Colagem Prass e Victor @090917@ 192x300 Empate ruim para o Palmeiras, pior para o AtléticoO Atlético Mineiro procurou mandar no jogo desde o primeiro minuto, atuando muito na frente, o que frequentemente deixava amplo espaço às costas dos zagueiros para o contra-ataque palmeirense.

O Palmeiras, porém, mal saía de seu campo, preocupado apenas em se defender, para desespero de Cuca, que não parava de pedir que o time se adiantasse um pouco.

Em vão.

O Atlético foi criando e perdendo chances de abrir o placar no Independência.

Aos 6 minutos, Luan acertou o travessão.

Aos 20, Fernando Prass fez boa defesa em chute de Valdívia.

Aos 26, Leandro Vuaden marcou pênalti numa entrada de Egídio em Alex Silva. Fred, que anda brigado com o gol, bateu e Fernando Prass defendeu.

Somente aos 33 o Palmeiras encaixou o primeiro contra-ataque, puxado por Moisés, que acionou  Willian na esquerda. Willian passou por Leonardo Silva e tocou a bola  para Deyverson fazer 1 a 0.

Seis minutos, outro pênalti, desta vez indiscutível, do zagueiro Luan em Leonardo Silva. Fábio Santos cobrou e empatou.

Luan reclamou muito e foi expulso.

Com um a mais em campo, o Atlético voltou para o segundo tempo disposto a matar o jogo, mas tomou mais um grande susto aos 10 minutos: Leonardo Silva, onipresente para o bem e para o mal, cortou com as mãos uma bola levantada na área de Victor. Pênalti claro.

Deyverson bateu, Victor defendeu.

Num jogo de mancadas repetidas, o Palmeiras cometeu mais uma aos 32: numa dividida dura na lateral do campo, Willian chutou Valdívia e foi expulso.

Nem com 11 contra nove, porém, o Atlético de Rogério Micale conseguiu bater o Palmeiras de Cuca, que pode sair amanhã do G4 se o Flamengo vencer o Botafogo no Engenhão.

O 1 a 1 é pior ainda para o Atlético, agora em nono lugar, que pode virar 13º até amanhã dependendo dos resultados de Vasco x Grêmio, São Paulo x Ponte Preta, Vitória x Fluminense e Sport x Avaí.

Atualização (às 19h53)

Deu-se bem o líder Corinthians nos dois jogos que lhe interessavam neste sábado.

Depois do 1 a 1 em Belo Horizonte que deixou o Palmeiras a 13 pontos de distância, o 1 a 0 do Vasco sobre Grêmio em São Januário mantém o vice-líder a pelo menos sete pontos.

Estreou bem Zé Ricardo. Com 31 pontos, o Vasco vai dormir no G6, provavelmente só dormir, pois  cinco times podem ultrapassá-lo no domingo. Foi a primeira vitória do Vasco contra um que está à sua frente na classificação.

O Santos também festeja os resultados deste sábado, mas precisa ganhar pelo menos um ponto amanhã contra o Corinthians para não perder o terceiro lugar se o Fla vencer o Bota.

Está animado o G4 nesta 23ª rodada do Brasileirão.

Atualização – 2 (às 21h53)

Frustração tricolor no último jogo deste sábado: o São Paulo chegou a fazer 2 a 0, mas acabou cedendo o empate à Ponte Preta, que ganhou um duplo presente aos 17 minutos do segundo tempo – Jucilei cometeu um pênalti e recebeu o cartão vermelho.

Com 11 contra dez, a Ponte martelou até fazer 2 a 2 aos 30.

O São Paulo continua na vice-lanterna, agora com 24 pontos, e vai torcer amanhã contra o Coritiba, o Vitória, a Chapecoense e o Avaí na esperança de que continue pelo menos embolada a briga para escapar do Z4 nas próximas rodadas.

http://r7.com/Sl1U