As câmeras revelam. Tudo não passou de uma perfeita armação do Atlético Mineiro. Não teve nada de casual no primeiro gol contra o São Paulo. Ronaldinho Gaúcho é que se mostrou um grande malandro. Ator de mão cheia…

ae18 As câmeras revelam. Tudo não passou de uma perfeita armação do Atlético Mineiro. Não teve nada de casual no primeiro gol contra o São Paulo. Ronaldinho Gaúcho é que se mostrou um grande malandro. Ator de mão cheia...
As imagens da tevê derrubaram a tese da malícia.

Não houve acaso.

O Atlético Mineiro combinou o lance do primeiro gol de ontem.

Foi uma combinação de cinema.

Cada um dos jogadores seguiu o seu papel.

Fez o que determinava o roteiro.

Enganaram muita gente.

Inclusive este jornalista.

Não acreditei que a engenhosidade chegasse a tanto.

E tudo dentro da legalidade.

Tudo foi perfeito.

De uma sincronia assustadora.

Exigiu malícia, esperteza e muito treino.

Nada foi por acaso.

Ronaldinho Gaúcho faria Paulo Autran sorrir satisfeito.

Foi um ator de mão cheia.

O start foi dado quando Júnior César estava sendo atendido.

Do outro lado do campo, na esquerda.

A jogada estava parada, era lateral para o Atlético.

Na direita.

Ronaldinho se dirigiu a Rogério Ceni.

Pediu sua garrafa de água para lavar a boca e tomar uns goles.

Diego Tardelli correu e conversou com Marcos Rocha.

Enquanto isso, Ronaldinho devolvia a garrafa para Ceni.

O experiente goleiro de 40 anos chegou a virar as costas para o jogador.

Não imaginaria o que as câmeras de alta potencia flagraram.

A troca de olhares discreta.

Entre Ronaldinho e o lateral.

Marcos Rocha só balançou a cabeça sutilmente.

Ronaldinho Gaúcho continuava se fingindo de morto.

Tardelli mais próximo da cobrança de lateral, virou de costas.

Sabia que não receberia a bola.

Porque estava tudo combinado.

Mal o lateral a pegou, Ronaldinho disparou para a ponta direita.

Bem perto da linha de fundo do time paulista.

Sem impedimento, sem marcação.

E lá recebeu o lateral cobrado com perfeição.

Invadiu a área e cruzou para Jô, que também sabia do combinado.

Ele entrou como um trator, dividiu com o tanque chamado Lúcio.

E a bola foi para a rede.

Gol do Atlético Mineiro.

Gol da inteligência, da malandragem.

Uma combinação diabólica.

Dentro da legalidade, sem ir além do fair play.

Apenas trabalho de Cuca e seus atores.

Talvez inspirado em lances da NBA é adorada na concentração atleticana.

Como no basquete, o gol dependeu tanto das mãos quanto dos pés.

Ronaldinho desmentiu falando em sorte.

Dizendo brincando que nunca foi malandro.

Na verdade, a farsa foi desmontada pelas câmeras de tevês.

O Atlético Mineiro inovou.

Não há culpados para serem crucificados no São Paulo.

O único jogador de frente para a tramoia foi Rogério Ceni.

Mas ele nunca iria acreditar na traição a quem havia acabado de dar água.

Ronaldinho apenas o distraiu e sumiu da vista de Wellington, seu marcador.

E de toda zaga são paulina.

Tudo foi brilhante, inédito.

Não foi coisa de malandro.

Foi trabalho bem executado, saber explorar a regra do jogo.

Fica a lição para o São Paulo, para o futebol brasileiro.

Trabalho bem feito é sempre recompensado.

Ainda mais em um jogo tão equilibrado, difícil, na Libertadores.

Cuca, Ronaldinho, Tardelli, Marcos Rocha, Jô enganaram a todos.

Menos as câmeras.

Elas desvendaram o criativo primeiro gol atleticano.

Fruto de correria, esperteza e arte dramática.

O Oscar vai para o 'sedento' e malandro Ronaldinho Gaúcho.

Ele já havia avisado na Índia que era um grande ator.

Ninguém acreditou...

a44 As câmeras revelam. Tudo não passou de uma perfeita armação do Atlético Mineiro. Não teve nada de casual no primeiro gol contra o São Paulo. Ronaldinho Gaúcho é que se mostrou um grande malandro. Ator de mão cheia...

