Posts com a tag: seleção

Ouro: o sonho olímpico do futebol

ganso contra equador 450x338  Ouro: o sonho olímpico do futebol

O mundo descobriu as cidades que vão disputar a sede olímpica de 2020 - Istambul, Madri e Tóquio passaram para a rodada final. A definição será só no dia 7 de setembro de 2013.

Já a definição da seleção brasileira de futebol para os Jogos Olímpicos tem alguns problemas com contusões e operações de última hora.

Afinal, Ganso vai se recuperar e poderá ser o camisa 10 do Brasil em Londres ?

Dedé, Daniel Alves, Pato são outros problemas. Mano Menezes vai seguir a cartilha e convocar os 3 atletas acima de 23 anos.

Seu desejo é formar uma defesa com Daniel Alves, David Luiz e Thiago Silva. Todos com mais idade.

A lateral esquerda deve ser ocupada pelo ex santista Alex Sandro. Num campeonato de tiro curto como a Olimpíada e Copa do Mundo, defesa é fundamental.

Primeiro não tomar gol e depois marcar um sem risco. A I tália ganhou assim quatro copas do mundo.

Mais  ainda, Mano começa a preparar a zaga para a Copa 2014 e fica forte para a briga pelo ouro olímpico.

Meio campo para a frente, a geração que conquistou o pré-olímpico e o mundial sub 20 com destaque para Casemiro, Lucas, Oscar e Neymar.

Um time de respeito que tem tudo para chegar lá.

Veja mais:

+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!
+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7

Futebol olímpico, a caminho do ouro

220606081717226537 vcylvwPa f Futebol olímpico, a caminho do ouro

Podem falar qualquer coisa, discordar, mas o futebol masculino pegou uma moleza nessa olímpiada de Londres.

Um grupo fraco formado por Egito, Bielorrussia e Nova Zelândia é uma receita de fazer inveja.

Deve ser o primeiro da chave e aí cruzar com o segundo da chave da Espanha, possivelmente pega o Japão.

JAPÃO ? Em Atlanta-96 ganhou da seleção brasileira que tinha Dida no gol, Aldair, Flavio Conceição, Roberto Carlos, Bebeto, Rivaldo e Ronaldo Fenômeno.

Mesmo assim os  brasileiros se recuperaram no grupo e perderam nas semi-finais para a Nigéria, 4 a 3 de virada .

O Brasil de Londres 2012 terá quem?

Phillipe Coutinho, Sandro, André (ex-Santos, hoje no Galo), o zagueiro Sidnei do Benfica, que já foi do Internacional. Os laterais gêmeos Fabio e Rafael e o time campeão mundial sub 20 com Oscar, Willian José, Casemiro.

Os ex laterais do Santos, Danilo e Alex Sandro, campeões da Libertadores.

Mais Lucas, Leandro Damião, Paulo Henrique Ganso e Neymar. Todos esses jogadores têm idade.

Como o objetivo de Mano é ter a melhor equipe e a preparação para a Copa 2014, ele deve levar três jogadores com mais de 23 anos. Acho que deve levar um goleiraço como Diego Alves e a atual dupla da zaga brasileira David Luiz e Thiago Silva.

Um time que pode chegar ao ouro olimpico e base da seleção na Copa 2014.

Time de respeito.

Veja mais:
+ Todos os blogs do R7
+ Curta o R7 no Facebook
+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

Futebol do Brasil em Londres 2012

selecao sub 20 blog Futebol do Brasil em Londres 2012


O Pré-olímpico do Peru mostrou a força dos três gigantes da América: Brasil, Argentina e Uruguai. Todos com uma incrível história olímpica.


Nas duas últimas edições dos Jogos Olímpicos (Atenas 2004 e Pequim 2008), a Argentina ficou com a medalha de ouro. Em Pequim ainda despachou seleção brasileira nas semifinais por 3 x 0, com Ronaldinho Gaúcho e Dunga no banco.


Já o Uruguai ficou 84 anos afastado do futebol olímpico. A conta é fácil - 2012 menos 84 é igual a 1928. Opa... o time foi campeão olímpico.


Uruguai se tornou a temida celeste olímpica nas olimpíadas de Paris, em 1924, e Amsterdam, em 1928. Dois ouros seguidos que deram ao país a chance de sediar a Copa do Mundo e conquistar a Taça Jules Rimet em 1930.


O filósofo já disse: “Futebol é momento”. E o momento é do Brasil.


Nossa geração sub-20 só perdeu para a Argentina porque Juan foi expulso no inicio do jogo. Na decisão contra o Uruguai, os brasileiros estavam descontraídos, soltos e passavam a bola com mais rapidez.


