1

Foi um massacre. Bastou Eduardo Baptista fazer o básico. Perder o medo. Escalar um só volante de marcação e o grande elenco montado pelo Palmeiras se impôs diante do problemático São Paulo. Inclusive com direito à dupla exigida por conselheiros... Continue lendo