- Blog do Cosme Rímoli - http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli -

Corinthians, Fluminense e Atlético Mineiro terão vida fácil na primeira fase da Libertadores. O São Paulo passará certo incômodo com o Bolívar. O sofrimento ficou para o Grêmio e Palmeiras…

Postado por Cosme Rímoli em 21 de dezembro de 2012 às 14:46 em Sem categoria | 39 Comments

ae128 Corinthians, Fluminense e Atlético Mineiro terão vida fácil na primeira fase da Libertadores. O São Paulo passará certo incômodo com o Bolívar. O sofrimento ficou para o Grêmio e Palmeiras... [1]
Depois dos insuportáveis discursos.

E troca de comendas, homenagens para os mesmos...

Veio o sorteio da Libertadores de 2013.

O campeão mundial não tem do que reclamar.

Seus adversários são fracos.

Só precisará de vários balões de oxigênio.

A começar pelo boliviano San Jose.

Oruro fica a 3.702 metros de altitude.

O time não oferece risco tecnicamente.

O pior será a logística da viagem e o confronto nas alturas.

O ar rarefeito e a bola correndo mais rápida.

Na Bolívia será um sofrimento, mas no Pacaembu, um divertimento.

A disparidade entre os times continua.

Assim com a angústia da altitude.

Foi assim que o Millonários da Colômbia quase chegou à final da Sul-Americana.

Perdendo fora e se superando nos 2.640 metros de Bogotá.

A sua incendiária torcida também é impressionante.

Mas tecnicamente, não há com que Tite se preocupar.

O outro adversário será o Tijuana mexicano.

A equipe também é limitada, não provoca susto.

Para o desconforto da viagem há a compensação.

Não há altitude.

Ou seja, o Corinthians poderá jogar normalmente aqui e no México.

A sorte foi parceira.

Dos seis brasileiros, o Grêmio teve o pior dos destinos.

Luxemburgo nem conseguiu manter o seu sorriso artificial.

O técnico nunca venceu a competição.

E agora tem a obrigação de chegar longe na disputa.

O grupo de empresários que apoia Fabio Koff.

E mais a novíssima arena gremista.

O treinador estava até engasgando na hora de falar.

Seu time terá pela frente a poderosa LDU do Equador.

Como não conseguiu ser vice do Brasil, enfrentará a fase classificatória.

Onde dois confrontos decidirão se passará para a fase de grupos.

A LDU era o pior adversário possível.

Pela tradição do time e principalmente por jogar em Quito.

A altitude de 2.850 metros mexerá com toda a programação de Luxemburgo.

Sabendo de sua responsabilidade, tentará convencer a diretoria gaúcha.

Quer fazer a pré-temporada em uma cidade com altitude.

Tem bem a noção que será uma guerra sobreviver.

A eliminação precoce seria um desastre, acabaria com 2013.

O irônico é que se o Grêmio passar, vai cair no grupo do Fluminense, o 8.

Com Huachipato do Chile e Caracas da Venezuela.

E aí poderá respirar.

Já que os dois brasileiros seriam os grandes favoritos para a classificação.

Não há comparação em elenco e estrutura em relação ao time chileno e venezuelano.

Sorte do campeão brasileiro.

O São Paulo só tem a reclamar da altitude.

Terá pela frente em dois jogos eliminatórios o Bolívar.

Ir para La Paz e seus 3.640 metros é desumano.

Fruto da estupidez dos caquéticos comandantes da Sul-Americana.

Mas todo ano é a mesma coisa.

A relação é a mesma com o que aconteceu com o Santos em 2012.

O time perdeu na Bolívia por 2 a 1.

E goleou por 8 a 0 na Vila Belmiro.

Os bolivianos só são adversários com o ar rarefeito a seu favor.

O ideal seria que Ney Franco disputasse o início do Paulista com os reservas.

E levasse os titulares para um local de altitude para disputar a pré-temporada.

Essa possibilidade existe.

Como 'prêmio' se o São Paulo passar, o Atlético Mineiro o aguarda.

No grupo 3, o Arsenal argentino e o Strongest com a altitude boliviana serão os adversários.

Os brasileiros são melhores.

Mas não poderão bobear diante da rivalidade portenha.

E outra vez a bizarra altitude.

Cuca não pode reclamar.

Assim como o Fluminense, se a preparação for séria, o grande rival será o brasileiro.

São Paulo e Atlético Mineiro têm tudo para se classificar.

Guerra de verdade sobrou para o Palmeiras.

O rebaixado time da Série B terá pela frente o Tigre.

Será o primeiro brasileiro a jogar com os argentinos depois do São Paulo.

O ódio do clube de Juvenal Juvêncio foi generalizado.

Vale para todos os brasileiros.

O Palmeiras que se cuide.

Terá duas batalhas sangrentas pela frente.

Isso porque não há dúvida que o Tigre derrotara o fraco Deportivo Anzoategui.

O time venezuelano não é páreo na primeira fase da Libertadores para os argentinos.

O Sporting Cristal peruano é uma equipe competitiva.

Mas com pouca qualidade técnica.

Mas melhor do que o atual Palmeiras.

Quem é o grande favorito para vencer o grupo é o Libertad.

Acabou de ganhar o Campeonato Paraguaio.

Tem uma equipe rápida e muito técnica.

É bem melhor do que os palmeirenses.

O clube de Tirone precisa contratar jogadores importantes.

Se não o fizer, novo vexame à vista.

Com todas as chances de eliminação ainda na primeira fase.

E ainda tomar uns tabefes dos argentinos do Tigre.

O Grêmio pela força da LDU e da altitude de Quito.

E o Palmeiras pela péssimo time que possui.

Esses são os maiores ameaçados entre os brasileiros.

São Paulo pode reclamar de jogar na altitude La Paz.

Mas está seguro.

Corinthians, Atlético Mineiro e Fluminense não têm do que reclamar.

Fica apenas o registro.

Quando a direção da CBF tiver coragem, acabam os jogos na altitude.

Basta o Brasil ameaçar não disputar a Libertadores.

Sem o dinheiro brasileiro, a competição hoje não existe.

Mas cadê a firmeza de Marin para enfrentar a Conmebol?

É a mesma omissão patética de Ricardo Teixeira.

Pior para Grêmio, São Paulo, Corinthians, Atlético...


Artigo impresso de Blog do Cosme Rímoli: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli

Endereço do artigo: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/corinthians-fluminense-e-atletico-mineiro-terao-vida-facil-na-primeira-fase-da-libertadores-o-sao-paulo-passara-certo-incomodo-com-o-bolivar-o-sofrimento-ficou-para-o-gremio-e-palmeiras-21122012/

Endereços neste artigo:

[1] Imagem: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/files/2012/12/ae128.jpg

© 2011 Nicolau Marmo. Todos direitos reservados.