O Palmeiras tem pela frente uma guerra praticamente perdida. Quando a Bridgestone sucedeu a Toyota como principal patrocinadora da Libertadores, seus executivos foram claros. Pagariam 80 milhões de dólares, cerca R$ 320 milhões, por quatro anos de... Continue lendo