divulgação101 Exclusivo. A dignidade de Pelé aos 70 anos. Disse não a Dilma e a Serra...

Daqui a cinco dias Pelé completará 70 anos.

O maior jogador de futebol de todos os tempos.

E o presente que escolheu é de uma dignidade sem tamanho.

O aniversário do Rei coincide com a proximidade do segundo turno das eleições presidenciais.

Os debates estão cada vez mais acalorados entre Dilma e Serra.

Qualquer ajuda de um lado ou de outro neste momento pode ser fundamental.

Falei com uma pessoa ligada há décadas a Pelé e de total confiança dele.

Fui mais um dos que sonhavam com uma exclusiva com ele, nesta data tão importante.

Lógico que estou em uma fila imaginária de cerca de 500 repórteres.

Mas o que interessa foi o que descobri.

Fernando Henrique Cardoso e Lula mandaram recados a Pelé.

Mostraram a ele o quanto ficariam gratos se ele manifestasse seu apoio aos seus candidatos à presidência.

Afinal, tanto Lula como FHC alegam ter importantes contatos há anos com ele.

A postura de Pelé foi linda, precisa.

Como um dos 1282 gols que marcou na absurda carreira.

Mandou avisar que não apoiaria ninguém.

O povo brasileiro, que um dia ele disse que não sabia votar, evoluiu.

E escolheria por si só.

PT e PSDB pelo menos respiraram aliviados por não ter Pelé logo depois de completar 70 anos como inimigo.

Pelé resolveu tomar a mesma postura em relação ao time do seu coração: o Santos.

O presidente Luís Álvaro queria fazer uma enorme homenagem.

Imaginava chamar os jogadores mais importantes do planeta para uma inesquecível festa na Vila Belmiro.

Quando essa idéia ainda estava no nascedouro, Pelé disse não.

Foi muito polido, mas antecipou que não queria.

O motivo: sua parceria por anos e anos com Marcelo Teixeira.

Tumultuada, mas os dois sempre estiveram próximos.

Esperto como ele só, viu na festa de aniversário um apoio silencioso firmado a Luís Álvaro.

E fez questão de avisar que não tinha lado nenhum em Santos.

Emissoras do mundo todo buscaram privilégios no seu 70º aniversário.

Ele mandou que as TVs se virassem com as imagens de arquivo.

Não será atração da grade de programação para ninguém.

Ele quer completar os seus 70 anos com quem ama.

Com sua família.

Não permite que seus auxiliares falem onde.

Está certo.

Já fez demais pelo Brasil, pelo futebol, pela beleza do esporte.

A hora é de fazer por ele...

Do lado de cá, dos mortais, toda homenagem não será suficiente.

Como agradecer o que o atleta Pelé fez para os nossos olhos, aos nossos corações?

Não há como...

Veja mais:

+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/IklP