O time estava entrosado com santistas, como Danilo e Alex Sandro, e com os são-paulinos Lucas, Casemiro, Oscar (hoje no Inter) e Willian José ( de ida para o SPFC), além de Neymar, hoje titular da seleção principal.


Neymar, que no último jogo foi marcado por três, abriu mão da vaidade e deu o espaço que o ataque precisava. Isso bastou para brilhar a estrela de Lucas e comandar o time para uma goleada histórica sobre os uruguaios: 6 x 0. Isso mesmo, 6 x 0 contra o Uruguai, bicampeão olímpico, bicampeão da Copa do Mundo. Foi a goleada de uma geração. Ou como diria o genial dramaturgo Nelson Rodrigues: “Um placar para lavar a alma”.


Neymar se tornou o maior artilheiro de uma edição de um Sul-Americano sub-20, com nove gols. Quatro na estreia contra o Paraguai.


O Brasil estará em Londres 2012, onde será defendido por uma seleção sub-23, mas contará com Lucas, Casemiro, Willian, Bruno Vini, Danilo Alex Sandro e, claro, o craque Neymar. Aquele que na estreia brasileira contra o Paraguai, o time pálido com a estreia, botou a bola entre as pernas dos adversários, fez quatro gols e tirou o peso da estreia.


O Brasil de Londres 2012 terá quem?


Pato, Phillipe Coutinho, Sandro, André (ex-Santos), o zagueiro Sidnei do Benfica, que já foi do Internacional. Os laterais gêmeos Fabio e Rafael e o incrível Paulo Henrique Ganso. Todos esses jogadores têm idade.


Como o objetivo de Mano é ter a melhor equipe e a preparação para a Copa 2014, ele deve levar três jogadores com mais de 23 anos. Acho que levará um goleiraço como Julio César e a atual dupla da zaga brasileira David Luiz e Thiago Silva.


Com esse time, uma das maiores gerações da história olímpica do futebol brasileiro poderá trazer o Oscar dos jogos olímpicos: a medalha de ouro.


Veja mais:


+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Argentina x Brasil – Agora um teste

ronaldinho Argentina x Brasil   Agora um teste

A seleção de Mano Menezes foi convocada para o seu jogo mais difícil contra los hermanos...

A estreia de Mano no comando foi contra os EUA, em New Jersey, quando Ganso, Neymar e Pato encheram os olhos e detonaram a equipe norte-americana.
 
Na Copa 2010, os Estados Unidos se classificaram em primeiro lugar no Grupo C, com uma vitória sobre a Argélia e dois empates (Inglaterra e Eslovênia).

Nas oitavas-de-final, os Estados Unidos foram eliminados pela seleção de Gana. Agora  a conversa é outra. Ronaldinho Gaúcho foi convocado para suprir a ausência de Ganso.

Com sua volta, vale o entrosamento do Milan com Pato e Robinho. Neymar joga bem com Robinho e é outra arma, já que Philipe Coutinho não foi bem nos últimos amistosos.

Agora a convocação detonou os clubes brasileiros: Jucilei e Elias, do Corinthians, foram chamados. Isso atrapalha os planos do título.

Douglas vai desfalcar o Grêmio em confrontos decisivos. O Santos, sem Neymar, não pode sonhar com a tríplice coroa.

Enquanto isso, Fluminense e Cruzeiro não tiveram jogadores convocados e as suas chances de conquista do Brasileirão aumentam.

Mas, com tudo isso, será que o Brasil pode ganhar da Argentina lá?

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Brasil – O melhor vôlei do mundo

volei selecao campea blog Brasil   O melhor vôlei do mundo

Enfim, a grande final contra Cuba, que não evitou adversários e demoliu seus oponentes, inclusive o Brasil, na fase de classificação.

Esta foi a maior batalha do Brasil na era Bernardinho. Um campeonato com problemas, contusões de levantadores e regulamento confuso. Um campeonato que se perdeu para ganhar. Ou melhor, perdeu jogo para escolher adversário.

Na semifinal contra a Itália, o verdadeiro Brasil entrou em quadra. Na final contra Cuba, o saque apareceu. A arma mortal.

Até então, nesse mundial, a seleção brasileira não tinha exibido um saque devastador, mas ele finalmente apareceu. Os saques violentos quebraram a recepção cubana, que teve que jogar com bolas marcadas, fáceis para serem interceptadas pelo bloqueio brasileiro.

O fundamento abalou os cubanos, que nunca jogaram na frente do marcador e perderam os três sets por 25-22, 25-14 e 25-22.

O resultado calou a torcida italiana, que teve que amargar a derrota para a Sérvia pelo terceiro lugar. A Itália viu o Brasil se tornar tricampeão com três títulos consecutivos: 2002, 2006 e 2010. Três brasileiros fizeram parte dessas conquistas: Rodrigão, Dante e Giba.

