Posts com a tag: Neymar

Neymar – um monstro

neymar blog Neymar   um monstro

Ricardo Saibun/Gazeta Press

 

Há 3 anos, em 2009, meu filho Alexandre, santista, insistiu que eu fosse ao Pacaembu assistir Santos x Oeste pelo Campeonato Paulista.

Ele disse que o time ia mostrar um menino da base que iria dar o que falar - Um novo Robinho.

E lá fui eu assistir mais um jogo do Santos no  Pacaembu no início da noite. Quantas vezes entrei nesse estádio para ver o Santos. Inclusive os 9 x 2 contra o Bahia, em 1968, num show de Pelé e Toninho Guerreiro.

0 x 0 no primeiro tempo e o Wagner Mancini colocou Neymar, que logo mandou uma bola na trave.

O Santos ganhou por 2 x 1 e Alexandre não parava de dizer que eu tinha visto algo histórico.

Em 2012, nessa quarta feira pela TV, eu vi Neymar arrasar com o poderoso Internacional de Porto Alegre, campeão da Libertadores de 2010.

Participou de todos os lances de perigo. Mandou bola na trave. Deu passes precisos e marcou 3 gols. Um foi de pênalti, mas os outros dois.

Arrancada monumental do meio de campo, passa por dois volantes e mais a frente encara dois zagueiros.

Arruma um espaço no meio e entra na pequena área para marcar com um toque sutil. Golaço. Gol de placa.

O terceiro foi também numa arrancada que ele ganhou na corrida de 2 defensores e tocou pelo alto, encobrindo o goleiro.

Neymar é diferente e tem algo a mais que qualquer jogador brasileiro.

E o time do Santos está sobrando fisicamente. Jogou e venceu o Corinthians domingo e detonou o Inter.

Foi o melhor jogo do Santos em 2012. O grande momento de Neymar no início do ano.

A equipe jogou como no ano passado quando ganhou a Libertadores.

Neymar jogou e decidiu como um campeão.

Leia mais sobre Neymar aqui

Marta e Neymar- O peso do talento

neymar marta blog Marta e Neymar  O peso do talento

Fim de semana mostrou o contraste do esporte.

Na Alemanha, Copa do mundo de futebol feminino, Brasil e Estados Unidos, valendo uma vaga.

Marta parecia uma ilha: talentosa, cercada pelo lugar comum.

Diz o ditado que uma andorinha só não faz verão. MARTA fez!

Os Estados Unidos tem no futebol feminino uma bandeira. É o primeiro esporte escolar favorito das meninas nas escolas do país. Time já foi campeão olímpico e mundial e teve Mia Hamm como a melhor do mundo. Marta ignorou tudo. Foi para cima das norte-americanas, marcou dois gols e só não fez mais, pois os EUA empataram no final da prorrogação.

Na decisão por pênaltis, o fator psicológico estava ao lado delas. Bem preparadas no corpo e mente. Marta mais uma vez provou que é a melhor do mundo. Mas ficou pelo caminho.

Enquanto isso, na Copa América, todos cobram a atuação de Neymar igual a Libertadores. Discutem o penteado do jogador e até dizem que Dunga fez o certo ao não convocá-lo para a Copa da África. O que  esquecem é que Neymar não parou. Não tirou férias e está em atividade desde janeiro de 2010. Nas férias de janeiro desse ano, ele estava no Pré-Olímpico comandando a classificação do sub-19 do Brasil, enquanto nosso futebol profissional descansava, em férias.

Aos 19 anos, Neymar vive sua primeira competição oficial na seleção principal. Desequilibrou nesse ano e meio para o Santos, mas hoje está bem marcado. Às vezes até por TRÊS ADVERSÁRIOS e o resto do time não se apresenta.

Agora a seleção brasileira vive um drama: a Venezuela é líder do grupo e o Brasil tem que vencer o Equador para passar a fase seguinte. Muitos estão nervosos com isso. Eu penso que se o futebol brasileiro tem medo do Equador é melhor repensar a atual seleção. Tenho certeza que o time vai jogar melhor e passar para a segunda fase. Quanto a Neymar ele tem muito que mostrar. Vai fazer as pazes com o gol, seu passaporte para o futuro.

Os gols de Neymar na seleção podem colocá-lo em outro patamar. Por enquanto é craque no Santos e promessa na seleção. A bola está em jogo e só depende dele.

