reuters39 Felipão: você errou feio com o Valdivia, sim. É permitido cobrá lo como a qualquer técnico. Acabou a ditadura militar. Pinochet morreu...

A situação absurda que aconteceu com Valdivia terá consequências no Palmeiras.

O importante meia chileno teve um estiramento na Copa Sul-Americana na Bolívia.

A previsão era que voltasse aos gramados em 15 dias.

Ou seja: não enfrentaria o Corinthians ontem.

Só que por um milagre da ciência, em uma semana ele estava recuperado.

E jogou os 90 minutos contra o Universitário de Sucre, adversário fraquíssimo.

Presença completamente dispensável.

O esforço desnecessário cobrou juros e correção monetária.

Contra o Corinthians ele suportou apenas 34 minutos.

Ele entrou no intervalo e pediu para sair antes de a partida terminar.

Os jornalistas foram falar com os médicos do Palmeiras para saber o que havia acontecido.

E eles explicaram que nesses casos onde é impossível aferir a intensidade de dor, o diagnóstico fica muito por conta do paciente.

Foi Valdivia quem quis jogar contra o Universitario.

Ele supervalorizou a sua condição física.

Sabe o quanto custou e queria mostrar boa vontade.

Caberia aos médicos e a Felipão ter bom-senso e segurar o meia.

O esforço foi uma bobagem, já que o adversário nunca ofereceu perigo.

Quando foi confrontado com a situação na coletiva, Felipão perdeu a esportiva.

Entre palavrões desnecessários ao bravo repórter que teve coragem de perguntar, ele mostrou o quanto ficou irritado com a básica falha de planejamento.

Segundo o repórter, o médico Otávio Vilhena confirmou o que todos viram: que Valdivia travou em campo.

"O médico não confirmou bosta nenhuma, merda nenhuma.

Não vem colocar palavra na boca do médico.

O que ele tem é uma fibrose, e fibrose não impede de jogar.

Só dificulta alguns movimentos em determinados momentos.

Não o colocamos no primeiro tempo porque ele poderia sentir uma dificuldade.

E eu só o tirei para evitar outro problema.

Ele não tem nada.

Só não tinha a velocidade, pode ser que amanhã ele não sinta mais a bendita fibrose.

Não tem lesão muscular, nada.

Ele iniciou bem, depois segurou, então de que adiantava ficar em campo?"

Essa foi a resposta do melhor treinador do Brasil.

Felipão tem certeza de que foi boicotado na Inglaterra.

De que jogadores importantes como Drogba e muitos outros se juntaram para derrubá-lo do Chelsea.

A imprensa inglesa foi dura com ele nos últimos momentos.

Ele não soltou nenhum palavrão ou proibiu jogador de fazer coisa alguma.

Mas aqui ele é rei.

Além de proibir os jogadores de falarem antes, durante e depois das partidas, ele vai aproveitar o caso Valdivia para esticar a proibição.

Agora os médicos também só darão entrevistas se forem liberados por ele.

Ou seja: Felipão quer saber exatamente o que os doutores falarão para não passar por vexame.

Triste mania de tentar esconder o óbvio.

Para Felipão, muito mal orientado por seu angustiado assessor de imprensa, basta não falar que os repórteres são incapazes de raciocinar ou ter coragem de escrever o que estão enxergando.

Típica atitude do seu assessor de imprensa, que tem complexo de perseguição.

E Felipão vai se transformando em uma figura desagradável, autoritária, ultrapassada.

Que justifica a sua pior declaração na vida.

Qual é ela?

Aqui está.

"Pinochet fez muita coisa boa também.

Ajeitou muitas coisas lá no Chile.

O pessoal estava meio desajeitado.

Ele pode ter feito uma ou outra retaliaçãozinha aqui e ali, mas fez muito mais do que não fez.

Até porque há determinados momentos que ou o pessoal se ajeita ou a anarquia toma conta."

Augusto Pinochet deu o golpe militar mais sangrento da América Latina.

Ele derrubou Salvador Alliende no Chile em 1973.

Alliende saiu morto do palácio presidencial.

Durante seu governo, 20 mil pessoas foram assassinadas.

A maioria por motivos políticos.

A sua ditadura prendeu 30 mil pessoas.

Só saiu do poder em 1990.

Comandou com mão de ferro e sangue o Chile por 17 anos.

Seu assessor de imprensa tinha a obrigação de informá-lo quem foi de verdade Pinochet.

Felipão precisa mudar urgentemente seus conceitos.

E ouvir conselhos de pessoas mais equilibradas.

Ele é o melhor treinador do Brasil, disparado.

Mas não pode ser contrariado.

Alguém precisa avisá-lo que a ditadura militar acabou...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/Bcm1