Andrés quer reconhecimento internacional; Gobbi, lucro; Tite deseja o jogador dos seus sonhos no ataque do Corinthians. A aposta de todos: a apaixonada torcida transformará o fashion Alexandre Pato em um ‘maloqueiro, sofredor, graças a Deus’. E, claro, também graças a R$ 40 milhões…

ae29 Andrés quer reconhecimento internacional; Gobbi, lucro; Tite deseja o jogador dos seus sonhos no ataque do Corinthians. A aposta de todos: a apaixonada torcida transformará o fashion Alexandre Pato em um maloqueiro, sofredor, graças a Deus. E, claro, também graças a R$ 40 milhões...
Mario Gobbi, Tite e Andrés Sanches.

Os três são responsáveis pela negociação com Alexandre Pato.

O Corinthians foi campeão do mundo sem uma estrela internacional.

Não houve necessidade.

A merecida festa no Brasil acabou sendo doméstica.

Não teve a repercussão pelo planeta.

Os grandes clubes da Europa não mandaram emissários ao Parque São Jorge.

A direção esperava que empresários fizessem fila.

Quisessem Guerrero, Cássio, Paulinho, Ralf, Emerson.

Nada disso.

O raciocínio dos dirigentes é que se houvesse uma estrela, o título repercutiria muito mais.

Uniria o útil ao agradável.

Depois do estádio, da Libertadores, do Mundial...

Dos CTs profissional e amador, do faturamento de R$ 300 milhões.

O Corinthians quer a sua internacionalização.

Fazer com que o campeão do mundo seja conhecido.

Comece a disputar espaço com Barcelona, Manchester United, Milan.

E ganhar admiradores pelo mundo.

A única maneira, além de ganhar títulos, é ter estrelas.

Pelo menos uma.

Esta filosofia Andrés Sanchez aprendeu tendo Tevez.

Foi um susto no início.

Ele e Dualib tratavam como mimo os jornais da Europa trazidos por Kia Joorabchian.

O Corinthians era falado na Europa.

O auge deste sentimento em Andrés foi com Ronaldo.

O calendário brasileiro não permitiu que o clube fizesse amistosos no Exterior.

A CBF costuma travar as viagens, para que não prejudique seus torneios.

Principalmente o Brasileiro.

Os períodos de amistosos e torneios relâmpagos na Europa são julho e agosto.

Com o torneio nacional em andamento.

Mas Mario Gobbi já tem a promessa de Marin de que o Corinthians será liberado.

Há a expectativa de convites, agora que o time é campeão do mundo.

Para ter a garantia do convite, um ídolo conhecido.

"E novo para que possa ser vendido no futuro", repete Gobbi.

Não é por acaso que sua frase predileta é 'futebol é business'.

Indo por esse caminho, Alexandre Pato se tornou uma grande oportunidade.

Aos 23 anos, a cúpula corintiana sabe que ele pode ser comprado 'em baixa'.

Ou seja, desvalorizado.

O Paris Saint Germain no início do ano queria o jogador a qualquer custo.

Ou melhor, ofereceu R$ 80 milhões.

O time italiano não vendeu, acreditava na sua recuperação.

Só que a aposta foi um fracasso.

O atleta das 15 contusões musculares, não conseguiu se firmar.

Como na Seleção Brasileira.

Inseguro, inconstante, sem vibração.

Não é por acaso que o atacante pode fechar com o Corinthians.

E por R$ 40,6 milhões.

O clube italiano está disposto a vender o brasileiro.

A incrível desvalorização combina com o fraco rendimento de Pato.

Ela tem tudo a ver com as suas visitas ao Milan-Lab.

Pomposo nome para o departamento médico do clube, que não é conhecido por sua competência.

Pirlo era apontado quase como um ex-jogador.

Hoje é o melhor italiano em atividade na Juventus.

Os departamentos físico e médico corintiano estudaram Pato.

