A falta de visão de Abel Braga complicou o Fluminense. Inacreditável deixar Rafael Sóbis e Felipe de fora. O treinador ajudou os paraguaios a levar o 0 a 0 para os Defensores del Chaco…

 A falta de visão de Abel Braga complicou o Fluminense. Inacreditável deixar Rafael Sóbis e Felipe de fora. O treinador ajudou os paraguaios a levar o 0 a 0 para os Defensores del Chaco...
Abel Braga tem toda a responsabilidade.

Ele colaborou o quanto pôde.

Perdeu tempo demais.

Só colocou Rafael Sóbis e Felipe quando estava tarde.

Facilitou demais a missão do Olímpia.

Os paraguaios vieram para o Rio com o 0 a 0 em mente.

O técnico Ever Almeida abriu mão do jogo.

Armou sua equipe com três zagueiros fixos.

E mais três volantes.

A ordem era ter dez jogadores atrás da linha da bola.

A sua intenção era travar o time carioca.

Foi o que fez.

Sem muitas dificuldades.

O time de Abel Braga foi uma imensa decepção.

A torcida do Fluminense esperava muito mais.

Mesmo com a chuva que atormentava o Rio, ela foi a São Januário.

Mais de 14 mil torcedores que gritaram, incentivaram.

E no final cobraram o time.

O Fluminense foi irritante.

Principalmente sem a objetividade de Sóbis e Felipe.

Fred parecia que iria ter um ataque de raiva.

A bola não chegava para ele.

Sem Thiago Neves, Wagner deveria ser o articulador.

Só que esteve apático em campo.

Aceitou passivamente a marcação.

Não conseguiu achar Fred ou Wellington Nem.

Muito menos chutar de fora da área.

O Fluminense não teve força ofensiva.

Por vários motivos.

Abel Braga não conseguiu compactar o time.

Fred, isolado.

Wagner fora do jogo.

Bruno sem força alguma para atuar pela lateral direita.

Jean foi muito bem.

Se desdobrando no meio de campo.

Atuando como volante e meia.

Era o único com coragem de bater para o gol de fora da área.

Rhayner faz tudo perfeito, luta, tabela, avança em velocidade.

Mas sua incompetência em chutar para o gol é algo revoltante.

Inadmissível para um jogador profissional.

O que é visto com bom humor no Rio, na verdade é conivência.

Rhayner ocupa uma posição onde está sempre perto do gol.

Se não souber arrematar é melhor atuar como volante.

Um desperdício.

Vale a pena registrar que houve duas excepcionais chances de gol.

Mas a bola caiu nos pés errados.

Logo aos cinco minutos de jogo...

Wellington Nem descobriu um jogador do Fluminense livre.

Cara-a-cara com Martín.

Embora seja um bom goleiro, o profissional estava sozinho, livre.

Tinha a obrigação de marcar.

A não ser que se chame Leandro Euzébio.

O zagueiro não mostrou a menor sutileza, jeito.

Deu um chute forte em cima de Martín.

1fluminensefc A falta de visão de Abel Braga complicou o Fluminense. Inacreditável deixar Rafael Sóbis e Felipe de fora. O treinador ajudou os paraguaios a levar o 0 a 0 para os Defensores del Chaco...

Gol incrível desperdiçado.

Mas ele teria companhia na chance jogada fora.

Aos 19 minutos do segundo tempo.

Foi quando Fred saiu da área e serviu Rhayner.

Ele entrou na corrida, driblou Martín.

Mas na hora de chutar, errou o centro da bola.

Bateu de leve e ela saiu fraca, sem direção.

O Olimpia tinha em mente empatar.

Travar o jogo.

Foi o que conseguiu.

A articulação carioca era péssima.

Wagner parado no meio de campo nada fazia de útil.

Abel Braga estava paralisado.

Demorou para colocar Sóbis e Felipe.

Os dois melhoraram a equipe.

Se o Fluminense deu um sufoco verdadeiro no Olimpia foi graças aos dois.

Abel precisa de maneira urgente treinar chutes de fora da área.

Seu time não tinha espaço dentro da área.

Mas fora, sim.

Só que ninguém arriscava.

O 0 a 0 acabou sendo inevitável.

O Olimpia levou ótimo resultado para o Paraguai.

Na quarta-feira basta uma simples vitória e semifinal da Libertadores.

O Fluminense precisa se superar fora de casa.

No Rio, o empate de ontem foi irritante.

"Faltavam jogadas de profundidade.

Nós não conseguimos criar.

Não foi bom o resultado", alertou, preocupado, Fred.

Abel Braga esteve uma péssima noite.

Ele foi o responsável pelo resultado.

Nos últimos dez minutos seu time teve um a mais.

Aranda foi expulso.

Mesmo com mais espaço, o Fluminense como time não existiu.

Só dependeu de jogadas individuais.

De atletas que demoraram para entrar.

A semifinal da Libertadores ficou bem mais difícil.

Sobreviver no Defensores del Chaco será uma façanha.

