Jorge Henrique conseguiu desrespeitar Corinthians e São Paulo. Antes de estudar o que é rivalidade, tem outra missão. Conhecer a bandeira do Brasil. Sergipe não precisava ser homenageado no Japão…

divulgacao Jorge Henrique conseguiu desrespeitar Corinthians e São Paulo. Antes de estudar o que é rivalidade, tem outra missão. Conhecer a bandeira do Brasil. Sergipe não precisava ser homenageado no Japão...
"Quero dizer para alguns torcedores corintianos.

Nós acabamos de ser campeões do mundo.

E vocês estão preocupados com um pano.

Se eu não respeitasse a camisa do Corinthians, eu não teria escondido o escudo do São Paulo.

E tem mais.

Honrar a camisa do Corinthians é dentro de campo.

Dando carrinho, brigando e lutando pelo Timão como sempre fiz.

Não é à toa que conquistei(de) títulos estaduais ao Mundial com esta camisa."

Essa foi a resposta de Jorge Henrique.

O jogador foi participar de um jogo de final de ano organizado por Denílson.

A partida aconteceu no sábado, em Campina Grande, na Paraíba.

Coube ao atacante corintiano atuar no time do volante.

E o uniforme era do São Paulo.

O jogador sabia que daria confusão.

O torcedor iria se irritar em vê-lo com a camisa do rival.

Em vez de atuar pela outra equipe, Jorge Henrique tentou outra solução.

Colou várias fitas isolantes pretas no escudo do São Paulo.

E foi todo sorridente posar para foto ao lado de Denílson.

Lógico que a foto rapidamente estava circulando pela Internet.

Ele conseguiu uma façanha.

Provocou a ira dos torcedores corintianos e dos são paulinos.

Foi uma enorme demonstração de falta de bom senso.

E desrespeito aos dois times.

Jorge Henrique deveria se posicionar diante da rivalidade.

Um jogador que pertence ao Corinthians não deveria atuar com a camisa do São Paulo.

Colar fita isolante para cobrir o escudo só piora a situação.

Tudo ficou ainda mais pesado diante das críticas dos corintianos.

Jorge Henrique fez questão de classificar a camisa tricolor como 'um pano'.

Ataque desnecessário e sem noção da importância do clube rival.

O atacante está muito mal orientado.

Precisa saber da grandiosidade não só do Corinthians.

Comparar a camisa do São Paulo a um pedaço de pano é inaceitável.

Um atleta profissional deveria respeitar o futebol brasileiro.

Não é uma questão de falso moralismo, hipocrisia.

O símbolo de um clube significa muita coisa.

As conquistas, as tristezas, a história.

O São Paulo Futebol Clube representa a paixão de 17 milhões de brasileiros.

Jorge Henrique não tem o direito de desprezá-los.

Os cerca de 30 milhões de corintianos não têm razão de ficar orgulhosos.

A conquista do Mundial não é desculpa para vestir o uniforme do rival.

E ainda posar para a foto sorridente.

Seja na Paraíba, em Dubai, onde for.

O jogador não tinha noção que a foto iria circular o mundo.

Corintianos do Exterior também o criticaram pela Internet.

Alguém precisa urgentemente orientar Jorge Henrique.

Após a vitória do Corinthians contra o Chelsea ele fez um gesto histórico.

Que deve ter enchido de orgulho e surpresa todos os sergipanos.

O corintiano se enrolou na bandeira de Sergipe.

Ninguém entendeu nada.

Ele nasceu em Resende, no Rio de Janeiro.

Jorge Henrique conseguiu uma façanha.

Confundiu a bandeira do Brasil com a de Sergipe.

Um absurdo.

Agora vai disputar amistoso com a camisa do São Paulo.

Cola fita isolante e pensa que a vida segue.

Não segue.

Apesar de ser campeão do mundo, ele não sabe o que representa o Corinthians.

Se soubesse nem pensaria em colocar o uniforme tricolor.

E menos ainda respeita o São Paulo, um dos maiores clubes do mundo.

Ou não teria coberto o símbolo do clube.

Mas tudo precisa ser feito com calma.

Primeiro, Jorge Henrique tem uma obrigação.

Sabe qual é a bandeira do seu país.

Depois estudar sobre Corinthians, São Paulo, rivalidade.

E parar de homenagens desnecessárias a Sergipe...

reproducaofolha Jorge Henrique conseguiu desrespeitar Corinthians e São Paulo. Antes de estudar o que é rivalidade, tem outra missão. Conhecer a bandeira do Brasil. Sergipe não precisava ser homenageado no Japão...

