39 Acabou a aura do Corinthians. Santos passa a sonhar pelo título

Acabou a aura do líder Corinthians.

O time de Fábio Carille perdeu a terceira partida no Brasileiro. Só que desta vez, um jogo onde seria normal a derrota. Não para o Vitória ou o Atlético Goianiense. Diante do Santos, na Vila Belmiro. Além de grande atuação, Lucas Lima ainda marcou o primeiro gol. Ricardo Oliveira marcou o segundo. 2 a 0 para o time de Levir Culpi. O sonho de conquista de título renasceu para os santistas.

Se não fosse por Cássio, a equipe corintiana poderia até ser goleada. O sistema defensivo corintiano esteve irreconhecível. Vencido facilmente pela velocidade santista. O goleiro fez pelo menos três grandes defesas. A diferença para os santistas, terceiro colocado, caiu para nove pontos. Sorte do Corinthians que o Grêmio perdeu para o Vasco. E segue a sete pontos do segundo, o Grêmio.

"Toda equipe passa por um momento assim. Ainda temos uma vantagem, que construímos com muito mérito e temos que aproveitar. Está tudo tranquilo, sete pontos do Grêmio, nove do Santos. Temos que corrigir porque perdemos, mas ainda estamos muito tranquilo na frente", diz Jô, tentando amenizar a pressão por mais essa derrota.

Há algo de muito errado no Parque São Jorge. O time perdeu desandou. Perdeu intensidade, confiança, compactação. Tem marcado muito mal. Os jogadores corintianos parecem estarem sentindo a pressão, depois do final da longa invencibilidade. O Santos não teve precisou se desdobrar para se impor. Muito pelo contrário. Renato e Alison se mostraram sempre atentos, onipresentes.

O Corinthians não marca individualmente. Mas é inexplicável a liberdade que Lucas Lima teve para articular todas as jogadas ofensivas santistas. Gabriel e Maycon deram muito espaço. Ao contrário, Levir Culpi cuidou de Jadson e Rodriguinho. Não havia espaço para infiltrações ou chutes fortes da entrada da área.

"É um segundo turno que a gente não esperava e temos que melhorar se queremos algo no campeonato. Fizemos um bom jogo aqui hoje, os dois gols do Santos foram em cima do nosso erro. Penso jogo a jogo. Sei que temos sete pontos e não é fácil tirar. Tivemos resultados inesperados em casa, mas aqui é até normal, pode acontecer. O que me deixa chateado foram os resultados em casa e o desempenho contra o Vitória.

"Somos o time a ser batido, mas temos que continuar focados e acreditando em nós. Falei que se fizéssemos os três pontos aqui tiraríamos um time da disputa, mas não conseguimos", admitia, o treinador corintiano, abatido.

311 Acabou a aura do Corinthians. Santos passa a sonhar pelo título

Carille também tem muito a lamentar pela lenta recuperação de Guilherme Arana. Ele faz falta demais na lateral esquerda. Marciel nada fez. Apenas Fagner tentava as triangulações, as penetrações. Ficou fácil para o Santos travar os corintianos. A maior demonstração da falta de objetividade do líder do Brasileiro foi o número de bolas lentadas para a área santista. 21 cruzamentos. Recurso pobre, de time que não chega mais ao ataque trocando passes.

O Santos foi muito mais corajoso, firme, determinado. E foi assim que criou várias chances no primeiro tempo. Cássio fez grandes defesas, diante de uma atuação abaixo do normal de Balbuena e Pablo. Estavam tensos, expostos, com Lucas Lima tendo espaço para levantar a cabeça e servir o companheiro mais livre.

Os gols e a justiça no placar ficaram para o segundo tempo. Bruno Henrique passou por Fagner como quis. Cruzou procurando Ricardo Oliveira. Pablo apenas desviou a bola que procurou o 'dono do jogo'. Lucas Lima chutou com toda a raiva e estufou as redes de Cássio, Santos 1 a 0.

Carille adiantou sua marcação. E Levir cometeu seu único pecado, recuando o Santos. E correu risco de sofrer o empate. Mas faltou consciência para o Corinthians, sobrando precipitação. O castigo não tardou. Aos 47 minutos, Lucas Lima, sempre ele, serviu Bruno Henrique. O atacante desceu livre e serviu o artilheiro Ricardo Oliveira. 2 a 0.

O resultado foi mais do que justo.

O Santos parte agora para seu maior sonho de 2017, a Libertadores. E o Corinthians terá a Sul-Americana para amenizar as cobranças, se reestruturar. E mostrar se o Brasileiro está aberto ou não...
38 Acabou a aura do Corinthians. Santos passa a sonhar pelo título

http://r7.com/drW_