1ae A vergonhosa vingança do Olympique contra Lucas Silva. Só não é pior que a omissão da CBF. Um jogador fundamental da Seleção Olímpica é humilhado. E a entidade do coronel Nunes se cala...
A humilhação que Lucas Silva está sofrendo no Olympique de Marseille vai além do que parece. Não é simplesmente um atleta de 22 anos sendo torturado psicologicamente. É o volante titular da Seleção Brasileira Olímpica que passa pela desmoralização. Um dos jogadores fundamentais para o sonho de Dunga na inédita busca do ouro, em agosto no Rio de Janeiro.

Caso Neymar se machuque ou seja suspenso, Lucas Silva será o capitão do time.

E o que a CBF está fazendo diante desse massacre?

Nem ao menos um telefonema de apoio ao atleta.

A relação entre Lucas, Real Madrid e Olympique é algo particular. E que foge sim do domínio da Confederação Brasileira de Futebol.

Afinal, o Real Madrid apostou 15 milhões de euros, cerca de R$ 45 milhões, em 2014. Cerca de R$ 66 milhões atuais. Ele era mais um atleta 'fatiado'. O Cruzeiro tinha 30% dos seus direitos, Supermercados BH 20%, Futinvest (ligado ao laboratório EMS) 20%, Ovel 10%, próprio jogador 10% e Banco BMG 10%. Os espanhóis se tornaram donos de 100%.

O jogador não conseguiu render nem metade do que fazia no Cruzeiro. Acabou sucumbindo psicologicamente diante da pressão de atuar em um dos clubes maiores do mundo. Com apenas 21 anos, o goiano sucumbiu.

Entrou em nove partidas. Nunca passou de reserva. E depois, nem isso. Acontece que o clube madrilenho apostou muito alto no atleta. O fez assinar contrato até 2020. Pelo salário de 150 mil euros, R$ 661 mil a cada 30 dias. Podendo aumentar em caso de se tornar titular do time, conquistas de títulos, convocações para a Seleção principal.

Só que houve enorme decepção em Madrid com o futebol do brasileiro. Com uma pitada de falta de sorte. Quem indicou o brasileiro foi Carlo Ancelotti, que adora volantes habilidosos, técnicos. Ele saiu. Quem o recepcionou foi Rafa Benitez, que prefere marcadores. Logo foi relegado ao segundo plano.

212 A vergonhosa vingança do Olympique contra Lucas Silva. Só não é pior que a omissão da CBF. Um jogador fundamental da Seleção Olímpica é humilhado. E a entidade do coronel Nunes se cala...

E veio o arrependimento pela vitória, depois da ferrenha disputa com o Manchester United e Milan. E em dezembro o Real corrigiu o erro. Florentino Perez contratou o croata Mateo Kovacic. Tomou, sem constrangimento, a camisa 16 que pertencia ao brasileiro. E a entregou ao novo contratado.

Lucas Silva se tornou alvo de cobiça. Vários clubes perceberam a oportunidade. E quiseram a jovem promessa por empréstimo. Porto, Fiorentina, Sporting, Hamburgo, Getafe e Málaga eram candidatos.

Mas surgiu o Olympique de Marseille, então de Marcelo Bielsa. O clube que já teve brasileiros fazendo história com sua camisa. Jairzinho, Paulo César Caju, Sonny Anderson e Mozer, entre outros. Acertou o empréstimo por um ano. Bancando seu salário de 150 mil euros.

Só que a esta altura, Bielsa tinha ido embora. O espanhol Michel assumiu seu lugar. E também não escondeu que não nutre paixão pelo estilo do brasileiro.

Além do mais, a falta de milionários recursos no Olympique já era uma realidade. Amarga a décima colocação no Campeonato Nacional da França. E disputa apenas a Liga Europa.

O bilionário francês Robert Louis-Dreyfus comprou o clube em 1996. E investiu pesado no clube, até morrer de leucemia, em 2009. Sua viúva, a russa Margarita assumiu com mão de ferro a Louis Dreyfus Commodities, uma das maiores tradings de produtos agrícolas do mundo. Seu faturamento ultrapassa os 60 bilhões de dólares anuais, cerca de R$ 235 bilhões, segundo a revista Forbes.

315 A vergonhosa vingança do Olympique contra Lucas Silva. Só não é pior que a omissão da CBF. Um jogador fundamental da Seleção Olímpica é humilhado. E a entidade do coronel Nunes se cala...

A ex-vendedora tem 53 anos. Já tinha três filhos. Anunciou estar grávida de gêmeos, em janeiro. Filhos do seu namorado, o banqueiro suíço Philipp Hildebrand.

O que tem isso a ver com Lucas Silva? Tudo. Margarita decidiu que não quer mais o controle do Olympique. E o colocou à venda por 200 milhões de euros, cerca de R$ 881 bilhões. E avisou ao presidente do clube Vincent Labrune. Não vai desviar mais dinheiro de sua empresa para o Olympique.

Labrune soube desta situação no final do ano passado. Avisou ao treinador Michel que teria de economizar. Pelo menos até que o clube fosse vendido.

