239 comentários

Direção corintiana não quer o clube punido pela morte de Kevin Beltran. Como se não tivesse ligação com suas organizadas. Elas só estavam na Bolívia graças ao auxílio indireto da diretoria. O Corinthians merece punição exemplar na Libertadores…

21 de fevereiro de 2013 às 18h10

* preenchimento obrigatório


Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
1 2 3 4 5 Próxima
  1. Quem tem que pagar é o vagabundo que matou o garoto não o Corinthians.
    A torcida corinthiana de verdade não é culpada.
    Se a Conmebol punir o Timão toda torcida será punida vendo o clube fora da Libertadores.Não acho justo,eu sou corinthiano e não sou assassino.

  2. A hipocrisia esta por todos os lados nessa historia toda.
    A frase do Tite: “Trocaria o mundial pela vida do garoto”, é simplesmente patética. Ele igualou a vida de uma pessoa a um torneio de futebol. Como se os dois tivessem a mesma importância. Mais demagogo que isso impossível.
    Os não smalltianos estão estigmatizando a torcida do small. Falando como se toda ela fosse da mesma índole desses negligentes que provocaram essa tragédia. O que não procede, é claro. É asqueroso o tom de certos comentários. Se deliciando com tal tragédia porque isso pode provocar uma severa punição ao clube. Taxando seus torcedores de marginais e bandidos.
    Ao passo que os smalltianos parecem se sentir ainda mais valorizados e superiores. “Isso só acontece porque é com o Corinthians...”
    Muitos se “orgulham”, porque só o seu clube que é capaz de provocar isso. Vangloriam-se porque os antis estão em êxtase com a possibilidade (remotíssima) de o clube ser punido.
    Exibem-se pelo fato de nas paginas do assunto, ter milhares de comentários, mesmo que esses sejam ofensivos, repugnantes, sem-noção, sem razão..., o que vale é o ibope.
    É muito fácil dizer que o clube não tem culpa, que a culpa é das organizadas, que elas não representam a verdadeira torcida. Será que não? Isso vale pra todo e qualquer clube que têm organizadas violentas. Não são os clubes que ajudam tais torcedores? Não são os dirigentes que permitem o livre acesso dessas pessoas ao ambiente do clube? Que muitas vezes pagam para elas se manterem? Que combina com elas protestos contra jogadores e etc etc etc....
    Cosme, pra que um clube bancar uma organizada? Dar tanto poder a ela? Os torcedores de verdade e do bem não estão lá. Porque os clubes num acabam com isso? Essas pessoas que vivem pro clube e do clube, são mais torcedoras que o torcedor comum?

  3. Se o Tigres não foi punido ao fugir de campo, se os bambis ao agredir os argentinos também não foram, por que o Corinthians seria por um ato de um bandido idiota e selvagem?
    Punir o Corinthians seria uma ação para inglês ver, pois tenho certeza que a violência nos estádios brasileiros continuaria. A única solução depende de nossos políticos e seria endurecer as leis e o cumprimento delas nesta terra de ninguém, assim o futebol e o país seriam lugares melhores, enquanto isso não ocorrer, qualquer ação será enxugamento de gelo.
    Em tempo, lamento e muito pela morte do garoto, que Deus dê força à família, e que a justiça boliviana ou brasileira façam o responsável pagar caro por isso

  4. Tento não ver intenção no ato de acender um rojão no meio da torcida, porque falamos de seres humanos. Agora, com estas imagens, só não pega o bandido se não quiser.

  5. Boa noite Cosme terrível situação essa.
    Qual postura vc acredita que a UEFA teria se o mesmo incidente acontecesse com um time do porte de Real Madrid ou Barcelona? Grande abraço
    A pressão seria pela punição imediata. Jogos com portões fechados. Como deveria acontecer com o Corinthians, se a Conmebol deixar a letargia, a covardia. Cosme Rímoli...

