Internacional, Cruzeiro e Santos. Mais do que vencer. Esse domingo será o dia do Ressentimento. Ideal para atrapalhar o futuro do Grêmio, Atlético Mineiro e São Paulo. Principalmente na Libertadores…

a3 Internacional, Cruzeiro e Santos. Mais do que vencer. Esse domingo será o dia do Ressentimento. Ideal para atrapalhar o futuro do Grêmio, Atlético Mineiro e São Paulo. Principalmente na Libertadores...
O principal instinto no esporte é vencer.

O pobre barão de Coubertin seria visto como um ingênuo.

Seu ideal, ridicularizado.

"O importante é competir."

Lindas palavras que combinavam com a primeira olimpíada, em 1896.

A adrenalina da vitória resulta em dinheiro, popularidade.

Mas principalmente em adrenalina.

Basta checar como estão Dunga, Marcelo Oliveira e Muricy Ramalho.

Por trás de toda a verniz, a educação, a política, o domingo será diferente.

O trio tem a chance de dar uma satisfação a seus torcedores.

Não só derrotar Grêmio, Atlético Mineiro e São Paulo.

Mas ter a satisfação sórdida, sádica que ninguém revela.

Nem mesmo ao espelho.

A felicidade de atrapalhar o rival na Libertadores.

Competição que os clubes que comandam não conseguiram disputar este ano.

A preparação no Internacional, no Cruzeiro e no Santos está diferente.

Quem cobre o dia-a-dia destes clubes sente a ansiedade.

Dunga está de volta ao futebol depois de um ano e meio afastado.

Só conseguiu se livrar dos fantasmas da Copa de 2010 agora.

E tem no seu estado sua antítese.

Vanderlei Luxemburgo.

Pessoa que adora holofotes, aparecer.

Que não respeita a própria hierarquia.

Chamando seus jogadores de Ferrugem, Negão.

E que foi parar em Porto Alegre por falta de espaço em São Paulo, no Rio, em Belo Horizonte.

Queimado, busca a afirmação com o riquíssimo Grêmio.

Foi cabo eleitoral de Paulo Odone.

Mas, esperto, conseguiu se compor com Fabio Koff.

Só ocupa o cargo porque Felipão foi para a Seleção.

Tem a sombra de Mano Menezes, mas finge não ver.

Se classificou na bacia das almas para a fase de grupo da Libertadores.

Atenta a diretoria gaúcha não esqueceu o quanto jogou mal o time contra a LDU.

A vaga nas penalidades não agradou ninguém.

E antes de começar a fase de grupo, esse Gre-Nal indesejado.

Onde ele só teria a perder.

O que Luxemburgo faz, para desgosto dos gremistas.

Fugiu da raia.

Colocará o time B e mandará Roger para o jogo.

Um ato que não combina com a tradição gremista da peleia.

O treinador acredita que está se poupando.

Mas se vier a derrota, será cobrado.

Não se perde um Gre-Nal para se preservar.

Essa história só irritou ainda mais Dunga.

Seu time entrará para trucidar o rival.

Depois do fraca estreia, no empate em 0 a 0 com o Novo Hamburgo.

O ex-treinador da Seleção quer derrotar o maior rival.

Mesmo que Luxemburgo mande o time infantil, dirigido pela Xuxa.

Marcelo Oliveira nem de longe pensa em fugir do confronto.

Em colocar o time B do Cruzeiro contra o Atlético.

De jeito nenhum.

Vai colocar todos os jogadores que o time comprou vendendo Montillo.

A partida é histórica.

Marca a reabertura do Mineirão.

Oliveira precisa vencer o jogo até para apagar a rejeição da própria torcida.

Ele deve ser o único treinador da América Latina que assumiu o cargo.

E colocou em risco a vida do presidente do seu clube.

Gilvan Tavares foi ameaçado de morte caso o contratasse.

Marcelo Oliveira tem o seu passado marcado pelo Atlético Mineiro.

Jogador talentoso e treinador apaixonado pelo clube.

Só que o tempo passou, foi trabalhar em outras equipes.

E recebeu um convite irrecusável para dirigir o seu grande rival na vida.

Agora tem de colocar todo o seu conhecimento neste clássico.

Ele será a pessoa mais cobrada no Mineirão.

