Doria mexeu em um vespeiro com 20 milhões de palmeirenses. Ironizou a Copa Rio, a conquista do Mundial. O prefeito performático, que sonha com a presidência, é santista. Não esperava a revolta dos torcedores/eleitores. E estuda como se desculpar...
Além da óbvia euforia que provoca a injeção de R$ 100 milhões por ano, e se precisar mais basta pedir, o patrocínio da bilionária Crefisa é muito bem-vinda por algo que incomoda o Palmeiras. A alegada falta da conquista de Mundial. A Copa Rio de 1951 não é levada em consideração pelos rivais. A situação irrita, machuca, incomoda. Até porque os grandes rivais paulistas já têm seus troféus da competição.

Corinthians, São Paulo e Santos já ganharam seus Mundiais.

E os torcedores desses clubes, ao perceberem as dificuldades financeiras que enfrentam, enquanto os palmeirenses se esbaldam, não deixam por menos. Miram na ferida no ego. No calcanhar de Aquiles.

Há uma orquestrada campanha na Internet.

E é usada com crueldade a cada conquista do time verde.

"O Palmeiras não tem mundial."

A bilionária dona da Crefisa, Leila Pereira, é tratada como uma enviada dos céus. Se tornou a grande esperança de que seu dinheiro faça o clube montar um time imbatível, capaz de vencer a Libertadores e conquistar o Mundial nos Emirados Árabes.

24 Doria mexeu em um vespeiro com 20 milhões de palmeirenses. Ironizou a Copa Rio, a conquista do Mundial. O prefeito performático, que sonha com a presidência, é santista. Não esperava a revolta dos torcedores/eleitores. E estuda como se desculpar...

Essa é a prioridade no Palestra Itália em 2017.

Dinheiro para esse objetivo não falta.

Eduardo Baptista tem o melhor elenco do país à disposição.

As vitórias estão se acumulando.

Assim como a esperança de estimados 20 milhões de palmeirenses.

Quantidade maior que toda a população do Equador, República Checa, Holanda, Grécia, Cuba, Cuba, Portugal, Paraguai, El Salvador, Chile, Romênia e tantos outros.

Esse número de eleitores não pode ser desprezado por ninguém.

Ainda mais por quem sonha em ser presidente em 2018.

O prefeito do PSDB, João Doria, já está profundamente arrependido.

E preocupado.

Assessores buscam como corrigir a brincadeira que fez no sábado.

E não passou despercebida por milhares de palmeirenses.

Eles estão irritados com o que chamam de desprezo de Dória ao clube.

Aliás, até posou com a camisa verde.

110 Doria mexeu em um vespeiro com 20 milhões de palmeirenses. Ironizou a Copa Rio, a conquista do Mundial. O prefeito performático, que sonha com a presidência, é santista. Não esperava a revolta dos torcedores/eleitores. E estuda como se desculpar...

O prefeito, que é jornalista, usa muito as redes sociais. Está empenhado em aumentar sua popularidade. Seu estilo lembra muito o que fez Jânio Quadros no início da década de 60. Dória respondia perguntas ao vivo, quando o internauta Vitor Paiva decidiu ironizar. Em vez de indagar sobre os muitos problema de São Paulo, ele provocou.

"Senhor prefeito, e a questão do Palmeiras que não tem Mundial. O que pode ser feito?"

A questão não foi respondida na seção de perguntas e respostas.

Só duas horas depois, no seu twitter oficial, Doria se manifestou.

Escreveu no seu twitter.

"Não pude perder a piada!

Parabéns Vitor Paiva pelo bom humor!

#PeixeTemMundial."

Detalhe: #PeixeTemMundial", em verde.

63 Doria mexeu em um vespeiro com 20 milhões de palmeirenses. Ironizou a Copa Rio, a conquista do Mundial. O prefeito performático, que sonha com a presidência, é santista. Não esperava a revolta dos torcedores/eleitores. E estuda como se desculpar...

Foi a senha.

Milhares de palmeirenses estão revoltados.

E seguem atacando o prefeito assumidamente santista.

A ponto de querer repassar, de qualquer maneira, o Pacaembu à administração do seu clube de coração. Tenta convencer que o estádio municipal é maior e muito mais confortável que a ultrapassada Vila Belmiro.

A reação foi maior que Dória poderia esperar.

O político que se veste de gari, pintor, marronzinho, pedreiro e até de cadeirante para cativar o eleitorado, errou. E sabe disso. Infelizmente neste país, futebol e política se misturam. Há várias pessoas que saíram do futebol para assumirem cargos públicos. Como o senador Zezé Perrella, os deputados federais Andres Sanchez, Romário, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil.

Se o futebol pode dar votos, também pode retirar.

Independente das melhorias que Doria está fazendo na cidade.

20 milhões de eleitores é algo significativo.

Só em São Paulo, o Palmeiras tem perto de 9 milhões de torcedores.

Dória vai tentar consertar a provocação desnecessária.

O volante Felipe Melo mostrou o quanto ela incomodou.

"Tem que sacanear, mas aguentar também depois.

Hoje em dia, as pessoas gostam muito de zoar, mas quando são zoadas ficam de bico."

Ou seja, vai haver resposta do time verde.

Quanto aos torcedores, eles podem fazer tudo o que o prefeito não deseja.

Dar sua resposta nas urnas.

Dória mexeu em um vespeiro com 20 milhões de eleitores...
54 Doria mexeu em um vespeiro com 20 milhões de palmeirenses. Ironizou a Copa Rio, a conquista do Mundial. O prefeito performático, que sonha com a presidência, é santista. Não esperava a revolta dos torcedores/eleitores. E estuda como se desculpar...

http://r7.com/TF5T