Veja mais:
+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Santos na hora da verdade para uma geração

Dois símbolos santistas estarão em campo hoje. O craque Ganso e o operário Léo.

O lateral é o símbolo do time nas conquistas passadas do inicio do novo século. Conquistas divididas com Elano.

Mas só o lateral tem todos os títulos da era Robinho-Diego, mais os da Era Ganso-Neymar. Elano chegou esse ano e Léo ano passado ganhou Paulista e Copa Brasil.

Léo foi reconhecido pela torcida como o jogador que a representa no campo. Agora ele tem sua segunda final de Libertadores num Santos que em 10 anos montou dois times fantásticos.

Léo é o guerreiro santista.

E se Léo é o raçudo, Ganso é o maestro.

Muitos contestam Muricy por colocá-lo desde o início. Mano Menezes não. O técnico da seleção considera Ganso o melhor da posição em todo mundo. Muitos o qualificam como um novo Zidane.

O que vale é que sem Ganso o Santos não teria chegado na final.

neymar ganso 450 Santos na hora da verdade para uma geraçãoAno passado arrebentou na Copa do Brasil e no Paulistão. Aí se machucou.

Voltou e foi decisivo contra o América do México e o Cerro Porteño na classificação.

Contra o Cerro, o Santos poderia ser eliminado. Tinha que ganhar no Paraguai sem Zé Love, Elano e Neymar. Ganso garantiu a vitória que poderia ser mais dilatada que os 2 x 1.

Hoje pode ser a despedida de Ganso e Neymar do Santos. Com Ganso em campo, Neymar fica mais solto e o time flui com facilidade.

Dizem que Neymar já está no Real Madrid. Será?

O certo é que Ganso quer provar o quanto é bom. O quanto é craque e o cenário não poderia ser melhor:

Pacaembu, numa decisão de Libertadores, contra uma camisa histórica.

Hoje, o Santos de Léo, Neymar e Ganso pode chegar nas Américas, onde o imortal time de Pelé  foi.

2011 pode ser branco.

Um MAR BRANCO.

Veja mais:

+ Siga o R7 no Twitter
+ Torne-se fã do R7 no Facebook

+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Santos na hora da verdade para uma geração.

Dois  simbolos santistas estarão em campo hoje.O Craque Ganso e o operário Léo.

O lateral é o simbolo do time nas conquistas passadas do inicio do novo século.Conquistas divididas com Elano.

Mas só o lateral tem todos os titulos da Era Robinho-Diego ,mais os da Era Ganso-Neymar.Elano chegou nesse ano e Léo ,ano passado ganhou Paulista e Copa Brasil.

Léo foi reconhecido pela torcida como o jogador que a representa no campo .Agora ele tem sua segunda final de Libertadores num Santos que em 10 anos montou dois times fantásticos.

Léo é o guerreiro santista.

E se Léo é o raçudo, Ganso é o maestro.

Muitos contestam Muricy por coloca-lo desde o inicio.Mano Menezes não.O técnico da seleção considera Ganso o melhor da posição em todo mundo.Muitos o qualificam como um novo Zidane.

O que vale é que sem Ganso, o Santos não teria chegado na final.

Ano passado arrebentou na Copa do Brasil e no Paulistão.Aí se machucou.

Voltou e foi decisivo contra o América do México e o Cerro Porteño na classificação.

Contra o Cerro ,o Santos poderia ser eliminado .Tinha que ganhar no Paraguai sem Zé Love ,Elano e Neymar. Ganso garantiu a vitória que poderia ser mais dilatada  que os 2 x 1.

Hoje,pode ser a despedida de Ganso e Neymar do Santos.Com Ganso em campo,Neymar fica mais solto e o time flui com facilidade.

Dizem que Neymar já está no Real Madri.Será?

O certo é que Ganso quer provar o quanto é bom.O quanto é craque e o cenário não poderia ser melhor:

Pacaembu ,numa decisão de Libertadores ,contra uma camisa histórica.

Hoje, o Santos de Léo,Neymar e Ganso pode chegar nas Américas,onde o imortal time de Pelé foi.

2011 pode ser branco.

Um MAR BRANCO.

Santos dá um passo gigante para a conquista da América

São 180 minutos de decisão para a Libertadores. Nos primeiros 90, tudo correu conforme o script. Defesa fechada, e agressividade nas poucas descidas.


