121 As baladas e a falta de pré temporada cobram a conta de Neymar. O maior talento da Seleção chegou à Olimpíada desgastado. Culpa da falta de planejamento da CBF. Liberou as farras, ele foi...
Brasília...

No dia 15 de setembro de 2015, a Fifa anunciou oficialmente. Os clubes estavam liberados. Não seriam mais obrigados a ceder jogadores para as Olimpíadas. A principal argumentação do lobby das grandes equipes foi claro, evidente. Todo atleta cedido iria perder a pré-temporada, algo fundamental para suportar fisicamente as competições nacionais e a Champions League.

Esse é exatamente o grande problema de Neymar.

"Ele teve férias muito longas", deixou escapar Micale, após o 0 a 0 contra a África do Sul. O treinador lamentava o fato de o principal atleta brasileiro não conseguir render o que a Seleção precisa. E não há a garantia que conseguirá até o final da Olimpíada.

Desde o final de junho, Neymar estava liberado do Barcelona. Em um acordo com a CBF, Dunga teve de optar entre Copa América Centenário ou Olimpíada. E escolheu os Jogos do Rio, apenas em agosto. Foi a senha para o atacante. "Partiu, férias."

Por seu instagram é fácil perceber que ele aproveitou ao máximo. O que tinha todo o direito, depois de uma temporada estressante no seu clube. Também enfrentara uma batalha ferrenha na justiça, acusado de sonegação de impostos. Queria extravasar.

E como extravasou.

Escolheu os Estados Unidos para farrear. Enquanto a Seleção Brasileira era humilhada na Copa América, seu capitão desfrutava tudo o que Los Angeles oferece. Festas que varavam a madrugada com Justin Bieber. Figuração em filme de Van Diesel, em Hollywood. Publicidade. Aparição vip nas baladas mais caras do planeta.

Exerceu na plenitude seu direito de uma nova modalidade de atleta. O jogador/celebridade. Deste restrito clube só Neymar e Cristiano Ronaldo desfrutam tudo o que podem. E o que não podem.

Na volta ao Brasil, mais farra. Tudo o que tinha direito. Como faz questão de destacar. Férias são férias.

211 As baladas e a falta de pré temporada cobram a conta de Neymar. O maior talento da Seleção chegou à Olimpíada desgastado. Culpa da falta de planejamento da CBF. Liberou as farras, ele foi...

Só que havia algo importantíssimo que foi desprezado. As Olimpíadas. Por mais que aparente ser um garoto, Neymar já tem 24 anos. É um homem formado. E um dos melhores e mais caros jogadores do mundo. Atleta de elite.

Ele vem de uma sequência de noites viradas, farras há mais de 40 dias. Foi assim que chegou à Seleção Olímpica. Com 17 dias até a estréia contra a África do Sul. Neymar estava completamente fora de forma.

Os principais jogadores do Barcelona começarão a treinar apenas na próxima semana. Dez dias antes da terminar as férias, eles são obrigados a começar a se exercitar, restringir alimentação e, principalmente, descansar, acabar com as baladas.

Mesmo assim, eles terão 12 dias só de treinos e jogos preparatórios até a estreia no Campeonato Espanhol, marcado para o sábado, dia 20, contra o Bétis.

Já Neymar, não. Está na contramão. Ele não fez exercícios leves com Micale. Pelo contrário. Foi o mais exigido na montagem relâmpado da equipe para a Olimpíada. Os 15 treinos da Seleção foram intensos. Como se os jogadores estivessem no auge de sua forma. Os que disputam o Brasileiro, sim. Mas o capitão do time, vindo da merecida esbórnia, não.

Não é justo criticar Neymar por ter feito o que tinha direito. Mas não se pode disfarçar a realidade. Houve um erro gravíssimo de avaliação. Micale, que nem o conhecia pessoalmente, deveria pedir um pouco de moderação. Pelo menos na última semana antes de se apresentar à Seleção Olímpica. Pensar no futuro.

59 As baladas e a falta de pré temporada cobram a conta de Neymar. O maior talento da Seleção chegou à Olimpíada desgastado. Culpa da falta de planejamento da CBF. Liberou as farras, ele foi...

Por constrangimento ou falta de visão, não chegou nenhum pedido da CBF a Neymar nas férias. E ele aproveitou até o final. No último dia antes da apresentação, foi noticiada uma grande balada de despedida das férias.

