- Blog do Cosme Rímoli - http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli -

As confusões de Pet e Bruno. Agora que Adriano sossegou. Até quando o Flamengo será desrespeitado?

Postado por Cosme Rímoli em 14/05/2010 às 10:39 em Sem categoria | 70 Comments

2121 As confusões de Pet e Bruno. Agora que Adriano sossegou. Até quando o Flamengo será desrespeitado?

Petkovic e Bruno estão se esforçando muito.

Para tomar de Adriano o posto de jogador mais problemático do Flamengo.

Pet deveria trazer um pouco de tranquilidade à Gávea.

Mas apesar de sua vivência, age como um menino mimado, criando problemas do nada.

No ano passado, quando tinha rejeição da maioria dos clubes brasileiros, ele apareceu no Flamengo.

O clube lhe devia R$ 16 milhões, dinheiro que ganhou em um processo trabalhista.

Ele ofereceu a solução.

Voltava a jogar na Gávea e aceitava reduzir a dívida pela metade.

Ou seja: pagaria R$ 8 milhões para jogar pelo Flamengo.

A proposta não foi tão fácil de ser aceita.

Os dirigentes se dividiram.

Brigaram muito para aceitá-la.

Marcos Braz não comandava o futebol [1] na época, mas era muito influente, foi o principal adversário da volta do sérvio.

Mas foi voto vencido.

Pet voltou e a história parecia enredo de filmes para adolescentes, com um final muito feliz: a conquista do Brasileiro.

Mas assim que virou o ano, Pet parece que se transformou.

Voltou a ter comportamento afetado de craque que acha que não precisa respeitar ninguém.

Retornou das férias depois de todos os jogadores.

E em péssima forma física.

Marcos Braz já comandava o futebol e pressionou Andrade a colocá-lo no banco.

O treinador ainda tentou preservar o meia.

Mesmo percebendo que Vinícius Pacheco crescia a cada treino.

Chegou o clássico contra o Fluminense.

Pet estava mal e foi substituído no intervalo.

Ficou revoltado e resolveu ir embora, sem esperar o exame antidoping.

Braz soube e tentou evitar que deixasse o Maracanã.

Sua estratégia: xingá-lo muito.

Só que descobriu que Pet sabe mais palavrões do que ele.

O sérvio foi embora.

O grupo ficou revoltado com sua atitude, porque Vinícius Pacheco foi desrespeitado.

Braz o puniu com o afastamento dos outros jogadores.

Teve de treinar separado.

Patricia Amorim contornou a difícil situação dando crédito a Pet e desmoralizando Braz, que queria ver longe do futebol.

A presidente/vereadora demitiu Braz e Andrade depois de o Flamengo perder o título para o Botafogo.

Pet voltou a respirar no clube.

Só que Rogério Lourenço, auxiliar de Andrade, sabia que o sérvio continuava mal fisicamente.

E o deixou na reserva.

O jogador ficou muito irritado, mas não falou nada.

Esperou.

Até que chegou o jogo contra o Universidad de Chile.

E ele iria entrar na partida.

Perguntado sobre as orientações do treinador, veio a hora da vingança.

"Não ouvi o que ele falou. Estava me aquecendo."

Pet é vivido. Sabia bem o que estava querendo fazer. E conseguiu.

Desmoralizou Rogério, deixando claro que o que ele diz não importa, os jogadores não levam em consideração.

Situação absurda.

Rogério não quer mais escalá-lo.

Deu uma bronca pública nele ontem, para as câmeras de TV.

Só que a situação está longe de ser resolvida.

Se depender do treinador, Pet terá vida bem curta na Gávea.

Ou será um reserva de luxo com ele.

Acabou a pequena confiança que depositava nele.

Enquanto isso, Bruno continua fiel ao seu estranho modo de viver.

Primeiro agir sem pensar.

Depois pedir desculpas chorosas.

Foi assim quando fez a pergunta filosófica.

"Quem nunca saiu na mão com sua mulher?

Em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher, xará!"

Diante da repercussão, o goleiro pediu milhões de desculpas.

Ainda mais tendo como presidente do clube, Patricia Amorim.

Depois das mulheres, passou a ter como alvo, os torcedores do Flamengo.

Vaiado por falhar, o goleiro já havia mandado beijinhos irônicos.

Mais vaias contra o Universidad de Chile e o resumo do que pensa.

"Estou me lixando para a torcida do Flamengo."

Mais protestos, pressão para que abandone o clube.

Prensa da diretoria e... novo choro pedido de desculpas.

Pet e Bruno estão conseguindo o que ninguém sonhava ser possível: atrapalhar mais o clube do que Adriano.

Patricia Amorim precisa mostrar a que veio.

E colocar em prática o seu discurso.

O Flamengo precisa ser respeitado.

Para isso, o primeiro passo é se respeitar...

+ Leia mais notícias [2] de futebol no R7

http://r7.com/junw

  [3]
  [4]


Artigo impresso de Blog do Cosme Rímoli: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli

Endereço do artigo: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/as-confusoes-de-pet-e-bruno-agora-que-adriano-sossegou-ate-quando-o-flamengo-sera-desrespeitado-14052010/

Endereços neste artigo:

[1] futebol: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli http://esportes.r7.com/futebol/

[2] + Leia mais notícias: http://esportes.r7.com/futebol/

[3]  : http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/as-confusoes-de-pet-e-bruno-agora-que-adriano-sossegou-ate-quando-o-flamengo-sera-desrespeitado-14052010//emailpopup

[4]  : http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/as-confusoes-de-pet-e-bruno-agora-que-adriano-sossegou-ate-quando-o-flamengo-sera-desrespeitado-14052010//print

© 2011 Nicolau Marmo. Todos direitos reservados.