Sabe do seu desequilíbrio muscular nas duas pernas.

E garantem ter condições de colocá-lo para jogar como os tempos do Internacional.

Aí é que surge Tite.

Gaúcho, ele acompanhou todo o processo envolvendo o atacante no Beira-Rio.

E é simplesmente encantado com o seu potencial.

Nas suas retinas estão as jogadas maravilhosas do início de carreira.

Ele acredita que o potencial está lá, o que é preciso fazer é dar condições físicas.

E fazer com que Pato redescubra a confiança.

Tite assegurou à diretoria que isso ele resolve.

Ficam assim esclarecidas as dúvidas.

Andrés Sanchez quer um ídolo para a internacionalização de vez do Corinthians.

E, lógico, atrair ainda mais patrocinadores milionários.

Ter o jogador como garoto propaganda, seguir o exemplo de Neymar no Santos.

Se estiver ainda namorando Barbara Berlusconi, melhor ainda.

Mais capas de revista.

Para o pragmático Mario Gobbi, Pato significa retorno financeiro.

Recuperar o garoto de 23 anos, colocá-lo na Seleção Brasileira.

E vendê-lo com grande lucro depois da Copa do Mundo.

Já Tite quer um diferencial no ataque.

Um companheiro perfeito para as arrancadas de Emerson.

Nem se lembra que o peruano Guerreno marcou o gol do título mundial.

A vaga de titular, se recuperado, é do jovem brasileiro.

O tapete vermelho está estendido para que se torne o artilheiro do time.

A briga por Pato se torna fácil de traduzir.

Publicidade, investimento e injeção de talento no ataque corintiano.

Quanto à sua personalidade distante, blasé, contido, fashion.

E que combinaria muito mais, com o São Paulo, por exemplo...

Os dirigentes e Tite têm certeza.

A torcida corintiana o transformará em mais um do bando de loucos.

Em mais 'maloqueiro, favelado, graças a Deus'.

Essa talvez seja a missão mais difícil.

Mais até do que comprar Alexandre Pato...

http://r7.com/iEXK

54 Comentários

"Andrés quer reconhecimento internacional; Gobbi, lucro; Tite deseja o jogador dos seus sonhos no ataque do Corinthians. A aposta de todos: a apaixonada torcida transformará o fashion Alexandre Pato em um ‘maloqueiro, sofredor, graças a Deus’. E, claro, também graças a R$ 40 milhões…"

27 de December de 2012 às 11:18 - Postado por Cosme Rímoli

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Alvaro
    - 27 de dezembro de 2012 - 11:26

    Cosme, muito se fala que o Corinthians vai comprar 50%, mas na ESPN a informação é que esse valor que será pago são pelos 100% dos direitos federativos, você ja tem alguma informação sobre isso? A discussão é essa. O Milan deseja ficar com uma porcentagem de Pato para futura negociação. Pato tem apenas 23 anos. O Corinthians está em dúvida. O importante é que o time italiano deseja vender e o brasileiro comprar. Isso não deverá impedir a transação. Haverá nova reunião que deverá resolver essa questão. Grande abraço, Álvaro. Cosme Rímoli...

  • thaigo zago
    - 27 de dezembro de 2012 - 11:31

    Meu sonho era ter um jogador "nativo" europeu de grande nome no Timão. Outro sonho é volta Carlitos !!

