juiz boliviano Julio Huarachi determinou.

Cleuter e Leandro estão indiciados por assassinato.

Seriam os autores do disparo do sinalizador que matou Kevin Beltrán.

A situação dos dois é complicadíssima.

No inquérito, a polícia boliviana coloca que houve a intenção de matar.

Ou seja: o sinalizador teria sido apontado para a torcida do San José.

Pelo menos é o que aponta a fiscal de investigação, Abgail Sala.

A pena para homicídio intencional na Bolívia vai de 5 a 30 anos.

Para o culposo, sem intenção, a punição vai de seis meses a três anos.

Na investigação, Sala descarta a possibilidade de acidente.

Não levou em consideração a chance dos dois terem se confundido.

E não terem conseguido apontar o sinalizador para o alto.

Há uma enorme pressão na sociedade boliviana pela acusação de homicídio com intenção.

Além da dupla, os outros dez torcedores são acusados de cúmplices de assassinato.

Por tentarem proteger a dupla que teria soltado o sinalizador.

A previsão é que o julgamento aconteça daqui a seis meses.

Até lá, os torcedores deverão ficar presos na Penitenciária de San Pedro, em Oruro.

Foram divididos em duas celas.

Cada uma com seis deles.

Os presos estão desesperados.

Pediram o auxílio da presidente Dilma e do ex-presidente Lula.

Os pedidos deram resultado.

O Itamaraty e a embaixada brasileira na Bolívia estão empenhados.

Tanto na defesa como nas questões mais simples.

Já deu cobertores a eles, que reclamavam do frio.

Todos juram inocência.

A situação pode se complicar ainda mais.

Vários membros das organizadas corintianas dizem que eles estão falando a verdade.

E que nenhum deles disparou o sinalizador.

O torcedor que fez isso está no Brasil.

As cúpulas das torcidas pressionam para que o nome se torne público.

Acreditam que isso bastaria.

E os corintianos presos na Bolívia seriam soltos imediatamente.

Mas não é assim.

a52 Justiça boliviana indicia dois torcedores pelo assassinato de Kevin Beltrán. A pena pode chegar a 30 anos. A direção corintiana jura que não vai se envolver no julgamento. Os membros das organizadas que se virem. A preocupação de Gobbi é se livrar da punição da Conmebol...

Mesmo se o nome for revelado, haverá um processo inverso.

Ele terá de provar de forma irrefutável sua culpa.

Para as autoridades bolivianas, as investigações acabaram.

O inquérito já está pronto.

Agora só falta marcar o julgamento.

De acordo com o jornal A Patria, de Oruro, o governo boliviano quer ajuda da Interpol.

A organização internacional que ajuda as polícias locais.

Isso para evitar que a questão vire um problema para a relação com o governo brasileiro.

E a Interpol acompanharia tudo de maneira independente.

Kevin, o garoto de 14 anos, já foi enterrado.

A direção corintiana prometia procurar a família para ajudá-la financeiramente.

Até ontem à noite, não havia feito qualquer contato.

Os torcedores presos também querem o auxílio oficial do Corinthians.

Mas a diretoria do presidente e delegado Mario Gobbi jurou que não os auxiliaria.

Dando suporte oficial aos membros das organizadas, a situação do clube se complicaria.

Ficaria muito mais difícil reverter a decisão preventiva da Conmebol.

A de que o time atuará sem sua torcida na Libertadores.

Com os portões fechados em casa e, fora dele, só com torcedores adversários.

Mas, se Gobbi vira as costas aos torcedores das organizadas, não faz o mesmo com Marin e Marco Polo.

O presidente fez questão de almoçar com os dois ontem na sede da Federação Paulista.

Não quis nem saber se ambos são inimigos mortais de Andrés Sanchez.

Pediu apoio ao presidente da CBF e ao membro do Comitê Executivo da Fifa.

Ambos prometeram ajudar no que puderem.

