Cansaço, novo ciclo na vida, Ceni, não trabalhar com Leco. Motivos da aposentadoria de Kaká
A diretoria do São Paulo ofereceu toda a infraestrutura do Morumbi.

Inclusive com iluminação do estádio.

Não negaria.

Afinal havia um motivo importante.

A entrevista especial para a TV que tem o direito do futebol neste país.

Galvão Bueno, muito amigo de Kaká e do seu pai, Bosco Izecson Pereira Leite.

O narrador pediu a exclusiva para a definição se a carreira de Kaká terminaria ou não.

A Globo fez chamadas durante a semana toda para o seu programa Esporte Espetacular.

O meia de 35 anos tinha uma proposta do presidente Leco.

Para jogar mais um ano e encerrar sua trajetória em uma festa no final de 2018.

Como aconteceu com Rogério Ceni.

O São Paulo buscaria parceiros para rachar o salário de R$ 700 mil.

Ele seria o grande ídolo da equipe.

Teria todo o respaldo de Raí, o novo executivo de futebol.

Apesar de não se entusiasmar, Dorival Júnior, aceitaria o jogador.

511 Cansaço, novo ciclo na vida, Ceni, não trabalhar com Leco. Motivos da aposentadoria de Kaká

Leco precisava de um ídolo a mais, como escudo.

Assim como fez com Ceni, Lugano e Raí.

O cenário estava montado para o retorno de Kaká.

E pela boca de Galvão Bueno.

Só que o último brasileiro a ser melhor do mundo, disse não.

"Ele está cansado. São 18 anos como profissional. Ele conseguiu tudo o que queria. Fez uma carreira espetacular no São Paulo, no Milan, no Real Madrid, no Orlando City. Na Seleção Brasileira. E, importante, já voltou para o São Paulo. Não teria nem o apego do retorno.

"O Kaká pensou bem e vai estudar, quer ser dirigente.

"Mas de altíssimo nível.

"Para comandar um clube, a CBF.

"Tem proposta para trabalhar no Milan.

"Ele mistura representatividade, vivência, honestidade, visão da realidade.

"É um orgulho para o futebol brasileiro.

"Mas não quer mais se expor jogando futebol.

"Acredita que este ciclo acabou na sua vida.

" Quer começar outro."

A revelação é de um amigo muito próximo, de décadas.

E que trabalhou com ele desde que chegou ao São Paulo.

Virou seu confidente.

Ambos conversaram nesta semana, na véspera da entrevista com Galvão.

317 Cansaço, novo ciclo na vida, Ceni, não trabalhar com Leco. Motivos da aposentadoria de Kaká

Kaká também tem outro motivo para recusar ficar mais um ano no Morumbi. Ele também não estava animado em trabalhar com Leco. O ex-meia é muito amigo de Rogério Ceni. Sabe o quanto o presidente não cumpriu suas promessas com o treinador. O usou na reeleição e depois entregou sua cabeça, mesmo tento feito um profundo desmanche no elenco são paulino.

Ele não se esqueceu como Leco forçou a saída de um amigo ainda mais próximo, Luís Fabiano. Sabe toda a mágoa que o atacante nutre do presidente são paulino. E como ele se sentiu descartado, desrespeitado ao deixar o clube.

713 Cansaço, novo ciclo na vida, Ceni, não trabalhar com Leco. Motivos da aposentadoria de Kaká

O meia está longe de ser o mesmo jogador que foi escolhido como o melhor do mundo, em 2007. Dez anos de desgaste. Segue com pubalgia crônica. Sofreu operação no joelho esquerdo, em 2010. Reclamava de dores nos tornozelos e articulações no final da sua passagem pelo Orlando City, onde também já não conseguia grandes atuações. Pelo contrário, até. Nesta temporada fez apenas seis gols em 26 partidas nos Estados Unidos.

Kaká está milionário. Não precisa mais do futebol. Se mostra disposto a viajar, seguir com as férias, até voltar a estudar gestão esportiva. Ele completará 36 anos em abril. Sabe que não possui velocidade e explosão muscular para sua jogada mais típica, a arrancada. Sem essa força física seria muito cobrado pela imprensa e torcida. E não quis correr o risco de terminar como Lugano, grande ídolo, mas que só ajudava no banco de reservas, animando os titulares.

Ele percebeu que teria muito mais a perder do que ganhar.

Havia a possibilidade de jogar mais uma temporada na China.

Mas também não se animou.

Era o São Paulo ou nada.

Depois de muito pensar, optou pela aposentadoria.

Será esta sua resposta amanhã para Galvão Bueno.

A carreira acabou.

"A aposentadoria vai acontecer em breve. Jogar já não é mais um prazer para mim. Sofro muito após o término das partidas. Meu corpo me diz que tenho 35 anos e já não é como antes", disse em entrevista às rádios ao deixar o Orlando City.

Galvão Bueno se vislumbra como um 'vendedor de emoções'.

Com Kaká as emoções não serão tão bombásticas e reveladoras.

Não como ele desejava.

O meia anunciará sua aposentadoria...
67 Cansaço, novo ciclo na vida, Ceni, não trabalhar com Leco. Motivos da aposentadoria de Kaká

http://r7.com/lsbA