A situação está tão difícil por falta de visão do seu treinador.

Abel Braga já salvou o Fluminense de situações terríveis.

Em São Januário ontem, ele contribuiu com o adversário.

Facilitou a missão do Olimpia.

Com Vagner, Rhayner ele já foi muito mal.

Deixar Edinho em campo, sem ter a quem marcar outro absurdo.

Agora resta prepara o Fluminense para a pressão paraguaia.

Quarta-feira que vem será um inferno.

Tudo poderia ser muito melhor.

Mas faltou visão do treinador para o time fazer a lição de casa.

Não fez.

E já se prepara para sofrer...

(Abel Braga se irritou ao ser questionado.

Seu raciocínio foi incompreensível.

Havia dito que era melhor empatar em 0 a 0 do que vencer por 2 a 1.

Diante de uma cachoeira de ironias, ele recuou...)
1reuters10 A falta de visão de Abel Braga complicou o Fluminense. Inacreditável deixar Rafael Sóbis e Felipe de fora. O treinador ajudou os paraguaios a levar o 0 a 0 para os Defensores del Chaco...

42 Comentários

"A falta de visão de Abel Braga complicou o Fluminense. Inacreditável deixar Rafael Sóbis e Felipe de fora. O treinador ajudou os paraguaios a levar o 0 a 0 para os Defensores del Chaco…"

23 de May de 2013 às 00:53 - Postado por Cosme Rímoli

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Jr
    - 24 de maio de 2013 - 01:02

    Cosme,gosto muito dos seus posts mas dessa vez discordo. Rhayner é uma válvula de escape do Fluminense,ataca,marca.. Infelizmente n sabe finalizar. Na tática que o Abel usa,que de 4-3-3 n tem nada, sem ele os laterais tomariam nas costas direto. A verdade é: Os caras não jogaram,se acovardaram. 3 zagueiros,2 volantes,laterais não subiam... Conseguiram oq queriam!? Sim. Mas o próximo jogo eles não vão jogar da mesma forma,vão dar espaços aí o Fluminense vai tirar proveito. Infelizmente o Felipe não agüenta os 90 minutos, Sobis é visível que manca.. Volta e meia acerta um chute bom,mas n tem vaga nesse time. Não com essa tática. Sou tricolor,mas esse próximo jogo tem 2 possibilidades: Ou um massacre dos caras Ou o Flu deitando no contra ataque na velocidade do W.Nem e do Rhayner.

    Responder
  • gesiel
    - 23 de maio de 2013 - 17:07

    Cosme, passa o tempo, e cada vez mais fica EVIDENTE que "OS TECNICOS BRASILEIROS NÃO SABEM TATICA". Hoje você está falando do Abelão, mas se você estivesse falando do FELIPÃO, do PARREIRA, do OSVALDO DE OLIVEIRA, do GENINHO, DO CELSO ROTH e etc; a chamada seria A MESMA. E o porquê, é que A MAIORIA DOS TECNICOS BRASILEIROS, "NUNCA JOGARAM EM TIMES GRANDES DO BRASIL, e sequer CHEGARAM A JOGAR EM CLUBES DA EUROPA". Por isso, "O MURICY e o LUXEMBURGO", e "ATÉ O FELIPÃO", que TEVE UMA CURTA PASSAGEM PELO GREMIO; e o PROPRIO ABELÃO, que teve UMA PASSAGEM PELO FLUMINSENSE; SÃO OS MELHORES TECNICOS DO BRASIL. Na verdade, NENHUM DELES "ESTÃO NO NIVEL DOS TECNICOS DA EUROPA", que VISIVELMENTE CONSEGUEM "MUDAR A FORMA DE JOGAR DE UM TIME DURANTE AS PARTIDAS". Se fala muito em TIME EMPRESA, então deveriam CONTRATAR PROFISSIONAIS COMPETENTES COMO AS EMPRESAS ASSIM O FAZ. Tem que buscar tecnicos EUROPEUS. Muitos defendem a SAIDA DO NEYMAR, ALEGANDO QUE ELE VAI TER NOÇÃO TATICA NA EUROPA. Então: """-QUE NOÇÃO TATICA TÊM OS TECNICOS BRASILEIROS QUE NUNCA JOGARAM OU FIZERAM CURSOS NA EUROPA?"""

    Responder
  • samuel
    - 23 de maio de 2013 - 16:18

    Boa tarde a tds!!! Comentário infeliz do Abel, acho mesmo que essa liberta time Brasileiro não vence, e não é dor de cotovelo não, até pq eu gostaria de ver o galo mineiro campeão, de titulo relevante eles tem o primeiro brasileiro e ponto,,, seria bom vê-los ganhando a liberta,,, porém o apito maldito do sr ARMADILHA tds viram, e pode acontecer novamente contra nossos representantes, só quem não vê é nossa magnifica CBF.

