1ae2 Carlos Miguel aprimora ideia do Palmeiras. Abre o clube para empresários com dinheiro. O dono da Natura cedeu os R$ 14 milhões de Centurión. Precisamos de ajuda. Não somos orgulhosos...
"Administrador de Empresas. Amo muito minha família, meus amigos e o S.P.F.C. Sou contra o PT e sua gangue corruPTa. I'm a Miami Heat fan. Let's go Heat !!"

É assim que Vinicius Pinotti se apresenta no twitter. Ele foi o responsável pelo São Paulo contratar o atacante Centurión. De acordo com o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, chegou com os R$ 14 milhões que o clube deu ao Racing por 70% dos direitos do jogador de 21 anos.

"O Vinícius é um torcedor fanático do São Paulo. É um jovem empresário brasileiro, que espontaneamente deu recursos para viabilizar essa contratação. Ofereceu e aceitamos. Não fosse ele não teríamos tido condições de efetuar o pagamento. Não há contrapartidas. O Vinícius é um apaixonado pelo São Paulo desde pequeno. Manifestou o desejo e disponibilizou os recursos, que o São Paulo devolverá em um prazo longo. É um contrato com a pessoa física dele, sem exposição da imagem da empresa dele. Ele fará o pagamento integral ao Racing, menos a comissão do agente, que será bancada por nós", comemorava o presidente do São Paulo.

Aliás, ele não titubeou quando recebeu a notícia que havia um empresário disposto a emprestar os R$ 14 milhões para a compra de Centurión. Não queria lucrar com uma futura venda, nem expor sua marca, nada. Só receber o dinheiro, a logo prazo. Dizia que queria facilitar a vida do clube. Tornar possível a briga pela conquista da Libertadores. Um mecenas esportivo.

"Venho com a proposta de trazer investimento para o clube, um dinheiro que ajude o São Paulo. Investimentos de longo prazo, dinheiro barato para o clube. A ideia é trazer desta vez, e mais para frente com mais gente. O objetivo meu e do grupo que pode ser criado não é tirar dinheiro daqui, e sim trazer dinheiro, investimento. Tenho certeza que tem gente para vir nessas condições", garantiu Vinicius.

Ele teve o privilégio de posar ao lado do argentino e Carlos Miguel. O presidente fez questão de dizer que o empresário foi levado até ele por Douglas Schwartzmann e Ruy Barbosa, vice e diretor de marketing. O dinheiro do mecenas acabou sendo a saída diante das dívidas acumuladas do São Paulo. E da crise do mercado, que travou o acerto com um patrocinador master para a camisa.

1ap Carlos Miguel aprimora ideia do Palmeiras. Abre o clube para empresários com dinheiro. O dono da Natura cedeu os R$ 14 milhões de Centurión. Precisamos de ajuda. Não somos orgulhosos...

"Não somos orgulhosos, estamos abertos a qualquer ajuda", assumiu Aidar. As dívidas do clube crescem, já passando dos R$ 150 milhões. O Racing aceitou vender apenas 70% de sua maior esperança. Mas o dinheiro tinha de ser à vista. Foi onde surgiu Vinicius Pinotti.

O seu dinheiro vem da participação na Natura, empresa de cosméticos. Seu valor de mercado é calculado em R$ 18 bilhões. Aos 38 anos, Pinotti tem uma tatuagem no braço em homenagem ao São Paulo. Uma de suas filhas entrou na partida do time, no ano passado, de mãos dadas com Kaká.

Nos anos 80, o São Paulo recebia ajuda de alguns empresários milionários. Era o Grupo de Apoio ao Tricolor. Discretos, eles auxiliaram em várias contratações. Carlos Miguel quer que Vinicius seja o primeiro de vários executivos dispostos a emprestar dinheiro. Na diretoria, muita gente critica empresários que se dizem apaixonados pelo clube, mas não o ajudam financeiramente, como Abílio Diniz.

Vinicius já teve sua conta devassada no twitter. E ficou claro que ele é contra o atual governo, o PT. Assume ser contra o deputado federal Jean Wyllys, homossexual assumido. E retuita algumas mensagens de gosto duvidoso. "310 homossexuais foram assassinados em 2013. O Brasil tem 50 mil homicídios por ano. Para sua segurança: vire viado enquanto há tempo."

Para o São Paulo, o que interessa é o seu dinheiro. "Venho com uma proposta de trazer investimento barato para o clube. Usaremos juros de mercado, na base de CDI, Certificado de Depósito Interbancário. O objetivo do meu grupo não é tirar dinheiro daqui, mas trazer investimento."

Conselheiros já adiantaram que Aidar pediu para Vinicius tentar ajudar também na contratação do zagueiro Doria, que não está sendo aproveitado no Olympique de Marselle. Se não for com dinheiro, ao menos indicando alguns amigos milionários apaixonados pelo São Paulo como ele.

Aidar adorou essa história de torcedores endinheirados ajudarem financeiramente o clube. Emprestarem dinheiro para ser devolvido depois, muito depois. Sem juros. Aprimorar o que o seu rival, Paulo Nobre, faz no Palmeiras. Mas sem o investimento sair dos seus bolsos, como faz o presidente do clube adversário. Usar o poder financeiro alheio.

A ideia pode seguir até quando a proibição da Fifa de investimentos de empresários e agentes em jogadores. O dono da Natura não terá porcentagem sobre Centurión. Emprestou o dinheiro diretamente para o clube comprar o atleta. É uma manobra permitida. Até por quem, no futuro, decidir emprestar e quiser cobrar juros altos.

Carlos Miguel era só sorrisos na apresentação do argentino. O milionário deixou sua vida como presidente do São Paulo muito mais fácil. Quer que muitos outros apareçam. A porta está aberta. Quem tiver dinheiro será muito bem-vindo. "Não somos orgulhosos", repete...
1gazeta Carlos Miguel aprimora ideia do Palmeiras. Abre o clube para empresários com dinheiro. O dono da Natura cedeu os R$ 14 milhões de Centurión. Precisamos de ajuda. Não somos orgulhosos...

http://r7.com/UkYa