Posts com a tag: Jogos Olímpicos

Doha quer os Jogos Olímpicos de 2024, o poder dos petrodólares

O discurso é o mesmo de sempre. Os dirigentes garantem que não vão construir elefantes brancos.

Então eles serão dourados, já que vão sobrar seis estádios da Copa do Mundo de futebol de 2022.

Vocês já pensaram o que vai sobrar de uma Olimpíada?

Doha ficou fora da disputa olímpica de 2020.

Madri, Tóquio e Istambul estão nessa briga.

A Espanha sediou os Jogos de Barcelona 92,Tóquio a Olimpíada de 64.

Caso Istambul fique com a sede Olímpica, Doha não terá chance em 2024.

E ainda tem uma novidade: O forte calor dos meses de junho e julho inviabilizam os Jogos nesse período.

Creio que as TVs europeias e norte-americanas não iriam gostar de uma grade olímpica em novembro, período de esportes de inverno.

Só os petrodólares poderão viabilizar a Olimpíada do deserto.

Veja mais:

+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!
+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7

Faltam 1.500 dias para os Jogos do Rio 2016

1.500 dias para o maior momento do nosso esporte.

Hoje todos falam em Londres e nessa que deverá ser a maior olimpíada da nossa história até aqui.

Mas o grande momento do nosso esporte está previsto para  5 de agosto de 2016, quando deveremos ter outra estatura olímpica.

Com os investimentos no esporte, uma excelente geração estará pronta para brigar pelas medalhas.

Várias modalidades terão um crescimento expressivo.

Esportes que dão medalhas como boxe, esgrima, judô, tiro, atletismo e natação viverão um clima de seleção permanente.

Algumas modalidades terão até equipe B.

Além dos esportes coletivos como basquete, futebol, handebol, vôlei de praia e o voleibol.

A geração juvenil atual terá um intercâmbio intenso em todo planeta.

Vai participar de competições, simpósios e treinamentos.

O Brasil  irá muito longe.

Daqui a 1500 dias teremos outra cara e seremos um país olímpico.

Vocês vão ver.

Veja mais:

+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!

+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7

Vôlei de praia – medalhas vem aí

Londres 2012 verá outro momento do nosso esporte.

Desde que entrou no programa olímpico em Atlanta 96, sempre o Brasil subiu no pódio.

Em 96 fez a final feminina com Monica e Adriana (prata) caindo diante das medalhistas de ouro Jaqueline e Sandra.

Em 2004, Ricardo e Emanuel levaram o ouro.

Hoje, 2 duplas masculinas e duas femininas estão confirmadas nos Jogos.

A liderança do ranking mundial masculino é de Alisson e Emanuel.

Juliana e Larissa estão na frente do ranking feminino.

Elas têm 8.380 pontos, seguidas pelas chinesas Xue/Zhang Xi (7.880) e pelas norte-americanas Walsh/May (7.560)

As norte-americanas nem foram para o Grand Prix de Roma.

Seu foco é o tri campeonato olímpico. Mas elas já foram derrotadas no circuito por Juliana e Larissa.

A dupla Talita e Maria Elisa é a quinta colocada do ranking mundial.

Já entre os homens, Ricardo e Pedro cunha estão em sexto lugar no ranking mundial .

Assim, o Brasil lidera os dois rankings e a outra dupla está bem colocada.

Até hoje, o país conseguiu 2 medalhas de ouro, 5 de prata e 2 de bronze.

8 medalhas em 4 olimpíadas.

Em Londres, não será diferente.

Veja mais:
+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!

+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7

As cem medalhas do Brasil Olímpico

medalha ok As cem medalhas do Brasil Olímpico

Nosso País já tem 91 medalhas conquistadas na história olímpica, que começou com os tiros de Guilherme Paraense nos Jogos de Antuérpia em 1920. E deve chegar às 100 em Londres 2012.

Pequim 2008, a conta foi de 15 medalhas com três de ouro. A vela conseguiu seis ouros desde Moscou -80. Torben Grael tem dois ouros em cinco pódios.

Roberto Scheidt dois ouros em quatro pódios. Em Londres teremos algumas constatações. Cesar Cielo é o mais rápido nadador do mundo, mas no mundial disputado em Shangai 2011 ele se classificou em segundo para a final dos 50 livres, com 21s 79c.

