42 comentários

A decadência de Adriano. Depressivo, perdido, preso às suas cervejas, não sabe que rumo dar à vida. Se tornou o jogador mais desacreditado do País. Há oito anos, desde a morte do pai, ele pede socorro. E todos fazem de conta que não escutam…

23 de dezembro de 2012 às 16h38

* preenchimento obrigatório


Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
1 2 3 4 5 Próxima
  1. "Se o *carinha* fosse uma pessoa lúcida e equilibrada essa cena seria a típica cena do *cara humilde,simplório demais,*MAS* muito familia,muito carinhoso:MAS nos sabemos que INFELIZMENTE não significa NADA DISSO,o que é uma lástima..."
    O falecimento do pai veiu simplesmente ressaltar ainda mais as *doideiras dele*,digamos...talvez tenha sido a gota d'agua.
    Volto a dizer:uma lástima,esse *carinha ainda tem um potencial bem razoável...MAS

  2. Esse é o típico caso do doente que não está disposto a se ajudar. Muita gente tentou blinda-lo da imprensa no Brasil e no Exterior para que seus desvios de conduta não fossem publicados. Tentaram ajudar ele a perder peso, a parar de beber e a se focar nos treinamentos para atingir o pleno potencial que possui. Não foi logrado êxito. Talvez quando ele perceba o quanto está perdendo seja tarde demais.

  3. Adriano é a prova da falta de profissionalismo no futebol, que trata seus jogadores com toda a bajulação e tolerância, escondendo suas farras , e ainda lhes pagando salários astronômicos. Fosse num ambiente corporativo normal, ele já estaria desempregado há muitos anos. E afora isso, me desculpe, mas há uma grande hipocrisia, por parte dos dirigentes dos clubes e também dos jornalistas, pois quando ainda era possível enviar o jogador para tratamento, ninguém disse e fez nada. Agora, é um farrapo humano, e só vai encher o noticiário com sua desgraça pessoal. Tal qual Garrincha.-

  4. Cosme.. essa é uma das raras vezes que vou ter de discordar de vc...eu acordo 5 da manhã, pego ônibus lotado pq eu sou terceirizado e não "tenho o direito de compartilhar o assento com um douto servidor público" nas rotas de fretados.. trabalho em um setor que reparam até se eu tomo café sentado na minha cadeira durante o trabalho.. faço trabalho dos outros o dia todo e ganho 2 salários por mês, o que não paga nem as minhas contas..
    Aí vem um 'fela' desse que pode parar, é só querer, e ele precisa de ajuda? E eu? Ele precisa é de porrada!

  5. A salvação é individual.

  6. Se ele quiser, e basta querer e ter apoio, acho que no Atlético ele se daria muito bem. Ainda mais com o Kalil como presidente! O cara é bom, mas se deixa influenciar por pessoas que não querem o seu bem. Pena.

  7. Cosme...Me desculpa, mas como assim "ninguém ouve?" E cara não quer ouvir ninguém, não quer parar...o q vc sugere? Pegar a força e internar? São atitudes como essa de tratar todo artista e jogador de futebol como crianças inocentes que não sabem o q fazer que perpetuam essas situações. Um mal cíclico que passa de geração em geração. Ele não é culpado, a família não é culpada por viver as custas dele, a imprensa que vive dando destaques pras declarações sem nexo, etc......a única errada é a bebida.....Só ela e mais nada!!!!
    O certo é pararmos com este paternalismo idiota e das duas uma: ou cobra uma posição dele de vez ou esquece e deixa ele falando sozinho. Mas jogar a culpa na bebida ou nas pessoas que "não ouvem" é ridículo. Ele pergunta pra "alguém" qdo vai gastar com mulheres, com a casa, com viagens, bares, boates, etc...Então...

  8. Como assim "ninguém ouve"? Não há como ajudar quem não quer ser ajudado... Ou vc está sugerindo internação compulsória? A propósito, Feliz Natal, Cosme!

  9. Nossa, estou tão preocupado com o Adriano...

  10. Ninguém o ajuda, Cosme?
    Pergunta para o Tite como esse cara trata as pessoas que tentam ajudá-lo.
    Diga se for capaz, o que alguém tem que fazer por esse desmiolado.

1 2 3 4 5 Próxima