No encontro na FPF (Federação Paulista de Futebol), ninguém se preocupou com os torcedores das organizadas.

Só com a punição ao Corinthians.

Cleuter e Leandro e os outros dez detidos na Bolívia estão por sua conta.

Oficialmente, dependem do Itamaraty e da embaixada brasileira na Bolívia.

As organizadas também prometem ajudar como puder esses torcedores.

Até investigando entre seus membros se o autor do disparo do sinalizador está preso.

Ou os que estão em Oruro são inocentes.

Para o Ministério Público boliviano não há dúvidas.

Cleuter e Leandro são conhecidos como Manaus e Soldado.

Eles serão julgados por assassinato.

Tiveram a intenção de matar um torcedor do San José para a Justiça andina.

Os outros dez são apontados como cúmplices.

O inquérito está terminado.

As investigações encerradas.

E o menino Kevin Beltrán já foi enterrado...

a212 Justiça boliviana indicia dois torcedores pelo assassinato de Kevin Beltrán. A pena pode chegar a 30 anos. A direção corintiana jura que não vai se envolver no julgamento. Os membros das organizadas que se virem. A preocupação de Gobbi é se livrar da punição da Conmebol...

95 Comentários

"Justiça boliviana indicia dois torcedores pelo assassinato de Kevin Beltrán. A pena pode chegar a 30 anos. A direção corintiana jura que não vai se envolver no julgamento. Os membros das organizadas que se virem. A preocupação de Gobbi é se livrar da punição da Conmebol…"

23 de February de 2013 às 17:36 - Postado por Cosme Rímoli

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Celso Nakamoto
    - 23 de fevereiro de 2013 - 17:54

    Cosme, Para livrar os 12 presos a Gavioes quer entregat um menor de idade como seno o autor do disparo do sinalizador. E ouvi no radio que o Timão ira abandonar a Libertadores e esta negociando com os seus patrocinadores, alem da Fox e a Globo a sua saida da competição, se nao conseguirem reverter a punição, caso abandone, qual a punição o Timão irá. sofrer da Conmebol Celso, é blefe. O Corinthians teria de pagar multa e ficar afastado de três competições da Conmebol. Blefe. Grande abraço. Cosme Rímoli...

  • clara
    - 23 de fevereiro de 2013 - 17:54

    Olha o que apenas UMA pessoa irresponsavel conseguiu fazer: puniu o clube que ama e que agora jogara sem torcida e perderá milhões em bilheteria,puniu outros milhoes de torcedores que nem em sonho imaginavam ficar sem ver o time na Libertadores,manchou a imagem dos patrocinadores que investiram milhoes no atual campeao da america e mundial,prejudicou o time que investiu milhoes pra se fortalecer e com que pode se desmotivar em tentar buscar o bicampeonato. Uma só pessoa afetou milhoes(tanto em dinheiro quanto em pessoas)...

  • Guilherme Elid
    - 23 de fevereiro de 2013 - 17:55

    Realmente a situação deles é muito complicada pois, à essa altura do campeonato, a Justiça Boliviana vai querer mostrar serviço, mesmo que condenem o suspeito errado. Mesmo porque, a imagem mostra claramente que foi outra pessoa quem disparou o sinalizador...

  • rondon
    - 23 de fevereiro de 2013 - 18:01

    Ja que a interpol vai participar, poderia aproveitar e checar se os condenados foram aa Bolivia com patrocinio de dirigentes... (isso nao foi confirmado nem desmentido ainda) E parabens a todo torcedor corinthiano que se mostra indignado com o caso entendendo que a questao eh maior que de clube, mas de seguranca publica.