Quem teve o melhor tempo? Bruno Fratus com 21s 76c. Mas na final Cielo foi um gigante e venceu com 21s 52c. Bruno Fratus ficou com o quinto lugar e um tempo pior que o das semifinais - 21s 96s. O tempo da semi lhe daria a prata.

Fratus irá para a final olímpica dos 50m, só que o favorito é Cesar Cielo. Imaginem dois brasileiros numa final olímpica de natação. Aos poucos estamos crescendo e podemos sonhar.

Quem sabe com dois medalhistas.

Quem sabe?

Veja mais:

+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!

+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7

Faltam 150 dias para a Olimpíada. Falta uma seleção de futebol

hulk gol grande Faltam 150 dias para a Olimpíada. Falta uma seleção de futebol

O mau futebol contra a Bósnia e o placar apertado de 2 x 1 poderiam ser amenizados se um time com vários jogadores olímpicos estivesse em campo.

A defesa estava em casa. Mais furada que um queijo suiço.

Aí os olímpicos que começaram o jogo : Sandro, Leandro Damião e Neymar.

Ronaldinho Gaucho já jogou olimpíada de Sydney 2000 e de Pequim 2008 e pouco fez nas duas.

Mas os jogadores com idade olímpica tentavam ajudar o Gaúcho, o que era difícil e o time tocava mal.

Segundo tempo e as entradas de Ganso e Lucas deram uma forma mais jovem e rápida a equipe.

Muitos toques que deram a entender que os jogadores até 23 anos estão numa melhor fase e muito mais dispostos em campo.

A seleção olímpica preocupa, mas tem talento e material humano.

Tem os laterais Danilo e Alex Sandro, ainda Ganso, Lucas, Oscar, Leandro Damião e Neymar.

Pode usar 3 jogadores acima de 23 anos que tenham atuado em Copa do Mundo.

É uma das maiores chances de chegar ao sonhado ouro olímpico. Basta colocar o time mais jovem para encarar os futuros adversários do Brasil.

Creio que o caminho do Brasil para a Copa 2014 passa pelos Jogos Olímpicos de Londres 2012.

Assim é só botar a molecada para correr e jogar.

Veja mais:
+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!

+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7

Cielo – O campeão voltou…

celao620x360 300x174 Cielo   O campeão voltou...Paris estava iluminada para o triunfo de Cesar Cielo...


Ele já havia vencido os 100 m livre e os 50 borboleta com o melhor tempo da temporada - 22s 98, mas na sua prova, os 50 livre, ele nadou solto no domingo.


O francês Bousquet perseguia também o ouro nos seus domínios, mas teve que se curvar a melhor performance do brasileiro. Fredéric Bousquet marcou 21s 78c e Cielo conseguiu a melhor marca do ano nos 50 livres: 21s6 6 cent.


Isso o coloca como o principal favorito para o mundial de natação de Xangai, na segunda quinzena de julho. Cielo treinou 12 dias no Cristal Palace, em Londres, se adaptando à estrutura que o Comitê Olímpico Brasileiro escolheu.


Aí, a Cidade Luz se curvou aos 21s 66 de Cielo que, com a sunga, já está nas marcas antigas do supermaiô.


Cesar Cielo está com tudo para o mundial e os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara.


E no mundial seu tempo será ainda melhor. É só esperar.


Veja mais:


+ Siga o R7 no Twitter
+ Torne-se fã do R7 no Facebook

+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Um fenômeno chamado Jamaica

Quando a música de Bob Marley tocou o coração do mundo, a Jamaica já era uma potência no atletismo com medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres-48 e Helsinque-52, com Arhur Wint e George Rhoden.


Para outros, a saga da Jamaica começou agora com Usain Bolt, mas lá nasceram atletas fora de série que migraram e competiram com outras bandeiras: Pat Ewing, da NBA, o campeão cassado Ben Johnsson e Donovan Bailey,campeão olímpico pelo Canadá em Atlanta-96.


Mas hoje a ilha caribenha tem três dos melhores atletas do mundo: Usain Bolt, que dizem ser o maior de todos os tempos, o ex-recordista mundial dos 100 Asafa Powel e o dono da melhor marca de 2011, Steve Mullings, com 9,90 seg.


Vamos pensar: Bolt ganhou a Liga de Diamante em Roma com 9,91 seg. Powell fez 9,93. Imaginaram o revezamento jamaicano no mundial de atletismo de Daegu, na Coreia do Sul?


