1futurapress1 Cuca determina aos médicos. Não quer sacrifício de Gabriel Jesus para enfrentar o Flamengo. Se houver o risco de a contusão muscular piorar, não vai jogar. O medo é forçar e perdê lo por quatro, cinco partidas. A perspectiva para quarta feira não é boa...
O clima no Palmeiras deveria ser de alegria, empolgação, contentamento. O time conseguiu arrancar um ponto precioso contra o Grêmio, em Porto Alegre. Mas não é esta a realidade. Cuca está tenso, irritado. O motivo não é o Flamengo, que vem de uma arrancada impressionante no Brasileiro. E será seu adversário direto, na quarta-feira, na partida valendo a liderança do Brasileiro.

O motivo é Gabriel Jesus.

O treinador está sendo questionado entre conselheiros. Por ter exposto o principal atacante palmeirense. O ter feito jogar duas partidas seguidas na semana passada. E alegam que este esforço seria responsável por sua contusão na virilha esquerda, que pode tirá-lo do confronto importantíssimo diante do Flamengo, depois de amanhã.

"Neste momento (da contusão), as pessoas oportunistas podem falar que “colocou o guri para jogar 40 minutos (contra o São Paulo, apenas 24 horas após o jogo da Seleção)”. Hoje (ontem) é domingo, ele descansou quinta, sexta e sábado. Não deixei ele trabalhar sequer um período. A fisiologia do Palmeiras é muito boa e nos deu o menino de 19 anos com 100%. Lesão pode acontecer com qualquer um. Pode ser que não tenha nada e que quarta-feira ele jogue", dizia, raivoso, o treinador palmeirense

Cuca fez questão que o médico Rubens Sampaio desse entrevista. Explicasse que a contusão não tem nada a ver com o desgaste físico. "O Gabriel Jesus sentiu a virilha. O músculo adutor da coxa esquerda. Não foi por fadiga", disse. A suspeita do departamento médico é que tenham sido as muitas pancadas que recebeu de gremistas. Principalmente uma do equatoriano Bolãnos.

 Cuca determina aos médicos. Não quer sacrifício de Gabriel Jesus para enfrentar o Flamengo. Se houver o risco de a contusão muscular piorar, não vai jogar. O medo é forçar e perdê lo por quatro, cinco partidas. A perspectiva para quarta feira não é boa...

"Todos os marcadores de fadiga estavam normalizados, depois desses dois dias de trabalho ele (Gabriel Jesus) estava tranquilo. Ele teve uma lesão no adutor, músculo da virilha, que está mais ligado a movimentos mecânicos do que fadiga, então não tem nada a ver com sequência de jogos", insistiu Sampaio.

O jogador de 19 anos deixou a arena do Grêmio mancando muito. Repórteres que estavam em Porto Alegre diziam que ele mal podia apoiar o peso na perna esquerda. A fisionomia de Gabriel Jesus era de dor.

Rubens Sampaio evitava dar um prognóstico definitivo. Faria exames mais detalhados nesta segunda-feira, em São Paulo. O Palmeiras não está fazendo teatro. Há a possibilidade de Gabriel Jesus não atuar. O tempo de recuperação é muito escasso.

Há muita ironia nesta situação, que realmente não foi provocada pelo desgaste, pelas 24 horas da partida de Manaus, do Brasil contra a Colômbia, do clássico contra o São Paulo.

Grande parte dos conselheiros que apoiou a decisão de Cuca, agora o criticam. Paulo Nobre, que cedeu o jato particular para transportar o jogador, já foi avisado que a contusão nada tem a ver com o cansaço. E mandou recado a Cuca buscando tranquilizá-lo.

Mesmo se o Palmeiras tiver de atuar sem Gabriel Jesus, tudo está bem para o presidente. Cuca conversou muito com o médico Rubens Sampaio. Ele não quer colocar o seu melhor jogador com mínimas condições de enfrentar o Flamengo. Seu medo, justificado, é que entre em campo 'no sacrifício' e depois se 'arrebente'. Tenha, por exemplo, uma distensão e não consiga enfrentar o Corinthians, no sábado, e fique fora dos próximos jogos, também decisivos pela luta na disputa do Brasileiro.

Gabriel Jesus só jogará contra o Flamengo se estiver bem.

Há muita dúvida e preocupação no Palmeiras.

A esperança está no vigor físico do meia atacante de 19 anos. Seu preparo é excelente. E a recuperação para contusões musculares costuma ser mais rápida que a normal.

Só que Cuca avisa que a hora é para ser 'racional'.

Se Gabriel Jesus não se sentir bem, estará fora.

O treinador repete que não é hora para sacrifícios.

Nem será a final contra o Flamengo.

Ainda restam 12 rodadas para o fim do Brasileiro.

Melhor seria perder seu atacante por um jogo.

E tê-lo, em seguida, recuperado contra o Corinthians.

Cleiton Xavier, Eric, Alecksandro, Rafael Marques.

Um deles será o escolhido de Gabriel Jesus for vetado.

O Palmeiras está tenso.

A possibilidade de não ter o talentoso garoto.

Com ele em campo, o clube paulista acumulou mais de 72% dos pontos.

Perdê-lo para o jogo contra o Flamengo seria algo desanimador.

Mas escalá-lo e ficar sem ele por quatro, cinco jogos, seria irracional.

E a perspectiva nesta manhã de segunda-feira não é boa...
3reproducao3 Cuca determina aos médicos. Não quer sacrifício de Gabriel Jesus para enfrentar o Flamengo. Se houver o risco de a contusão muscular piorar, não vai jogar. O medo é forçar e perdê lo por quatro, cinco partidas. A perspectiva para quarta feira não é boa...

http://r7.com/eHqR