90 Comentários

"Jorge Henrique conseguiu desrespeitar Corinthians e São Paulo. Antes de estudar o que é rivalidade, tem outra missão. Conhecer a bandeira do Brasil. Sergipe não precisava ser homenageado no Japão…"

24 de December de 2012 às 05:44 - Postado por Cosme Rímoli

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Hugo
    - 5 de janeiro de 2013 - 20:42

    Não há mal nenhum em vestir a camisa do rival. Zico já vestiu a camisa do Vasco em homenagem a seu amigo Roberto. Não foi amaldiçoado por isso. O Corinthians sem o São Paulo se tornaria menor e vice-versa,assim como o Fla e Flu, Cruzeiro e Galo, Real e Barça e por aí vai. Desrespeito é fazer o que fez cobrindo o símbolo do rival e desmerecendo a todos com suas palavras.

    Responder
  • Tchirley
    - 30 de dezembro de 2012 - 00:31

    Buuuuurrrrrrrrooooooooooooo..........continue no curinthians POR FAVOR.

    Responder
  • Ilda
    - 29 de dezembro de 2012 - 15:22

    Como sergipana me arrependi de ter torcido pelo Corintians.

    Responder
  • Juliano
    - 27 de dezembro de 2012 - 13:45

    Cosme, a vida segue. Relaxa.

    Responder
  • ph
    - 27 de dezembro de 2012 - 11:19

    Caro Cosme ao terminar de ler o seu post falando sobre Juninho Pernambucano li o referente a Jorge Henrique e acabei dando muitas risadas com o mesmo.Vejo uma enorme diferença cultural entre estes dois jogadores porém, infelizmente, observo que esta realidade vale para a maioria dos jogadores em atividade no Brasil que ganham milhões em dinheiro porém mal sabem distinguir a bandeira nacional da bandeira de um estado. O que me deixa mais triste é que eu como um professor observo que um cidadão como este Jorge Henrique(que certamente mal deve ter concluído o ensino fundamental)servir como "referência" para nossos jovens que imitam a forma como estes jogadores falam, se vestem etc.Ainda bem que ainda existem aqueles com bom caráter e formação como Rogério Ceni, Raí, Juninho Pernambucano que dão bons exemplos. Um feliz ano novo e que nos próximos anos você ainda continue,através do seu blog, mostrando os fatos do futebol brasileiro.

    Responder
  • Samuel Silva
    - 27 de dezembro de 2012 - 10:56

    Eu fico me perguntando... para jogar esse jogo entre amigos, era realmente necessário usar a camiseta de algum clube? Não poderiam ter encomendado uniformes neutros? Será que prejudicaria tanto o amistoso deles se jogassem com uma camiseta branca, azul, preta, vermelha, amarela, verde... sem o escudo de nenhum time? Quando ele tentou consertar, ficou pior ainda. Conseguiu desagradar aos torcedores do São Paulo e do Corinthians ao mesmo tempo sem a menor necessidade. Nunca se sabe o dia de amanhã. Provavelmente ele fechou as portas do SPFC para ele no futuro. Quanto a confundir a bandeira do Sergipe com a do Brasil, sem comentários. Sabemos que jogadores de futebol, em geral, não são exatamente candidatos a prêmio Nobel... Mas esse aí superou os limites da ignomínia.

    Responder
  • Cleiton
    - 26 de dezembro de 2012 - 14:28

    O detalhe que passa despercebido da maioria que comenta esse assunto é o seguinte - Não quisesse ele vestir a camisa do São Paulo, era só pedir pra jogar no outro time! Mas não, ele queria sentir o peso do manto sagrado. Viu na 1ª conquista mundial do small a desculpa perfeita para tal, e pelo visto gostou bastante (nota-se pelo sorriso espontâneo na foto). E não adianta espernear, uma imagem vale mais que mil palavras.

    Responder
  • ThomazFilderd
    - 26 de dezembro de 2012 - 13:18

    Isso foi somente um leve descuido do Jorge. Além dele ser um baita jogador, também é um simples mortal, como nos todos. Ele está curtindo o momento que é só dele. O cara ganhou tudo nesse ano. Jogou como ninguém. Um baita jogador, repito! E ele tem todo o direito de tomar suas "cagibrinas" por aí afora e cometer o lapso de vestir aquele pano, feio por sinal, numa peladinha com os mais chegados. Isso aí, Jorge. Voce joga pra ...! Continue sendo autentico como sempre foi. Feliz 2013. E seja sempre esse jogador tinhoso, dentro de campo. Abç

    Responder
  • valse
    - 26 de dezembro de 2012 - 10:42

    Não passa de um boçal tenho dó desta criatura.

    Responder
  • Ricardo
    - 26 de dezembro de 2012 - 10:02

    Mas espera o que desse cara analfabeto, tapado, estupido que ta se achando o maximo metido a besta, 2013 ta chegando e com ele a conta de tudo que ele ta plantando.

    Responder
1 2 3 4 5