Esse mundial será disputado entre 27 de agosto e 4 de setembro no estádio de Daegu, construído para a Copa do Mundo 2002, e será foco das atenções do planeta. Primeiro, pela forma do recordista mundial Usain Bolt, que registrou em Pequim 2008, 9,58 m, e voltou em grande estilo em Roma. Segundo, porque os outros jamaicanos estão voando, e o time do revezamento está mais forte do que em Pequim, quando Bolt comandou a conquista do ouro.


2011 já mostrou que o show da Jamaica começou...


100m Usain Bolt-Asafa Powell IAAF Diamond League Roma 2011. por thevideos no Videolog.tv.


Veja mais:

+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Olimpíadas: as festas e os desfiles

Os Jogos Olímpicos têm seus momentos festivos como as aberturas e encerramentos.


Na minha vida ficou marcado o encerramento de Moscou, em 1980, com o choro do ursinho Misha. Naquela época, o importante era o elemento humano e não a tecnologia.


O mesmo acontece com o Carnaval hoje, quando muitos pensam nos truque e na tecnologia e deixam o ser humano para trás.


Nessa luta do homem cedendo à tecnologia e artifícios, não posso deixar de resgatar um dos mais belos momentos olímpicos:


As lágrimas de Misha, o mais marcante mascote da história do esporte:



Veja mais:

+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Brasil Olímpico – Ano I

rio de janeiro blog Brasil Olímpico   Ano  I

Copenhague, 2 de outubro de 2009, foi dado o maior salto do esporte brasileiro,a escolha do Rio como sede olímpica dos Jogos de 2016.

Quando o presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), o belga Jacques Rogge, abriu o envelope com o Rio de Janeiro como sede começou a maratona de sete anos para o maior evento do planeta.

Um ano depois, a cidade se prepara para sediar várias competições internacionais até as Olimpíadas, como os Jogos Mundiais Militares, em 2011.

Cerca de 240 eventos internacionais podem ocorrer no Brasil. As 32 confederações de esportes, ligadas a entidades internacionais, serão os parceiros na captação desses eventos.

Embalado pelos filmes de Fernando Meirelles, o Rio teve um marco na sua apresentação, quando foi exibido o Mapa-Mundi, com todos os países que sediaram as Olimpíadas e a América do Sul estava em branco.

Ali, muitos membros do Comitê Olímpico Internacional ficaram sensibilizados.

As imagens de uma das mais belas cidades do mundo conquistaram muitos votos e a distribuição das competições também.

O projeto olímpico do Rio tem quatro grandes regiões de competições também chamadas de zonas.

Na Zona da Barra teremos o maior número de sedes e competições: natação, ginástica, judô, lutas, taekwondo, tênis, ciclismo, halterofilismo, boxe, basquete, tênis de mesa e hóquei sobre grama.

Lá na região ficarão também os centros de imprensa e TV, a Vila olímpica, a Vila de Imprensa e a praia olímpica na reserva.

Na Zona de Deodoro ficarão o ciclismo BMX, esgrima, hipismo, pentatlo moderno, canoagem e tiro.

Na Zona do Maracanã, os estádios, Maracanã com cerimônias de abertura/encerramento e o futebol. Engenhão com o atletismo. São Januário com o rugby.

Marquês de Sapucaí com chegada da maratona e o tiro com arco (arco e flecha) e Maracanãzinho, a casa do voleibol.

Zona de Copacabana com canoagem, velocidade e remo na lagoa Rodrigo de Freitas. Vela na Marina da Glória. No Parque do Flamengo, ciclismo de estrada e marcha atlética.

Na Praia de Copacabana, maratona aquática, triatlo e o voleibol de praia. O golfe poderá ser no Itanhangá ou no Gávea golfe clube.

O futebol terá jogos em outras cidades como Salvador, Belo Horizonte, Brasília e São Paulo, no estádio do Morumbi.

Um ano depois da escolha, foi aprovada a nova lei do esporte que vai ajudar muito os atletas de alto nível, que poderão se preparar bem para os jogos.

Hoje, atleta olímpico é profissão no Brasil.

Vamos ver os desdobramentos e o surgimento de uma nova geração de atletas para se colocar entre os melhores do mundo. Capazes de transformar em realidade, o sonho de um Brasil olímpico.

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7