Brasil x Inglaterra a 14117 e1510694502238 Faltou bola, Brasil!

Brasil bate papo em Wembley: e a bola? (Foto: Pedro Martins/MoWA Press)

É hora de baixar um pouco o entusiasmo com a nossa Seleção? Pelo que se viu, ou melhor, pelo que não se viu em Wembley, sim.

No primeiro tempo, o Brasil não jogou nada, nadinha, nadica de nada contra uma Inglaterra que entrou em campo sem suas estrelas Harry Kane e Dele Alli, mais uns quatro ou cinco e ainda ficou sem Loftus-Cheek aos 30 minutos.

E não esqueçamos: foi a primeira vez que Tite conseguiu começar um jogo com  o seu time ideal, aquele que sonha escalar na Copa do Mundo - Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Miranda, Marcelo, Casemiro, Paulinho, Renato Augusto, Philippe Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus.

Com cinco jogadores atrás, três deles zagueiros, a Inglaterra passou boa parte do tempo plantada em seu campo de defesa, dedicada apenas à marcação. O Brasil ia tocando a bola, sem nenhum sentido de profundidade, e não criou uma jogada sequer com cheiro de gol.

Quando não insistia em atacar pelo meio, o Brasil apelava para os cruzamentos de Daniel Alves e Marcelo, todos comodamente cortados pelos ingleses.

Somente no comecinho do segundo tempo, pintou a primeira chance de gol: depois de receber na área uma bola de Neymar, Philippe Coutinho, acompanhado por dois marcadores, chutou em cima do goleiro Hart, que salvou a Inglaterra.

Ali pelos 20 minutos, Tite trocou Philippe Coutinho e Renato Augusto por Willian e Fernandinho.

Melhorou um pouco até porque os ingleses passaram a se arriscar minimamente no ataque.

Aos 30, de fora da área, Fernandinho soltou uma bomba que tirou uma casquinha no poste direito de Hart.

Aos 39, quando Firmino já tinha substituído Gabriel Jesus, Neymar enfiou uma bola preciosa para Paulinho, quase na pequena área, chutar com enorme perigo, exigindo uma ótima defesa de Hart.

Depois de mostrar pouco nos 3 a 1 sobre o Japão em Lille, a Seleção mostrou muito pouco no 0 a 0 em Londres.

Aquele time que sobrou nas Eliminatórias esqueceu o futebol nos dois amistosos em campos europeus.

Faltou bola, Brasil!

http://r7.com/LzBh