Leandro Vissoto jogou muito na semifinal e contra Cuba – ele foi campeão mundial juvenil, júnior e adulto. Seu desempenho foi como o de Marcelo Negrão, que jogava na seleção brasileira juvenil e adulta ao mesmo tempo.

Murilo foi o MVP, o melhor jogador do campeonato, o mais valioso. Mais do que nunca, nesta década, o Brasil é o país do vôlei.

Tricampeão mundial. Campeão olímpico em Atenas, em 2004, e prata em Pequim, 2008.

Bernardinho comandou a década mais vitoriosa de um esporte coletivo na história do país. Um técnico estudioso, motivador, que busca a perfeição em tudo, mas que também sabe que a repetição e a transpiração levam à conquista.

Como no seu livro, Bernardinho transformou suor em ouro.

Veja mais:

+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os dstaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Agora a Copa vai começar. Brasil estreia

dunga kaka treino blog Agora a Copa vai começar. Brasil estreia

Foto: Paulo Whitaker/ Reuters

Até que enfim a seleção brasileira vai mostrar suas armas na Copa do Mundo, depois de três anos e meio de preparação.

É o time ideal? Dunga acertou na preparação?

O jogo com a Coreia do Norte não vai responder a essas perguntas. Os asiáticos são muito fracos.

Mas o Brasil pode mudar. Aliás, em toda a história das Copas mudou sempre.

Alguns sites disseram que a seleção brasileira não modificou o time na Copa de 70. Como não? Entrou com Marco Antonio na lateral esquerda e terminou com Everaldo.

Fora as modificações por contusão - Gerson não jogou com a Inglaterra e entrou Paulo Cesar Caju e por aí afora. Contra a Romênia começou com Brito e Fontana na zaga e dois volantes - Piazza e Clodoaldo.

Em 1958, as alterações deram o título. No terceiro jogo contra a União Soviética,  saíram os jogadores Dino Sani, Joel e Mazola. Com a entrada de Zito, Garrincha  e Pelé, a seleção conquistou o torneio.

Em 1962, Pelé se machucou em jogo contra a Tchecoslováquia e na partida seguinte, decisiva, contra a Espanha de Puskas, entrou Amarildo.

O Brasil de 70 apontado como a maior seleção da história mudou. Imagine se o time atual não sofrerá mudanças?

Dunga , dono da verdade, decidiu fechar os treinos da seleção e até impediu a entrada da equipe de filmagem da FIFA.

Agora o presidente Ricardo Teixeira está de olho na situação. Pressionado pelos patrocinadores que desejam a exposição das suas marcas no campo de treino, ele já está se preparando para retomar o controle da seleção.

Afinal, se o time não treinar com portões abertos agora, não será no mata-mata que isso irá acontecer. A não ser que os problemas físicos de Kaká e Luis Fabiano sejam muito maiores que a versão oficial da CBF.

Na estreia ,vamos conhecer a condição física do time limitado do treinador turrão. Vamos ver.

Veja mais:

+ Acompnahe a cobertura da Copa no R7
+ Veja as principais notícias do dia
+ Tudo sobre futebol no R7
+ Todos os blogs do R7

Segredos da seleção

A história  é a mestra da vida. E ela conta que sempre o Brasil teve surpresas pouco antes das Copas.

Vários jogadores  se contundiram e ficaram fora dos mundiais:

Em 1974 - Carlos Alberto Torres e Clodoaldo se machucaram.

Em 1978 -Reinaldo foi levado fora das suas melhores condições e Falcão, melhor jogador do Brasil, foi esquecido por Claudio Coutinho.

Em 1982 - Careca se machucou e desfalcou o time que encantou o mundo.

Em 1986 - O técnico Telê Santana cortou Leandro e Renato Gaúcho.

Em 1990 - Lazaroni não levou Neto, que estava numa grande fase.

Coincidência ou não, o Brasil não chegou a nenhuma final nesses tempos. E hoje ? Ganso e Ronaldinho Gaúcho foram excluidos da relação. Farão falta?

E as contusões LEVES de Kaká e Luis Fabiano? Causam preocupação? São tantas interrogações e uma única certeza.O Brasil ficará isolado na África do Sul ,com pouco contato com a imprensa.

Dunga quer evitar os treinos abertos e a festa da Copa da Alemanha 2006, até aí nada a reclamar. Só que as coletivas e conversas com os jogadores serão restritas e crises e contusões serão abafadas.

Segredos e isolamento jamais levaram ao título. A África será exceção ?

Veja mais:

+ Acertei muito. Mas queria ter errado…
+ O jeito Dunga de ser…
+ Leia mais sobre a Copa do Mundo 2010 no R7
+ Todos os blogs do R7