A torcida cruzeirense quer a vitória diante do milionário Atlético Mineiro.

Cuca e Ronaldinho Gaúcho já sabem que será pressão do início ao fim do jogo.

A Polícia Mineira deu uma demonstração de força.

E abortou a história de jogo de uma só torcida.

Se Belo Horizonte tem a Copa do Mundo, não pode baixar a cabeça para vândalos.

Uma derrota diante do Cruzeiro atrapalhará sim o rumo do Atlético.

Alexandre Kalil não quer nem pensar nisso.

E apela para o velho truque de oferecer uma premiação especial para o domingo.

Será o jogo mais brigado e interessante do domingo no Brasil.

A raiva já domina os jogadores dos dois lados.

A história do primo pobre contra o primo rico se encaixa perfeitamente.

Já na Vila Belmiro, Muricy tem de provar que a má fase foi embora.

E nada melhor do que pegar o seu ex-clube.

Com Neymar, Montillo e um time extremamente ofensivo.

O treinador sabe o quanto a torcida santista quer a vitória.

Derrotar o São Paulo e ver humilhado Paulo Henrique Ganso.

O jogador que ousou abandonar a Vila e ir para o Morumbi.

Só que o jogo é muito mais do que esse confronto.

Muricy é um fantasma na vida de qualquer treinador no Morumbi.

O pacato Ney Franco está tentando se impor.

Estava indo bem, enfrentando Ceni, deixando Ganso no banco.

Mas não teve força para fazer seu time segurar a vitória contra o Bolívar.

Vencendo por 3 a 0, a derrota por 4 a 3 ficou mais dolorida.

Magoou egos.

Por mais que faltasse oxigênio em La Paz, faltou postura de time grande.

Por isso uma nova derrota em Santos o atrapalharia.

Traria insegurança em um grupo montado com muito dinheiro.

O argentino Montillo confirma que se sente em dívida.

E está.

Embora não tenha tido muito tempo para entrosamento, se esperava mais dele individualmente.

O foco estará nele e em Paulo Henrique Ganso.

O jogador tentará fazer da partida uma homenagem a Luís Álvaro.

Por mais que negue publicamente, o jogador nutre um poço de mágoa em relação os presidente santista.

Acredita que mereceria estar ganhando o mesmo que Neymar, R$ 3 milhões.

Na sua concepção não recebe porque lhe faltou apoio.

E Muricy ainda não se conformou pela maneira que foi mandado embora do São Paulo.

Com Ricardo Gomes já contratado.

Cada jogo contra o seu clube do coração é diferente para ele.

É como se enfrentasse Juvenal Juvêncio e Carlos Augusto de Barros e Silva.

Foi o vice presidente Leco quem derrubou Muricy do cargo.

Por seu jeito abrutalhado não combinar com o clube.

O treinador sabe que isso foi desculpa.

Deixou o Morumbi por não permitir que Leco e outros dirigentes frequentassem os vestiários.

Eles se sentiam com poder para cobrar os atletas.

Ou simplesmente os adularem.

Tudo isso virá à tona neste final de semana.

Pierre de Coubertin ficará chocado com o que virou o esporte.

Mas criativo, saberia batizar muito bem a situação.

O Gre-Nal, Cruzeiro e Atlético e São Paulo e Santos têm muito em comum.

Viverão o Domingo do Ressentimento.

Quem puder mais vai chorar menos.

A adrenalina já corre nas veias.

Tanto em Porto Alegre, Belo Horizonte e Santos...

25 Comentários

"Internacional, Cruzeiro e Santos. Mais do que vencer. Esse domingo será o dia do Ressentimento. Ideal para atrapalhar o futuro do Grêmio, Atlético Mineiro e São Paulo. Principalmente na Libertadores…"

1 de February de 2013 às 15:31 - Postado por Cosme Rímoli

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Leandro
    - 1 de fevereiro de 2013 - 15:43

    Desde quando o Atlético MG é milionário? O time é financiado pelo BMG, deve até a alma para o Ricardo Guimarães, time pobre e sem tradição. principalmente sem títulos. A riqueza de um clube está na sua galeria de títulos. O Atlético MG deve quase 400milhões o cruzeiro deve apenas 50 milhões. Quem é rico e quem é pobre?

