Posts de 1 de novembro de 2009

Palmeiras e Corinthians. Dois times que não merecem confiança…

Palmeiras x Corinthians Palmeiras e Corinthians. Dois times que não merecem confiança...

Muricy Ramalho foi o único a sorrir em Presidente Prudente.

Ele, mais do que ninguém, sabia que o Palmeiras merecia ter perdido o clássico contra o Corinthians.

O líder parecia o time de Mano Menezes.

Tocou a bola, soube encontrar espaço no meio da defesa palmeirense.

Sem Pierre, Muricy sabe que qualquer time qualificado descobre brechas entre os volantes e zagueiros que Vanderlei Luxemburgo escolheu.

O time verde tem um defeito crônico de marcação.

A expulsão de Marcos e o segundo gol de Ronaldo são inaceitáveis para um líder de Campeonato Brasileiro.

A saída do Palmeiras foi apelar para Figueroa.

Como nos bons tempos de Arce, o lateral conseguiu colocar a bola na cabeça de Danilo e Maurício.

Dois gols manjados, mas que nasceram nos treinamentos de Muricy.

No tricampeonato brasileiro que ele conseguiu para o São Paulo, os gols em cruzamentos foram mais comuns do que suas entrevistas mal humoradas.

Qualquer um dos poucos mais de 18 mil torcedores na escaldante Presidente Prudente sabia desse recurso óbvio do Palmeiras.

Mano Menezes cansou de falar com seus jogadores sobre as cabeçadas.

Mas foi em vão.

Se o Corinthians teve consciência do meio para a frente, a defesa continua confusa, mal orientada por Felipe.

A insegurança em qualquer bola levantada para a área trazia uma enorme insegurança.

Quem acompanha o dia a dia do Corinthians sabe que Felipe é muito falho na saída e transfere a responsabilidade para seus zagueiros.

Por isso a diretoria procura desesperada um goleiro para a Libertadores do centenário.

Toda a festa para Ronaldo e, finalmente, para a boa partida de Defederico deve ser credidata à fraca marcação palmeirense.

Todo o alívio de Muricy Ramalho, que comemorou o ponto que garantiu a liderança a seu time de dez jogadores, deve ser creditado ao calcanhar de Aquiles corintiano: a insegurança de Felipe.

Triste também a falta de coragem de Héber Roberto Lopes.

Ele sabe muito bem que deveria ter dado cartão vermelho a Danilo em uma entrada de vale tudo em Jorge Henrique. O jogo estava 1 a 0 para o Corinthians.

Os dois times seguem seus caminhos sem a confiança necessária.

Restam seis partidas para o Palmeiras tentar ganhar o Brasileiro. A liderança que era absoluta, com cinco pontos de vantagem, foi caindo, caindo, caindo.

Hoje é por causa do saldo de gols.

E o Corinthians terá de melhorar muito para entrar 2010 batendo no peito e assumindo o favoritismo da Libertadores que tanto sonha.

Leia mais:

+ Ronaldo brilha, mas Palmeiras arranca empate em Presidente Prudente neste domingo

+ Confira fotos da rodada deste domingo no Brasileirão

+ Fique de olho na classificação do seu time na Série A do Campeonato Brasileiro