  • Junior
    - 27 de dezembro de 2012 - 11:40

    Cosme, concordo com quase tudo que você colocou no post. A unica coisa que discordo é com relação ao ataque, pois se o Tite realmente quiser montar um ataque forte, o Pato deve jogar no lugar do Emerson, formando dulpa com o Guerreiro. O Pato nunca foi um centro-avante fixo (no estilo do Guerreiro), sempre jogou fora da area partindo pra cima, buscando o jogo. O Emerson, que é um grande jogador, ja esta pra completar 35 anos, não vem jogando bem desde a conquista da Libertadores, e com as contratações que o Corinthians vem fazendo, tenho certeza que esquema sera o 4-4-2, com Danilo, e Renato Augusto na armação, Pato, e Guerreiro no ataque. Quando necessario, ai sim o Corinthians jogara com 3 na frente, e ai o Emerson entraria no lugar de um dos armadores. No meu ponto de vista, o time ideal para o proximo ano seria: Cassio, Edenilson, Chicão, Gil, e Fabio Santos, Ralf, Paulinho, Danilo, e R.Augusto, Pato, e Guerreiro. Paulo Andre, Alessandro, Guilherme, J.Henrique, Emerson, Douglas como opções, o Corinthians tera o melhor elenco do pais disparado, lembrando que o time disputara 4 competições.

  • Ernesto de Minas
    - 27 de dezembro de 2012 - 11:41

    Das 3 motivações citadas pelo Cosme eu não dou importância e até discordo da primeira porque após o Ronaldo Fenômeno jogar, o único jogador que traria maior visibilidade é o Messi. As outras 2 estão intimamente ligadas porque o lucro que Mário Gobbi quer só virá com o desempenho sonhado por Tite De qualquer maneira, o Lance trouxe hoje um cálculo de que o Corinthians pagou em 2012 R$ 9,5 milhões por Guerrero, Gil e Renato Augusto o que dá R$ 28,5 milhões; R$ 6 milhões por Martinez e agora R$ 40 milhões por Alexandre Pato num total de R$ 74,5 milhões. Esquece a matéria que o Corinthians vendeu Marquinhos e Castan esse ano, que Gil e Renato Augusto são para 2013 e Alexandre Pato , parece, será parcelado. Essas 5 contratações são de jogadores de média idade (Guerrero e Martinez) para baixo (Gil, Renato Augusto e Pato) e todas em jogadores de nível para se obter lucro quanto, principalmente, para ganhar mais títulos e assim se pagarem.

  • Wilton Cavalheiro - VICE AMIGO, LAMBARIS FRUSTRADOS E GAIOLA DAS LOUCAS - AHH QUÉ ISSO ELAS ESTÃO DESCONTROLADAS.
    - 27 de dezembro de 2012 - 11:43

    Acho que o Guerreiro esta vendido, do contrário, não contratariam o Pato. . Andrés, Gobbi e Tite estão corretos, a estratégia Corinthiana vem dando certo desde que Tite foi mantido no cargo e agora com 500 campeonatos para disputar esse ano, até o Zizao vai jogar.

  • Ronaldo Santos - Ribeirão Preto-SP
    - 27 de dezembro de 2012 - 11:44

    Cosme e muita grana pelo Pato, dava para contratar um jogar mais mediático, já que o intuito e esse. abs

  • Sempre Tricolor
    - 27 de dezembro de 2012 - 11:48

    Acho q o clube tem muito oq aprender, desperdício de dinheiro

  • Hermes
    - 27 de dezembro de 2012 - 11:58

    Dá até pra pensar que já existe um jogo de cartas marcadas pra repassar o Pato ao PSG daqui há algum tempo pelos 28 milhões de euros oferecidos ao Milan.

  • Cleverson
    - 27 de dezembro de 2012 - 12:02

    "personalidade distante, blasé, contido, fashion. E que combinaria muito mais, com o São Paulo, por exemplo". Cada um interpreta como quiser esse trecho do post, mas eu dei muita risada aqui. Já disse ser contrário à contratação do Pato, mas ultimamente não to acertando nada. Mas minha maior preocupação é com o salário dele, ciúmes que despertaria. Será que todos correriam por ele como fizeram pelo Ronaldo? Não acredito. Espero mais uma vez estar errado. Quanto ao esquema tático, o Adenor resolve.

  • Marco Ramalho
    - 27 de dezembro de 2012 - 12:25

    "maloqueiro e sofredor, graças a deus!"

1 2 3 4 5
6234