tw34 Está na hora de tentar algo novo. Mano Menezes no lugar do Dunga... Tostão...

Port Elizabeth, 2 de julho...

Ele é o melhor colunista de futebol do Brasil.

Escreve na Folha de S. Paulo.

Já viveu a dor de uma eliminação de Copa do Mundo.

E foi campeão com a maior seleção de todos os tempos, a de 1970.

Um dos melhores jogadores a vestir a camisa amarela.

E como deixou saudade...

Tostão.

Entrevista exclusiva logo após a eliminação do Brasil.

E uma revelação: Mano Menezes acaba de ganhar um cabo eleitoral fortíssimo.

Tostão: por que o Brasil de Dunga não deu certo?

Porque a Seleção Brasileira não tinha nada de especial.

Jogou contra um time de igual potencial e perdeu.

Não dá para apelar àquela velha desculpa de que o Brasil era muito melhor e houve uma injustiça histórica.

Nada disso.

O Brasil não é superior e nem inferior à Holanda e outras cinco seleções que estão por aqui, Alemanha, Argentina, por aí.

Perdeu como poderia ter vencido.

O que o Brasil fez na Copa do Mundo não me surpreendeu.

Não há motivo para muita lamentação, não.

Qual jogador do Brasil era fora de série, extraordinário?

Nenhum.

Foi tudo do previsto.

Essa derrota não me abala.

O que falar da Copa do Kaká?

Muito ruim.

E não foi por causa dos problemas médicos.

Foram técnicas as suas falhas.

Não conseguiu armar as jogadas ofensivas do Brasil.

Mais uma Copa em que ele não consegue render na Seleção o que costuma fazer nos clube.

Tem jogador que é assim mesmo.

Ele sabe que foi muito mal.

E tem de se reinventar para a Copa de 2014.

Está aquém do que o armador da Seleção Brasileira em uma Copa do Mundo precisa.

Você viu a dor da eliminação na Copa de 1966.

Como é essa sensação?

Horrível.

Até hoje, quando paro para pensar naquele Mundial, me dói.

Eu imagino o que será essa noite para os jogadores brasileiros.

Você busca um alívio e não consegue.

Para o jogador não há explicação.

Só a sensação de uma grande tristeza, injustiça.

Mas muitas vezes nem há tanta injustiça assim.

O Brasil hoje foi superado pela Holanda.

Os dois decidiam uma vaga para a semifinal do Mundial.

Venceu quem jogou melhor.

A explicação pode ser mais simples do que as pessoas querem ver.

Qual a culpa do Felipe Melo nesta derrota que eliminou o Brasil?

Ele não poderia ser expulso.

Deixou a Seleção com um jogador a menos em uma partida igual.

Desequilibrou de vez a equipe que estava mal.

Mas vamos falar a verdade.

Só estranha quem não conhece o Felipe Melo.

Ele cansou de fazer isso na Itália.

Ser expulso de jogos onde não poderia.

Faz isso sempre.

Não sei porque a imprensa brasileira está tão surpresa...

Qual é a culpa do Dunga?

Ele foi fiel ao que pensava.

Convocou seus jogadores e montou um sistema conservador de muita marcação.

Tanto foi assim que quando esteve em desvantagem não conseguiu se recuperar.

Eu tenho restrições a alguns jogadores que ele convocou e a outros que ele fez questão de não trazer aqui para a África.

Ele foi fiel aos seus princípios.

E perdeu com eles.

Não se poderia exigir mais do Dunga.

O Brasil nunca teve um futebol exuberante no seu comando.

Perdeu neste futebol globalizado, igual por todo o canto.

Não mudaria nada se o Brasil vencesse.

A Seleção do Dunga é igual a várias seleções da Europa, com muita marcação e contragolpes.

Igual à holandesa, por exemplo.

Repito, não há porque ninguém ficar chocado com a queda do Brasil.

O time de Dunga foi no seu limite.

Depois da derrota em 1966 você foi campeão do mundo em 1970.

Acredita que o time que acaba de ser derrotado aqui poderá dar essa volta por cima?

Não. Esse time acabou.

Vários jogadores não serão mais chamados por causa da idade.

Foi a última Copa para eles.

Também o novo treinador deverá trazer para a Seleção seus jogadores de confiança.

Será sempre assim.

Essa seleção teve a sua chance e não ganhou.

Aqui na África já se fala que nos candidatos a substitutos de Dunga.

Felipão, Mano Menezes... Quem você gostaria dever trabalhando na Seleção?

O Felipão conseguiu o título, foi muito bem.

Mas eu, sinceramente, busco algo novo.

Acredito que é preciso chegar uma pessoa com outros conceitos de futebol.

O Felipão foi há oitos anos.

Eu acho que alguém como o Mano Menezes poderia revigorar a Seleção.

Estamos precisando de conceitos novos, parar de fazer a mesma coisa que os outros.

Se não, acontecerá a mesma coisa que está Copa da África.

Qual o sentido de disputar um Mundial jogando exatamente como os europeus?

Isso tem de acabar.

Por isso defendo alguém novo como o Mano Menezes.

E por quen não você?

De jeito nenhum.

Eu não tenho perfil de treinador.

Ainda mais da Seleção Brasileira da CBF, dessa gente...

Veja mais:

+ Acompanhe a cobertura da Copa no R7
+ Veja as principais notícias do dia

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/0RUj