  6. Cosme,

    Concordo em punir , mas que punir seja pra todos os times, cade o rigor desta justiça do acontecido entre São Paulo e Tigre? será justo punir uma torcida inteira por causa de um? não somente a torcida corinthiana estava com sinalizador e sim a da SAn Jose tb, e outra não é somente a torcida do Corinthians ajuda seu torcedor, todas fazem isso...
    Andressa, assino embaixo. Punição para todos. Mas o menino Kevin morreu ontem. Com um foguete lançado das organizadas corintianas. Agora é a vez do Corinthians ser punido. Como o São Paulo deveria ter sofrido uma punição exemplar por deixar pontos cegos perto do vestiário dos adversários no Morumbi. Grande abraço. Cosme Rímoli...

  7. Sou corintiano, mas neste momento pouco importa o time pelo qual cada um torce. Chega de cinismo, precisamos salvar o futebol antes que ele seja destruído pelos profissionais das arquibancadas. A tragédia da morte de Kevin Beltran deve servir de exemplo não apenas para o Corinthians, mas para todo o futebol da América do Sul. Acidente ou não, o sinalizador foi disparado e matou uma pessoa. Ponto. Cabe à Justiça boliviana aplicar a pena por homicídio culposo ou doloso (claro que configura-se o dolo eventual, porque quem disparou assumiu o risco ao levar fogos para o estádio) a quem for responsabilizado pelo crime.
    Quanto à punição do clube, também não há discussão. O Corintians precisa ser penalizado, obrigado a jogar com portões fechados no mínimo três partidas. A mesma pena deve ser aplicada ao San Jose, responsável pela segurança dos torcedores no estádio. Não podemos esquecer que torcedores bolivianos também soltaram fogos e sinalizadores durante o jogo. Todos estão errados. Todos devem ser punidos. E para não tratar o caso como único, como escandaloso, vale lembrar que no sábado passado um torcedor do Náutico foi baleado na cabeça pelo segurança de uma torcida organizada do Sport. O rapaz está entre a vida e a morte. Isso prova que o caso não deve ser tratado de forma clubística. São tantos os casos parecidos, envolvendo torcidas de vários times, que dá para escrever um livro relatando tantos crimes. Então, meus amigos, vamos fazer da tragédia na Bolívia um ponto de partida para a recuperação do futebol nos estádios. Se for preciso pegar o Corinthians como bode expiatório, que se faça isso. Algum dia teremos de acordar. Que seja agora.

  8. Cosme, como já relatei aqui estou triste e envergonhado pelo ocorrido. O que leva uma pessoa trazer consigo uma arma como aquela? Mas temos de deixar claro que a torcida organizada é uma minoria dos 105 mil ingressos que já estão vendidos para os próximos jogos do Timão. Você está falando em punição ao Corinthians e inteligentemente não defendeu a possibilidade de eliminação. Eu sugiro a seguinte punição: Nenhuma multa pra encher bolso de federação, mas os próximos dois jogos a renda ir para a família do garoto. O Time vai sentir no bolso da mesma forma e pelo menos a família será indenizada. Sei que dinheiro não trará o garoto de volta, mas é o mínimo que poderiam fazer. Luto, tristeza e vergonha.

  9. O Corinthians tem de ser punido...com muito rigor. O Santos foi penalizado pelas moedas no Ganso, o Palmeiras pelas cadeiras arrancadas no Pacaembu.
    Faz sentido o Corinthians pagar bem caro por isso. Foi uma vida. E o bandido que fez isso deve ficar preso por décadas. É pelo exemplo que as coisas podem melhorar.

  10. O maior problema do Brasil é a impunidade. Nos jogos do Brasileirao, após a perda de mandos de jogos, os torcedores passaram a denunciar para a Polícia aqueles que atiram objetos no campo. Por isso, eu apoio que o clube seja punido independentemente de ter "financiado" ou não a viagem dos torcedores...

1 2 3 4 5 Próxima