Ao chegar na Seleção, nestes 13 dias de treinamento, houve duas folgas. Pelo menos em uma, em Goiânia, Neymar alugou uma mansão em um condomínio fechado. E logo após a vitória contra o Japão, foi o anfitrião da farra que durou até o amanhecer. Gabriel Jesus e Gabriel estavam entre os privilegiados convidados.

Outra vez, tudo certo. Os atletas e o capitão da Seleção Brasileira estavam no seu direito. Foram liberados por Micale para farrear. Mas os efeitos físicos de mais uma noitada são naturais. Ninguém é máquina, que possa suportar noites e noites sem dormir, treinar forte e disputar uma Olimpíada em seguida.

Nem Neymar.

Contra os africanos seu desempenho físico foi ruim. Como contra o Japão, ele caiu drasticamente no segundo tempo. Os números mostram que na estreia do Brasil, o camisa 10 acabou sendo o mais acionado. Atleta que mais recebeu passes dos companheiros. Eles enxergam em Neymar o jogador capaz de decidir a Olímpiada para a Seleção.

Só que teve erros acima de sua média. Das 93 vezes que tentou passar, errou 23. Cerca de 30% das jogadas. Perdeu inúmeras tentativas de dribles. Deu seis chutes a gol. Cobrou escanteios. Se irritou com os erros próprios e dos companheiros. Se viu emaranhado na organizada marcação africana. Os defensores rivais estavam mais bem preparados, chegaram antes do que ele na maioria das divididas.

Neymar tem um talento extraordinário. Mas está muito abaixo fisicamente. Seus dribles e arrancadas dependem da explosão muscular. Do descanso. Da alimentação adequada. Atletas de elite precisam de cuidados especiais. Principalmente durante competições curtas. Como Copa do Mundo, Copa América e Olimpíada.

58 As baladas e a falta de pré temporada cobram a conta de Neymar. O maior talento da Seleção chegou à Olimpíada desgastado. Culpa da falta de planejamento da CBF. Liberou as farras, ele foi...

Não bastasse o desgaste e a preparação insana, Neymar tem a responsabilidade de ser o principal jogador do Brasil. Se na Seleção principal já é assim, na Olímpica, muito mais.

Na saída do jogo de ontem, ouviu as vaias dos torcedores no Mané Garrincha. A decepção de mais de 68 mil pessoas pelo 0 a 0. E de milhões de telespectadores. Sabia que seria o mais cobrado.

"Quem está fora fala que a obrigação é nossa. Foram não sei quantas Olimpíadas que grandes jogadores brasileiros tentaram e ninguém conseguiu. Temos que estar tranquilos. Sabemos que isso aqui não é fácil, que não vamos chegar e levar o ouro para casa."

E deixou escapar.

"A gente acaba ficando em função de um jogador só para que a equipe se movimente inteira, como o Barcelona joga. A gente joga em função do Messi e ele é o cara que toca mais na bola e a gente faz os movimentos. Nem por isso a gente fica chateadinho por tocar a bola no Messi."

49 As baladas e a falta de pré temporada cobram a conta de Neymar. O maior talento da Seleção chegou à Olimpíada desgastado. Culpa da falta de planejamento da CBF. Liberou as farras, ele foi...

Só que o capitão da Seleção, o camisa número 10, cobrador de pênaltis e todas as faltas que quiser, se esquece.

Em todas as competições do Barcelona, Messi sempre esteve inteiro fisicamente. Nunca disputou competição importante sem estar preparado para render o que pode. A não ser quando jogou machucado.

E Neymar não está contundido.

Mas desgastado pelas justas farras.

Pelas férias.

E o Brasil precisa dele inteiro.

Preparado para exercer seu talento na plenitude.

Só que não houve visão para preservá-lo.

Alguém para conter sua sede de viver as férias.

No futebol moderno, mesmo equipes fracas se viram.

Adotam esquemas táticos e usam a força física.

E muitas vezes tolhem o talento despreparado.

Foi o que aconteceu diante da África do Sul.

Com dez jogadores durante 34 minutos de partida.

E corre o risco de acontecer na fase decisiva da Olimpíada.

Neymar não tem culpa.

Fez e faz o que Barcelona e, principalmente, a CBF permitem.

Se houver nova folga na competição, virá nova balada.

Outra madrugada sem dormir.

Pior para o time de Micale.

Pior para o amador futebol brasileiro...
72 As baladas e a falta de pré temporada cobram a conta de Neymar. O maior talento da Seleção chegou à Olimpíada desgastado. Culpa da falta de planejamento da CBF. Liberou as farras, ele foi...

http://r7.com/oJyG