divulgacao51 A vitória do Vasco foi um enorme passo. Mas nada está decidido na final da Copa do Brasil mais empolgante dos últimos anos...
O jogo foi empolgante, tenso...

Como uma decisão precisa ser...

A torcida vascaína, apaixonada.

Os poucos representantes do Coritiba também fizeram sua parte em São Januário...

Gritaram, vibraram...

Ricardo Gomes conseguiu passar ao time carioca a vibração que não conseguiu no Morumbi...

A luta, a aplicação de jogadores veteranos como Felipe foi emocionante...

Correu até perder o fôlego...

O empenho para conseguir a obrigatória vitória em casa desequilibrou o confronto...

Mesmo com mais técnica, o Coritiba foi batido pelo coração vascaíno...

O gol de Alecsandro coroou a entrega carioca...

Justo ele tão vaiado pela própria torcida, decidiu...

E imitou as caretas do pai Lela, ídolo justo do Coritiba...

Nas suas palavras após o jogo, um gosto amargo de ressentimento...

"Pois é, alguns não acreditavam em mim...

Mas eu sei do meu potencial.

Sei o que fiz no Cruzeiro, no Internacional...

Agora estou fazendo pelo Vasco.

Espero que reconheçam.

Gol se faz em jogo importante..."

Aliás, o Vasco parecia um digno representante do bravo futebol gaúcho...

Da famosa malemolência, característica dos times do Rio de Janeiro, não tinha nada...

A vantagem por 1 a 0 é ótima...

Mas não garante o sonhado título da Copa do Brasil...

Pelo contrário.

Será uma guerra ainda maior na próxima quarta-feira para sair vivo do Paraná...

"Há derrotas e há derrotas", foi provocador Marcelo Oliveira...

O treinador sabe que não ficou mesmo nada decidido...

"Nós jogamos com a nossa raça, com vontade de ser campeões.

E teremos ainda mais vontade no Couto Pereira.

Foi só o primeiro tempo deste jogo", prometeu Ricardo Gomes.

E pensar que em 2009, o Vasco estava na Série B....

E em 2010, quem disputava a Segunda Divisão do País era o Coritiba...

A decisão da Copa do Brasil está mais eletrizante do que se poderia imaginar...

E cada vez mais justa....

http://r7.com/nBMG