Elano @141117@ 156x300 Qual é mesmo o problema do Santos, Elano?

Elano: papo furado

Quando as coisas vão mal, é raro que um de nossos treineiros assuma a responsabilidade ou, pelo menos, analise com sinceridade as causas do fracasso do seu time.

Elano Blumer, aposta do presidente Modesto Roma Júnior para comandar o Santos na reta final do Brasileirão e talvez na temporada de 2018, não é exceção.

Convocado por André Rizek, no programa Bem, Amigos! desta segunda-feira, a explicar por que o Corinthians está tão à frente de seus concorrentes no Brasileirão, o treinador santista, ainda abalado pela derrota por 2 a 0 para a Chapecoense, simplificou: enquanto o líder cuidava apenas desta competição, os demais times continuaram envolvidos com a Libertadores, a Sul-Americana, a Copa do Brasil...

Papo furado.

Contando o Paulistão, a Libertadores, a Copa do Brasil e o Brasileirão, o Santos fez 62 jogos até agora. Fora da Libertadores, mas tendo disputado a Sul-Americana, o Corinthians, fez 64.

Desde que dançaram nas competições continentais em 20 de setembro, Santos e Corinthians tratam apenas do Brasileirão.

Portanto, o problema do Santos é outro.

Como se fosse ele o problema, Dorival Júnior foi mandado embora depois de perder por 2 a 0 para o Corinthians na quarta rodada do Brasileirão.

Sem descobrir qual é o problema, Levir Culpi assumiu o comando do time na sétima rodada e saiu após a derrota para o São Paulo na 31ª.

Elano, que havia conseguido duas vitórias entre as duas gestões, saiu novamente da interinidade para substituir Levir até o fim do campeonato com a ilusão de que poderia ganhar todos os sete jogos e ameaçar o Corinthians na briga pelo título, reestreou vencendo o Atlético Mineiro, mas perdeu em seguida para o Vasco e, ontem, para a Chapecoense.

E desde que foi eliminado da Libertadores pelo Barcelona de Guayaquil nas quartas de final, o Santos está inteiramente dedicado ao Brasileirão.

De lá para cá, venceu quatro jogos, empatou três e perdeu três, com a conquista de 50% dos pontos disputados, desempenho que lhe valeria no máximo o sexto lugar no campeonato. Já foi melhor, pois tem um aproveitamento de 54.9% em todo o Brasileirão, tanto que continua no G4.

Qual é, então, o problema do Santos?

Nem Elano sabe. Talvez Lucas Lima possa ajudá-lo a encontrar a resposta.

http://r7.com/9QFK