  • Cleverson
    - 23 de fevereiro de 2013 - 18:03

    Cosme há uma solução para isso. O verdadeiro autor se apresenta para a justiça brasileira. A Bolívia envia o inquérito para ser processado por aqui e o real culpado vai a julgamento no Brasil. É a única forma de se fazer justiça, pois a nossa lei não permite que o verdadeiro autor seja extraditado para responder na Bolívia. As imagens na TV deixam claro que o autor do disparo (intencional ou não) se evadiu do local, assim como os demais que estavam perto. Não sei do passado dos que estão presos em Oruro e nem me importa, temo que inocentes sejam pegos para "Cristo" para satisfazer a opinião pública da Bolívia. É caso sim do Itamarati entrar em ação e até sugerir retaliações. Esses brasileiros estão abandonados à própria sorte, dane-se a competição, são pessoas que estão presas muito provavelmente sem culpa ou dolo. A Bolívia é signatária do Pacto de San José da Costa Rica, que é a Convenção Americana de Direitos Humanos, está indo contra um tratado que é maior que suas próprias lei, algo precisa ser feito.

  • rondon
    - 23 de fevereiro de 2013 - 18:08

    Clara, seu comentario beira o limite da insensibilidade: voce diz que "olha o que uma pessoa so conseguiu fazer, dar prejuizo, afetar vida de milhoes, atrapalhar todo um clube" parece ate que voce nao se importa com o fato mais importante, a vida de uma pessoa foi tirada de maneira banal, com um foguete disparado na horizontal contra a torcida adversaria de maneira covarde. Uma pessoa , repito, uma pessoa morreu. voce nem cita isso, parece estar mais preocupada com a punicao do clube. Na europa as punicoes sao mais graves, coisa de 5 anos fora de competicao internacional. Espero que voce nao tenha se esquecido que uma pessoa morreu por esse ato.

  • Jefferson
    - 23 de fevereiro de 2013 - 18:11

    Já tá rolando foto do atirador pela internet, e não foi nenhum dos que estão preso, isso é fato, mas muitos dos que estão lá estavam do lado dele, certamente devem conhecer já que viajaram juntos!!! O Corinthians não tem nada haver com isso, vai ajudar por que ? O cara faz mer... no exterior e depois o clube tem a ajudar... essa é boa!!! Que cada uma assuma a responsabilidade dos seus atos, acredito que pode haver muitos ali que não conhecem o cara que atirou realmente, mas foi um grupo pequeno de torcedores, a gaviões tem a relação e com as fotos eles já sabem que foi, se eles tem que pedir ajudar pra alguém é pra gaviões, afinal, eles não são tão afiliados como o cara que atirou ???

  • SEna
    - 23 de fevereiro de 2013 - 18:15

    Olá, Cosme! A Conmebol terá de posar de menina séria e punir alguém. Seria mais que justo uma punição ao clube (como mandos de jogos e alguns jogos, sim sem torcida e, principalmente o idiota que fez tal ato). Mas para parecer mais séria ainda, ela deveria punir também o San José pela falta de segurança na entrada do estádio. E nos bastidres daqui em relação a imprensa. Você sabe como a Globo está se portando? Irá mexer os pauzinhos? Você tem alguma informação? Ela tem influência para isso? Abraço.

  • Varela
    - 23 de fevereiro de 2013 - 18:35

    A Bolívia nunca vai deixar de julgar esse crime e executar a pena. A única saída desses caras é o culpado, se não for eles mesmo, se entregar à polícia boliviana. No mais, pode ser injusto, mas quem assume o risco de entrar numa associação que protege marginais, está sujeito a ser confundido com um.

  • Danylo
    - 23 de fevereiro de 2013 - 18:50

    Cleverson - 23/02/2013 - 06h03: "É caso sim do Itamarati entrar em ação e até sugerir retaliações. Esses brasileiros estão abandonados à própria sorte, dane-se a competição, são pessoas que estão presas muito provavelmente sem culpa ou dolo." Cara, seu comentário é totalmente dissimulado. Me diga então, a cerca do menino Kevin Beltrán, que agora ao contrário de estar "abandonado à própria sorte", está numa caixa de madeira, apodrecendo embaixo da terra: a quem você gostaria que "entrasse em ação"?

1 2 3 4 5
6234