O Santos teve oportunidades desperdiçadas. Peñarol idem.


Mas o que se percebe a cada dia é que Zé Love não é o mesmo do ano passado ou do ínicio desse ano.


A transferência para a Itália, não mexeu só com sua cabeça, mexeu e muito com seu futebol.


No Brasileirão 2010, Zé foi decisivo contra Cruzeiro e Fluminense que brigavam pelo título.


O Santos venceu o Cruzeiro por 4 x 1, e o Flu de Muricy por 3 x 0. Detalhe, Zé Love fez os três gols.


Hoje não dá para explicar o que acontece com ele. Seu último jogo com o time será a decisão da próxima quarta, no Pacaembu.


Santos e Penãrol duelaram no velho estádio Centenário, fazendo jus à tradição de dois times que já dominaram o mundo.


Os uruguaios são terríveis fora de casa e liquidaram quase todos os seus oponentes assim.


Já o Santos poderá comemorar o retorno dos laterais Jonathan e Leo, além da volta garantida do capitão Edu Dracena. Mas a grande novidade poderá ser a presença de Ganso.


Só que cabe a pergunta, no lugar de quem?


Muricy pode tirar o volante Adriano, mas a marcação perde com isso.


Outra opção é sacar Danilo. Aí o time no meio fica com Adriano, Arouca,Elano e Ganso.


Por fim, pode tirar Zé Love e aproximar Ganso e Elano de Neymar. Mas aí Neymar fica isolado. Perdido entre os zagueiros.


A minha opção?


Sacar o Adriano e exigir mais postura defensiva do Danilo.


Aí o Santos pode defender com uma ótima saida de bola.Adriano não tem o passe de Arouca e Danilo.


Quanto a Elano e Ganso, nada a comentar. Se estiverem bem serão os titulares de Mano Menezes.


O Santos já poderia contar com o título se tivesse o artilheiro Borges . Mas como o se não joga, o jeito é encarar a chance histórica de se igualar ao Santos imortal dos anos 60. O Santos de Pelé.


Veja mais:

+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Melhor time das Américas no século 20.

Santos driblou o vulcão, mas passa pelo Peñarol?

Em 99 anos de existência, o Santos tem um dos mais importantes confrontos da sua história.


O Peñarol tem uma história de conquistas com times fantásticos. Lá jogaram Abadie, Figueroa, Forlan, Spencer e o grande Pedro Rocha.


Dois mundiais interclubes e cinco Libertadores fazem parte do acervo de conquistas.


Em 1962, os dois gigantes sul-americanos decidiram a Libertadores e o Santos de Pelé levou a melhor. Hoje os dois times são bem diferentes.


O Peñarol tem um time aguerrido que eliminou vários favoritos - Inter de Porto Alegre, La U e o argentino Velez Sarsfield. Martinuccio é o principal jogador do time uruguaio, que tem uma defesa bem fechada.


Santos tem Neymar e o jogo mais importante da sua carreira até aqui. Jogar no Centenário com dezenas de milhares de fanáticos gritando não é para qualquer um.


A defesa santista está desfalcada. É fraca e sente a pressão. O meio-campo é muito superior e se estiver bem posicionado pode garantir o placar.


Como o gol marcado fora de casa não vale na final, Peñarol vai atacar com tudo sabendo que o Santos não conta com Edu Dracena, Léo, Maikon Leite e Ganso.


Já o Santos vai jogar tudo em Neymar e torcer para a jovem estrela decidir. Perder no Uruguai é a lógica. Empate é ótimo.


Vitória no Centenário pode botar a mão na taça. É o Brasil na decisão da Libertadores.


Veja mais:


+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Santos é o Brasil na Libertadores

Hoje começa a batalha santista nas quartas de final do mais importante torneio das Américas.

Até agora o clube foi o que mais viajou na fase mata-mata da competição.

Nas oitavas de final foi a Querétaro enfrentar o América do México e agora está em Manizales contra o Once Caldas, que eliminou o Cruzeiro.

Manizales fica na região central da Colômbia, próxima à Armênia e Pereira. Seguindo para o oeste, tem Quibdó e o Panamá... Isso mesmo, você sai da Colômbia.

Para chegar lá, o Santos marcou apenas um gol no mata-mata. Aquele do Ganso contra o América-Mex, na Vila Belmiro. Depois o empate em Querétaro que classificou o time para as quartas.