A primeira lembrança dos dois recaiu sobre Lucas Silva. O brasileiro continuou intimidado, inseguro. Não por acaso foi considerado como uma das piores contratações da temporada no futebol francês. O volante ágil, rápido, com excelente visão de jogo, desapareceu. Surgiu outro lento, indeciso, sem iniciativa, burocrata.

Labrune quis se livrar dos 150 mil euros a um mero reserva. E acertou com o Real Madrid. Iria emprestá-lo ao Anderlech, da Bélgica. Michel deu o seu aval.

Só que o brasileiro se recusou a ir. O que provocou imensa ira em Labrune. A primeira providência foi não inscrevê-lo na Liga Europa. E depois, a atitude que o L'Equipe tornou pública hoje. No dia 2, ele estava no grupo que viajava de ônibus para Montpelier.

56 A vergonhosa vingança do Olympique contra Lucas Silva. Só não é pior que a omissão da CBF. Um jogador fundamental da Seleção Olímpica é humilhado. E a entidade do coronel Nunes se cala...

Mas o presidente, de caso pensado, deu a ordem. Ele estava 'expulso' do ônibus. Passou a humilhação de ter descer diante dos seus companheiros de time.

Labrune quer que Lucas Silva simplesmente desista de ficar até junho. E peça o final de seu empréstimo. Assim, a equipe francesa ficaria livre de seguir pagando seus salários até lá.

Ou então aceite a ida para uma equipe chinesa, ucraniana, russa. Mercados que continuam com suas janelas abertas.

O brasileiro não quer deixar a Europa, os grandes centros.

O técnico Michel está completamente perdido.

E disse, para disfarçar, que o jogador negocia com o Brasil.

O que é desmentido pelos empresários do volante.

O mercado brasileiro também está fechado.

Cruzeiro e Palmeiras chegaram a pensar no volante.

Mas seu salário se tornou enorme desestímulo.

67 A vergonhosa vingança do Olympique contra Lucas Silva. Só não é pior que a omissão da CBF. Um jogador fundamental da Seleção Olímpica é humilhado. E a entidade do coronel Nunes se cala...

Além do fato dele não querer retornar.

É uma situação que afeta diretamente a Seleção Olímpica.

Está claro que um dos seus principais valores está desnorteado.

Sem rumo.

Mas até agora, ninguém entrou em contato com Lucas Silva.

A direção do Real Madrid nem cogita o ter de volta.

O empréstimo com o Olympique precisa ser cumprido.

Com a ameaça de o Real não emprestar novos atletas no futuro.

A situação segue constrangedora.

Longe de uma solução.

O jogador segue humilhado.

E a CBF, do coronel Nunes, se cala.

Nem um telefonema de apoio.

Como se ele não existisse.

E nem fosse fundamental na busca da medalha olímpica.

Talvez em agosto, Dunga e Gilmar Rinaldi se lembrem dele...

(A repercussão da expulsão do ônibus de Lucas Silva foi mundial. Para tentar amenizar as coisas, o jogador divulgou uma nota. E garante que não foi expulso. Mas convidado a descer porque estariam acontecendo negociações. Que ele não aceitou. Aqui, a nota.

No início da temporada 2015/2016, por excesso de atletas extracomunitários, fui emprestado pelo Real Madrid ao OM. Nessa ocasião houve propostas de diversos clubes. Decidi assumir o compromisso com OM em função do grande interesse do presidente e do treinador.

Desde a minha chegada, minha dedicação ao clube tem sido integral. Por exemplo, decidi, por iniciativa pessoal, realizar um trabalho com um dos melhores preparadores físicos do Brasil, que me colocou na melhor forma física de minha carreira.

No último dia da janela de transferências eu estava no ônibus para viajar com a equipe e, em função de negociações em andamento com clubes europeus, fui orientado pelo OM a ficar em Marselha, pois eu poderia ter que viajar a qualquer momento. Nunca fui expulso do ônibus como noticiaram alguns meios de comunicação.

Após meu agente garantir que todos os meus interesses seriam preservados, fui comunicado das propostas recebidas. Decidi permanecer no OM por acreditar que devemos honrar os compromissos assumidos. Além disso, sou um atleta que sempre cresceu frente aos grandes desafios e tenho por hábito, enfrentá-los e vencê-los.

Há de fato o interesse de diversos clubes brasileiros, aos quais agradeço. No entanto, não faz parte do planejamento do Real Madrid e nem do meu plano de carreira retornar ao Brasil neste momento. Agradeço ao Real Madrid pelo apoio recebido durante esse processo.

Aproveito para ratificar que irei permanecer no OM até o final do meu contrato com o clube.
Estou tranquilo e consciente da minha dedicação ao clube. Agradeço ao treinador e aos meus colegas de trabalho que sempre me apoiaram.

Aos torcedores do OM sou também muito agradecido pela forma como me receberam em Marseille. Tenham certeza que minha dedicação ao clube é total e que não medirei esforços para ajudar a equipe..."

Então, tá...)
71 A vergonhosa vingança do Olympique contra Lucas Silva. Só não é pior que a omissão da CBF. Um jogador fundamental da Seleção Olímpica é humilhado. E a entidade do coronel Nunes se cala...

http://r7.com/YN_t