reuters3 A insegurança de Ricardo Gomes domina o São Paulo...

O que aconteceu com o São Paulo?

Despencou para a 15ª posição do Campeonato Brasileiro.

Às vésperas do início da semifinal da Libertadores da América contra o Internacional.

Perdeu mais uma vez para o Santos.

Com gol contra de Renato Silva.

No primeiro tempo não conseguir chutar a gol.

O time até lutou.

Mas foi impressionante o esquema de Ricardo Gomes.

Mesmo com o time misto, ele montou a equipe com três zagueiros, seis jogadores no meio de campo e apenas Fernandinho na frente.

Além de não passar a bola nem para os seus parentes, Fernandinho atuava longe da área.

Ou seja: no primeiro tempo, o São Paulo atuou sem um atacante.

Assustador.

A postura mais raçuda dos jogadores,que brigavam mais pela posse do bola foi o único ponto a se destacar.

O time conseguiu apenas acertar o travessão do Santos em uma cabeçada esporádica de Washington.

Na verdade, o São Paulo mereceria ter perdido a partida por mais gols.

Rogério Ceni disse que o time mostrou na Vila Belmiro o espírito que precisa ter no Beira-Rio.

Voltarão os titulares.

Mas o problema do clube está no banco de reservas.

Ricardo Gomes passa por um péssimo momento.

Sua insegurança tem contaminado o grupo.

Não há um norte.

A maneira de a equipe atuar muda jogo a jogo.

Ele mistura atletas que não têm entrosamento.

O São Paulo é uma equipe confusa, intranqüila e sem confiança.

Infelizmente, o retrato fiel do momento vivido por seu treinador.

Futebol é como a vida, por vezes surpreendente.

Mas na maioria do tempo, previsível.

E a lógica não aponta o time paulista como favorito nesta disputa.

Muito, mas muito pelo contrário.

Os gaúchos chegam empolgados, entusiasmados e reforçados pela luta de ser o brasileiro na final.

Já o São Paulo reflete toda a insegurança de Ricardo Gomes.

E há tempos.

Estranha é a atitude de Juvenal Juvêncio que finge não enxergar.

Ricardo Oliveira será apresentado na tentativa de desviar o foco.

Mas o problema não está nos jogadores.

Todos no Morumbi sabem disso.

Só que será necessário o fim da Libertadores para Juvenal agir.

E a competição mais amada dos são-paulinos pode acabar precocemente por causa dessa teimosia...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Veja as principais notícias do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/JPEt