O gol do Ganso foi o último marcado pelo Santos nessas fases decisivas de Libertadores e Paulistão. Depois vieram os empates contra o América e o Corinthians.

Ano passado, o time atacava o tempo todo e deixava os adversários sem fôlego. Agora é atacado e conta com o goleiro Rafael em grande fase.

Mas será que isso é suficiente para sair com um bom resultado da Colômbia? Com a geração Pelé, o Santos foi bi na Libertadores e no Mundial Interclubes.

Com a geração Robinho, Diego e Elano, o time foi vice em 2003 perdendo a final para o Boca Juniors. Vale lembrar que Ricardo Oliveira deixou o clube pouco antes da decisão. E em 2007, o time de Zé Roberto chegou às semifinais.

Hoje começa a grande batalha da geração de Neymar que, sem Ganso - que está machucado, tentará dar o passo decisivo para uma vitória e amenizar o confronto do Brasil na mais irregular Libertadores dos últimos tempos.

Das oito equipes temos duas paraguaias (Cerro e Libertad), uma colombiana (Once Caldas), uma argentina (Velez Sarsfield), uma chilena (U Catolica), uma mexicana(Jaguares), uma uruguaia (Penãrol) e o Santos, que mais do que nunca, é o Brasil na Libertadores.

Futebol – A um ponto da credencial de Londres 2012

A jovem seleção sub-20 passou um sufoco contra o Equador no Sul-Americano de Arequipa. Os equatorianos se aproveitaram da ausência dos zagueiros titulares Bruno Uvini e Juan, e do artilheiro da competição, o santista Neymar, botaram pressão nos brasileiros.


O único gol saiu de uma assistência de Oscar para a cabeçada certeira de Casemiro - Brasil 1 x 0. E aí o problema de sempre: o time de Ney Franco não tem meio-campo e permite a posse de bola e o domínio para o adversário. Assim os equatorianos atacaram muito, mas não marcaram e o sonho olímpico brasileiro continua.


Agora só é preciso empatar com o Uruguai, já classificado para as olimpíadas, no último jogo. Um empate e o Brasil vai para Londres, com outra equipe e a presença de André, Sandro, Pato e Ganso entre outros.


O Uruguai voltou às olimpíadas. A medalha de ouro nos Jogos de Paris - 24 e Amsterdam - 28, lhe deu o direito de sediar a primeira Copa do Mundo em 1930.


Uruguai volta aos jogos e se der empate no jogo contra o  Brasil, a Argentina fica fora. Campeã das Olimpíadas de Atenas - 2004, com Tevez e Pequim 2008 com Messi, a Argentina pode não defender seu título na Inglaterra, onde o esporte mais popular do planeta foi inventado.


Coisas do futebol.


Veja mais:


+ Leia mais sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Neymar começa a corrida ao ouro olímpico

neymar efe gonzaloalfaro Neymar começa a corrida ao ouro olímpicoBrasil 4 x Paraguai 2.


Até hoje nunca um time brasileiro foi sensação de pré-olímpico. Exceto aquele que jogou em 2004 e perdeu para o Paraguai por 2 x 1 com vários jogadores de seleção brasileira como Alex, Diego, Robinho e Adriano Imperador.


No Peru, o combinado San-São entrou em campo para brigar pela vaga olímpica contra o aguerrido Paraguai, que fez o antijogo. Marcou no campo adversário com entradas violentas e tentativa de intimidação. Mas esqueceram de avisar Neymar.


Por aqui, ele apanha em todos os jogos do Santos, mas seu talento no pré-olímpico já apareceu quando começou a controlar o jogo e acalmar os brasileiros.


Neymar não deixou por menos e marcou quatro gols. Isso mesmo, quatro gols que o colocam como o maior destaque dessa edição do torneio.


O primeiro foi de pênalti. O segundo gol no seu estilo, passando por dois adversários pela esquerda, invadindo a área e tocando no pé de apoio do goleiro. Parecido com seu gol, indicado pela Fifa como um dos mais belos do ano passado.


O terceiro gol veio na hora do sufoco. Brasil com um jogador a menos e Neymar pegou uma sobra de bola para marcar e aliviar.


Mas o quarto gol é daqueles inesquecíveis. Lucas fez um lançamento de trivela e Neymar foi com tudo e, quando percebeu o goleiro paraguaio adiantado, tocou com o pé esquerdo.


