divulgação221 Ah, se Neymar jogasse sério o tempo todo...

Quantas lições Neymar precisa até aprender a não tentar desrespeitar os adversários em todos os jogos?

Será que vai custar ao Brasil a decisão da Copa do Mundo?

O pênalti desperdiçado ontem foi considerado normal.

Diretoria, jogadores e, pior, Dorival Júnior passaram a mão na cabeça do jogador.

Como se fosse um menino sem condições psicológicas de decidir o que é certo ou errado.

Que não sabe se está disputando a final da Copa do Brasil ou disputando com Robinho, André ou Ganso quem faz o gol mais bonito.

Ninguém enfrenta para valer Neymar porque sabem que ele vale mais de R$ 80 milhões.

Ele pode tudo.

Como o filho único mimado.

Neymar fez grandes jogadas, deu dribles impressionantes.

Marcou o primeiro gol de peito.

Sofreu o pênalti em que tentou humilhar o goleiro do Vitória.

Foi cheio de ginga cobrar.

Fingiu que bateu forte e cobrou cavadinha, imitando o Loco Abreu.

Esperto, Lee não caiu para canto nenhum e em pé segurou a bola que parecia recuada.

Um vexame.

Mesmo assim, o covarde Vitória escapou de uma goleada imensa por pura sorte.

O time baiano só se defendeu.

Não teve testosterona para atacar.

Estratégia tacanha de Ricardo Silva.

Uma grande decepção.

Dorival Júnior fez seu time marcar por pressão e atacar em bloco.

Foi um massacre tático e técnico.

Pena que faltasse seriedade para Neymar.

Esse é um problema que parece crônico.

Tomara que na sua carreira, ele encontre alguém com coragem para enfrentá-lo.

Alguém que possa cobrar, lhe dar uns gritos.

Porque é uma pena tanto talento estar misturado com tanta irresponsabilidade.

O Santos já criou um monstro.

E finge que não vê...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Veja as principais notícias do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/_tck