21h50 de ontem, sexta-feira. Toca o meu celular. Não posso atender, estou no ar, na Record News, explicando ao Heródoto Barbeiro as manobras de Eurico Miranda na busca pela volta do mata-mata no Brasileiro. E principalmente a pressão para a... Continue lendo