Placar final:  Brasil 4, Paraguai 2.


Os quatro gols de Neymar transformam a seleção brasileira na favorita. Mais do que isso, na equipe que tem o jogador que desequilibra.


A construção da carreira de Neymar tem um ano, sempre jogando com os mais velhos. Na seleção adulta estreou contra os Estados Unidos, em New Jersey, e marcou de cabeça.


No Santos de 2010 foi o grande artilheiro, com 42 gols.


Agora ele mostra que decide mesmo. Quatro gols numa estreia de um torneio como esse podem elevá-lo ainda mais.


Afinal, qual é o limite de Neymar?


Veja mais:


+ Leia mais sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Neymar rumo às Olimpíadas

neymar Neymar rumo às Olimpíadas

Três gols em sete minutos. Isso mesmo, na vitória de 4 x 1 do Santos sobre o Goiás, em Goiânia, Neymar fez 3 gols em apenas 7 minutos, quando o jogo estava 1 x 1.

Controverso, marrento, ele passou de jovem promessa a realidade.

Seus atributos são inúmeros e seu caminho agora passa pelo Sul-Americano sub-20, no Peru, qualificatório para as Olimpíadas de Londres 2012.

Para disputar a medalha de ouro é preciso passar pelo Sul-Americano. Tarefa mais fácil se o Brasil contar com Neymar e Philipe Coutinho.

Os são-paulinos Lucas e Casemiro deverão ser chamados também. E não podemos esquecer dos companheiros de Neymar no Santos: Alex Sandro, Danilo e Alan Patrick.

Acho difícil a Inter de Milão ceder Philipe Coutinho, mas com todos os outros, o Brasil pode ganhar uma das duas vagas em disputa.

Hoje, Neymar é o líder dessa geração e um dos maiores artilheiros da história do Santos numa única temporada.

Nesse ano, ele já fez 42 gols. Após a Era Pelé, Serginho Chulapa está na frente com 45 gols em 1983.

E ele não quer férias antecipadas. Neymar quer jogar todos os jogos do Santos e depois se apresentar à seleção sub-20.

A diretoria do Santos não quer ceder Neymar para a seleção de base, mas ele quer ir e isso tem um peso significativo na CBF.

Aliás, Neymar só ficou aqui no Brasil porque quer proximidade das seleções brasileiras - a olímpica e a principal.

Então o Santos deve se preocupar com a montagem de um grande time e não colocar jogadores médios em volta de Neymar.

A volta de Ganso é uma realidade, mas é suficiente?

Será que é possível montar um time como no primeiro semestre?

O certo é que Neymar quer a seleção sub-20. A seleção da sua idade. Aquela que poderá dar o único título que o futebol brasileiro não tem.

O ouro olímpico.

Veja mais:

+ Leia mais sobre esportes no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Argentina x Brasil – Agora um teste

ronaldinho Argentina x Brasil   Agora um teste

A seleção de Mano Menezes foi convocada para o seu jogo mais difícil contra los hermanos...

A estreia de Mano no comando foi contra os EUA, em New Jersey, quando Ganso, Neymar e Pato encheram os olhos e detonaram a equipe norte-americana.
 
Na Copa 2010, os Estados Unidos se classificaram em primeiro lugar no Grupo C, com uma vitória sobre a Argélia e dois empates (Inglaterra e Eslovênia).

Nas oitavas-de-final, os Estados Unidos foram eliminados pela seleção de Gana. Agora  a conversa é outra. Ronaldinho Gaúcho foi convocado para suprir a ausência de Ganso.

Com sua volta, vale o entrosamento do Milan com Pato e Robinho. Neymar joga bem com Robinho e é outra arma, já que Philipe Coutinho não foi bem nos últimos amistosos.

Agora a convocação detonou os clubes brasileiros: Jucilei e Elias, do Corinthians, foram chamados. Isso atrapalha os planos do título.

Douglas vai desfalcar o Grêmio em confrontos decisivos. O Santos, sem Neymar, não pode sonhar com a tríplice coroa.

Enquanto isso, Fluminense e Cruzeiro não tiveram jogadores convocados e as suas chances de conquista do Brasileirão aumentam.

Mas, com tudo isso, será que o Brasil pode ganhar da Argentina lá?

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Página 1 de 212