109 Comentários

"As câmeras revelam. Tudo não passou de uma perfeita armação do Atlético Mineiro. Não teve nada de casual no primeiro gol contra o São Paulo. Ronaldinho Gaúcho é que se mostrou um grande malandro. Ator de mão cheia…"

14 de February de 2013 às 14:17 - Postado por Cosme Rímoli

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • lucas_bronx
    - 3 de março de 2013 - 10:45

    Esse time do Atlético-MG além de tar jogando muito. Os caras estão executando um monte de jogadas ensaiadas com perfeição. Eu aponto eles como um dos favoritos para levarem essa Libertadores de 2013

    Responder
  • A.T.Silva
    - 18 de fevereiro de 2013 - 14:11

    Sei não....esse jogo de volta promete!!!!

    Responder
  • Renato
    - 18 de fevereiro de 2013 - 09:39

    Após a atuação do Ronaldinho "Esperto" Gaucho e de Neymar "Circo de Soleil", que de tanto pular, até com a mão na cara ele já cai, fico tranquilo com a Copa das Confederações, Copa do Mundo, que venham as competições, seremos imbatíveis. Fair Play, Jogo Limpo, nos brasileiros não precisamos disto, como diria a lei de Gerson "gosto de levar vantagem em tudo" só não sei se nossos craques vão fumar Vila Rica.

    Responder
  • giovane moreira
    - 17 de fevereiro de 2013 - 08:57

    Não tivesse pedido a agua para beber teria sido genial . Cuspiu na garrafa que bebeu , fez o mesmo com grêmio e flamengo. Não sei se o custo beneficio desta malandragem vale a pena porque no final trás muitas mensagens nelas embutidas .

    Responder
  • José Alfredo
    - 16 de fevereiro de 2013 - 17:44

    Caro Sr. Douglas (12h44), desculpe-me o incômodo de minha "chatice". Não queria incomodá-lo, juro. Até porque em nenhum momento dirigi-lhe a minha palavra. Mas prometo ao Sr., continuarei com ela, a "chatice", mesmo não sendo de seu acordo ou agrado, mas com todo o respeito diga-se, o que não é difícil. E acrescento, não posso atender o seu pedido para esquecer o Curintia, até porque os curintianos não esquecem tudo o que acontece com o São Paulo (vide os comentários idiotas com a enchente que houve lá pelos lados do Morumbi). Eu sei, é difícil esquecer o sofrimento, mas com o tempo a coisa passa. Freud explica tudo isso! Abraços.

    Responder
  • Douglas Aguiar
    - 16 de fevereiro de 2013 - 00:44

    Zé Ruela Alfredo, vaiiiiiiii pentear Macaco e esquece o Corinthiansss.. puta cara chato!!!!

    Responder
  • "Edna,2
    - 15 de fevereiro de 2013 - 19:10

    "Tadinho do CENI,quanta ingenuidade...mas enfim *ainda* existem pessoas crédulas nesse mundo,pessoas de boa fé". rsrsrsrsrs... "ESSE MUNDO AINDA NÃO ESTÁ TOTALMENTE PERDIDO".Ô DÓ!!!!

    Responder
  • Ulysses
    - 15 de fevereiro de 2013 - 17:34

    Gol imoral, mas legal! O SP que ficasse atento ao lance.

    Responder
  • Marcos Godinho
    - 15 de fevereiro de 2013 - 16:01

    Lance totalmente original. Parece que se sair do roteiro a pessoa vira marginal. É incrível.

    Responder
  • thiago miranda barbosa
    - 15 de fevereiro de 2013 - 15:54

    Foi uma jogada de NBA, Ronaldinho é fã de basquete, O filme dele feito na índia tem o mesmo estilo do filme NBA JAM, gravado nos anos 90 com personagens desenhos animados e cenas engraçadas de malandragem.. na concentração do GALO o próprio jogador mostra jogadas de malandragem no basquete aos colegas e é fã deste tipo de jogadas, basta lembrar dos gols batendo falta por baixo da barreira. quem tem ele no time sabe como é bom, pros adversários, só resta CHORAR! abraços

    Responder
1 2 3 4 5