    Responder
  • Rodrigo
    - 23 de maio de 2013 - 16:15

    Cosme, o Flu perdeu a oportunidade de passar de fase, jogar agora no país da muamba, onde esta localizada a Conmebol?! Eles não querem brasileiros campeões, vão meter a mão no Flu... fiquem de olho, pois até agora o Amarilla não tomou nenhuma punição!

    Responder
  • Alan
    - 23 de maio de 2013 - 16:14

    Um clube grande e tradicional de um grande centro, um tetra campeao brasileiro, nas quartas de Libertadores e so vao 14 mil pessoas para apoiar. Time de guerreiros, torcida de covardes

    Responder
  • Ray Domingos Motta
    - 23 de maio de 2013 - 15:39

    Deveria mesmo ter sido mais ousado. Jogando no Paraguay com a tendenciosa arbitragem pro time da casa, vai ser difícil segurar a defesa sem gols e de fazer algo bom lá na frente.

    Responder
  • Nomar
    - 23 de maio de 2013 - 12:57

    Caro Cosme, o Fluminense não fez uma boa partida, mas fica difícil também jogar contra um time que só pensa em se defender. O Olímpia jogou com 05 zagueiros, nem laterais eles tinham, fora, os cabeças de área que eram 03. Por mais que o Abel tenha errado, fica muito difícil furar um bloqueio desse. Até mesmo o Barcelona já encontrou dificuldades para furar tamanho bloqueio, lembra dos jogos históricos entre CHELSEA x BARCELONA ou Barcelona x Inter de Milão. Eu fiquei com a impressão que no Paraguai o Olímpia vai ter que se expor mais e com isso abrir mais o time. Às poucas vezes que o Olimpia foi ao ataque deu a impressão DE que eles tem a recomposição muito falha. O time do Fluminense É rodado e difícil de ser batido, sendo o atual campeão brasileiro, por isso tem que ser respeitado em qualquer estádio das Américas. Quarta-feira que vem os guerreiros tricolres botaram o nome do Olímpia em seus dominíos em prova.

    Responder
  • Profeta
    - 23 de maio de 2013 - 11:40

    O "time" do Fluminense parece uma repartição pública em dia de sexta-feira faltando 10 pras 5 da tarde. . Olhando para o relógio, doido pra bater o cartão e curtir o final de semana com o dinheiro da Unimed na conta. . Time sem identidade, parece que tá todo mundo ali porque apenas paga bem, literalmente. . Eu sei que futebol hoje é isso, não existe mais romantismo, mas o Fluminense expressa isso melhor que ninguém. . O Fluminense é o Corinthians do RJ, viveram bons momentos recentemente e ficaram na zona de conforto; Onde sobra autoestima, mas falta competência. . Não tem um jogo bom de assistir atualmente, tá triste. E o Campeonato Brasileiro começa depois da final da UCL. Será um choque imenso. . Mas se existiu um culpado ontem, pela "falta de visão" do treinador, foi o Estádio de São Januário. . "Banco atrás do gol não existe mais". Abel não viu nada: "Eu ficava perguntando toda hora se o que eu estou vendo é assim mesmo..." . Mas acho que a torcida pode ficar calma, que lá no estádio com banco na lateral, e com o time jogando no contra-ataque dará tudo certo. . 0X0 é melhor que 2x1 . /+/

    Responder
  • Ricardo Flu
    - 23 de maio de 2013 - 11:26

    Não jogamos bem. A chuva atrapalhou o time mais técnico, nivelou por baixo. Acho que vamos ganhar no Paraguai. Esse empate deu raiva no time e o Fred tá mordido pelas declarações dos paraguaios que disseram serem eles os favoritos. O Olimpia não deu um chute a gol. Conhecemos Abel. Se o Flu tivesse ganho por 1xO o tirme ficaria todo atras até tomar um gol. Esse resultado abre o jogo e será bom pra nós. Volta Thiago Neves e entra Sóbis. Sái Nem e Rhayner. Quarta que vem estaremos na semi final da libertadores.

    Responder
  • Vinicius Leal
    - 23 de maio de 2013 - 10:49

    Depois muitos "professores" ficam melindrados quando o Autuori fala que os técnicos daqui pararam no tempo, mas olha o time do fluminense jogando, esse time foi campeão brasileiro ano passado, o time não tem jogadas, não tem um pingo de criatividade no meio campo, é só bola pra área procurando o Fred, basta pegar um time um pouco fechado que os times daqui se complicam, não sabem oque fazer com a bola e começam a cruzar bola pra área a todo instante, o time do Abel jogando com 2 volantes contra um time que só se defendia, mal passava do meio campo, o técnico abre Nem e Rayner pelas pontas sendo que nenhum dos dois sabe fazer gol e nem são efetivos em suas jogadas, pois quando chegam próximo a área erram o passe final, esses 2 jogadores são só correria sem cérebro, ridícula a atuação do Flu, e depois ainda ver o Abel falar que o time foi bem, mostra com oque os técnicos daqui estão se contentando, se contentam apenas com o resultado final, qualidade do jogo não interessa, o negócio é o resultado e manter o emprego.

    Responder
1 2 3 4 5