  • Ednei
    - 1 de fevereiro de 2013 - 15:44

    Domingo o bicho vai pegar. Eu aposto no galo porque tem um time melhor. Se o time jogar bem ganha tranquilo. Já o cruzeiro além de ter um time em formação ainda terá desfalques: Diego Souza, Borges e Martinucio não jogam.

  • mauricio
    - 1 de fevereiro de 2013 - 15:56

    """""ISTO E HILARIO""""" 2 injustiça do mundo da bola santos campeao moral do mundial diante do barcelona .rsrsrrsrs de dua a uma o santo foi dopado ou foi a altura que deu no que deu ... inter campeao moral em cima do mazembe ...rsrsrsrsrsrsr aquela dancinha do goleiro diz td e caso de dopping enfim descobiram td... por isso nunca comemore um titulo antes pois exemplo nao falta ..

  • Cleverson
    - 1 de fevereiro de 2013 - 15:57

    De todos os confrontos com certeza o clássico de SP será o mais interessante de se assistir. O reencontro do Ganso com o time do Santos promete. Uma pena ser no mesmo horário do jogo do meu timão, como sempre vou assistir ao meu Corinthians, mas ficarei curioso com o outro jogo. Acho que dá empate.

  • maria
    - 1 de fevereiro de 2013 - 16:28

    São clássicos e nesses apesar de um time estar melhor que outro não se pode dizer favoritos.Espero que os jogos sejam bons e as torcidas se comportem,apoiando mas sem brigas seguidas de morte.Se meu time vence a torcida briga e mata não me sinto feliz.Que seja entendido que é mais um jogo que isso não seja campo de batalha.PAZ!

  • peixoto-pres.prudente/sp
    - 1 de fevereiro de 2013 - 16:32

    1)Acho que o Luxa bancou o esperto, colocando o time reserva...se perder, não vai dar nada, pois ele sabe que o time titular não está lá estas coisas, levou um sufoco danado da LDU, Internacional favorito. 2)O clássico mineiro será um bom jogo, mas acho que o Galo leva vantagem, o Cruzeiro foi totalmente remontado, ainda não está pronto, Galo favorito.. 3) Até agora não entendi este time do 5ão Paulo...como estes caras tomaram 4 gols daquele time semi-amador do Bolivar???...o tal de Montillo ainda não disse ao que veio...e este Cícero??, os torcedores do San11os estão exaltando o cara...putz, esse cara não seria reserva do reserva no Corinthians...acho que dá empate.... 4) Agora, os primos ricos neste caso são: o Grêmio, Atlético e os Bambis.. Grande lembrança Cosme: Paulo Gracindo e Brandão Filho..

  • Robson Jardim
    - 1 de fevereiro de 2013 - 16:35

    No meu ponto de vista (respeito todos), penso que seja como uma montanha de oportunidades para a imprensa e seus empregados terem novidades para escrever/publicar além do dia a dia dos clubes. É apenas o início de um longo ano, e, por qualquer que seja os resultados, não irá mudar muita coisa além do sentimento de costume entre as torcidas (ganhador feliz e gozando o rival, e o perdedor triste e escondendo no outro dia). só espero que sejam três espetáculos esportivos e que principalmente, as torcidas festejem a paz, além do jogo. obs: e Sorte ao meu Cruzeiro... heheeh

  • Dan Marino
    - 1 de fevereiro de 2013 - 16:59

    Aposto que Inter, santos e cruzeiro vencem.

  • Aislan Torres
    - 1 de fevereiro de 2013 - 17:47

    Sobre Cruzeiro x C.A.M., o favoritismo é todo do time de vespasiano. As duas torcidas sabem muito bem disso e, mesmo sendo cruzeirense, acho difícil o Cruzeiro vencer o jogo. O Cruzeiro está montando um novo time, boa parte dos reforços não vai para o jogo, o time está sem nenhum entrosamento. Acho que o Cruzeiro consegue, no máximo, um empate (apesar de que estarei torcendo por uma vitória azul). E quem bancou duas torcidas foi o governador do estado e não a PM, embora nos próximos jogos exista grande chance de ser 90%/10%.

  • aline
    - 1 de fevereiro de 2013 - 17:54

    Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, eu num vejo a hora de começar o Sansao!!!!

1 2 3
6234