117 David Luiz, Diego Alves e Rodriguinho chamam a atenção. Mas a grande novidade na convocação de Tite foi a ausência de Neymar. O técnico peitou a CBF e a dona dos amistosos da Seleção. Poupou a principal estrela. Fez o que Felipão e Dunga sonhavam...
Goleiros. Diego Alves (Valencia-ESP) Ederson (Benfica-POR) Weverton (Atlético-PR). Laterais: Alex Sandro (Juventus-ITA) Fagner (Corinthians) Filipe Luis (Atlético de Madri-ESP) Rafinha (Bayern de Munique-ALE). Zagueiros: David Luiz (Chelsea), Gil (Shandong Luneng), Jemerson (Monaco), Rodrigo Caio (São Paulo) e Thiago Silva (PSG). Meio campistas. Fernandinho (Manchester City), Giuliano (Zenit), Lucas Lima (Santos), Paulinho (Guangzhou Evergrande), Philippe Coutinho (Liverpool), Renato Augusto (Beijing Guoan), Rodriguinho (Corinthians), Willian (Chelsea). Atacantes. Diego Souza (Sport)
Douglas Costa (Bayern de Munique), Gabriel Jesus (Manchester City) e Taison (Shakhtar Donetsk).

Esta foi a convocação que Tite acaba de fazer. Para os amistosos contra a Argentina e Austrália, dias 9 e 13 de junho, na Austrália. O treinador poupou Neymar, Marcelo, Marquinhos, Daniel Alves e Miranda, jogadores que considera já como no grupo que estará na Copa da Rússia, em 2018.

Tite conseguiu uma vitória importantíssima, fundamental. De dar inveja a seus antecessores, Felipão e Dunga. Teve a permissão de Marco Polo del Nero de não convocar Neymar para os amistosos. Esse é um grande golpe na inglesa Pitch International. A empresa subcontratou os amistosos da Seleção da ISE do grupo Dallah Al-Baraka, ao qual pertence a ISE. Ricardo Teixeira, ao ser obrigado pela Polícia Federal ao deixar o cargo de presidente da CBF, em 2012, fez um último gesto. Vender os amistosos da Seleção até 2022 para a ISE.

E a empresa obrigava a Seleção a levar seus principais jogadores em qualquer amistoso. Por isso Felipão e Dunga ficaram amarrados, não puderam fazer os testes que desejavam. E não treinaram o Brasil sem Neymar.

O que Tite conseguiu hoje foi um feito.

Quando o Brasil perdeu Neymar por contusão na Copa de 2014 e na Copa América do Chile, em 2015, Felipão e Dunga não tinham plano B. Nunca treinaram a Seleção sem seu principal jogador. É o que Tite fará na Austrália. Será um golpe quase mortal nos organizadores do amistoso. Até porque há a chance de Messi também não atuar.

Só que a manobra de Adenor foi muito além.

Ao deixar Neymar curtir suas férias à vontade, o técnico ganha moral. E assegura a colaboração do mais precioso jogador da Seleção em 2018. Ele o quer como aliado para se apresentar o mais rápido possível para o Mundial da Rússia. Será uma troca. Jogada ousada e bem executada de Tite.

222 David Luiz, Diego Alves e Rodriguinho chamam a atenção. Mas a grande novidade na convocação de Tite foi a ausência de Neymar. O técnico peitou a CBF e a dona dos amistosos da Seleção. Poupou a principal estrela. Fez o que Felipão e Dunga sonhavam...

Se acertou em cheio com Neymar, o técnico da Seleção segue contra o bom senso. Não basta ter levado o Brasil para o primeiro do ranking. Seu desejo pessoal é recuperar David Luiz e Thiago Silva para o Brasil. Os dois formaram a dupla de área na desastrosa Copa de 2014. E ele os quer na Copa da Rússia. Acredita que tudo que sofreram no Mundial servirá de experiência para a Rússia.

David Luiz foi campeão inglês no Chelsea. Mas durante os jogos se revezava entre zagueiro e volante. "O David Luiz não sabe marcar", destacou o treinador Fabio Capello, em uma palestra organizada na CBF, semana passada.

Tite estava presente.

Mas ele tem suas convicções.

Ao menos quer dar a chance a David Luiz.

Thiago Silva já o convenceu que será um bom reserva.

Experiência importante será com Diego Alves. Ele está pronto para uma guerra com Ederson pela titularidade do Brasil. Alisson segue na reserva da Roma. Tite já o havia avisado. Ou arruma um clube onde jogue frequentemente ou deixará de ser convocado. Foi um aviso para valer.

3agenciacorinthians 1024x682 David Luiz, Diego Alves e Rodriguinho chamam a atenção. Mas a grande novidade na convocação de Tite foi a ausência de Neymar. O técnico peitou a CBF e a dona dos amistosos da Seleção. Poupou a principal estrela. Fez o que Felipão e Dunga sonhavam...

Rafinha, que havia aberto mão da Seleção, foi lembrado. Tite é seu fã há muito tempo. Está longe de auge no Bayern. Mas o técnico brasileiro quis observar sua polivalência. E como não faz parte dos planos da Seleção Alemã, acabou por aceitar a convocação. O zagueiro Jemerson, campeão francês pelo Mônaco, era seu alvo há tempos.

Rodriguinho vive ótimo momento no Corinthians. E foi lembrado, apesar de que, nos tempos de Tite no Parque São Jorge, o meia era reserva. Foi chamado para observação porque Diego, do Flamengo, está contundido.

Dependendo do rendimento nos amistosos, Tite pode voltar a poupar atletas nos últimos quatro jogos das Eliminatórias. Contra Equador, Colômbia, Bolívia e Chile. O Brasil já está classificado antecipadamente para a Copa da Rússia.

Pelo planejamento, Tite quer terminar 2017 com o grupo definido para o Mundial de 2018.

Acredita um passo fundamental para ganhar o título.

80% do grupo para a Copa já está certo.

A hora é de testes.

Daí, David Luiz, Rodriguinho, Rafinha, Jemerson, Taison.

E também de poupar a principal estrela brasileira.

Neymar.

Queiram os donos dos amistosos da Seleção ou não.

Tite tem o que quiser de Marco Polo...

58 1024x768 David Luiz, Diego Alves e Rodriguinho chamam a atenção. Mas a grande novidade na convocação de Tite foi a ausência de Neymar. O técnico peitou a CBF e a dona dos amistosos da Seleção. Poupou a principal estrela. Fez o que Felipão e Dunga sonhavam...

http://r7.com/WPb5