Posts com a tag: futebol

A várzea de Brasil x Argentina

BrasilxArgentina450 A várzea de Brasil x ArgentinaFaltam 615 dias para a COPA de 2014 e a última realizada na América do Sul foi a da Argentina, em 1978. Estou no esporte e na mídia há mais de 30 anos e, mesmo quando não trabalhava, sempre acompanhei o esporte e os dias de Pelé. O que aconteceu ontem não tem limites, explicação ou qualquer outra coisa.

Jogo marcado num estádio de quinta categoria onde joga um time de quarta divisão. Qualquer evento — e não me refiro a jogo de futebol, tem ensaio, teste de eletricidade etc. Fiquei com a impressão que era um jogo festivo de prefeitura de interior de um pequeno Estado, que ia vender ingressos, abrir os portões e fazer a festa. Festa? Eu vi um vexame num campo pobre, com jogadores caríssimos e sem uma coordenação de evento.

O Brasil tem tantas empresas premiadas com eventos promocionais e esportivos, por que não utilizá-las? Nomes como José Victor Oliva, Rodrigo Rivellino, Fabio Brandão, Fernando von Oertzen têm uma expertise que não pode ser ignorada. Acredito que um especialista em eventos tem que fazer parte das delegações e ajudar a checar tudo com organizadores. Checar TUDO. Prepararem-se, dias difíceis virão por aí para tristeza do futebol brasileiro. Tempos duros.

Leia mais aqui: Falta de energia cancela amistoso entre Argentina e Brasil

Veja mais:

+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!

+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7

 

Ouro: o sonho olímpico do futebol

ganso contra equador 450x338  Ouro: o sonho olímpico do futebol

O mundo descobriu as cidades que vão disputar a sede olímpica de 2020 - Istambul, Madri e Tóquio passaram para a rodada final. A definição será só no dia 7 de setembro de 2013.

Já a definição da seleção brasileira de futebol para os Jogos Olímpicos tem alguns problemas com contusões e operações de última hora.

Afinal, Ganso vai se recuperar e poderá ser o camisa 10 do Brasil em Londres ?

Dedé, Daniel Alves, Pato são outros problemas. Mano Menezes vai seguir a cartilha e convocar os 3 atletas acima de 23 anos.

Seu desejo é formar uma defesa com Daniel Alves, David Luiz e Thiago Silva. Todos com mais idade.

A lateral esquerda deve ser ocupada pelo ex santista Alex Sandro. Num campeonato de tiro curto como a Olimpíada e Copa do Mundo, defesa é fundamental.

Primeiro não tomar gol e depois marcar um sem risco. A I tália ganhou assim quatro copas do mundo.

Mais  ainda, Mano começa a preparar a zaga para a Copa 2014 e fica forte para a briga pelo ouro olímpico.

Meio campo para a frente, a geração que conquistou o pré-olímpico e o mundial sub 20 com destaque para Casemiro, Lucas, Oscar e Neymar.

Um time de respeito que tem tudo para chegar lá.

Veja mais:

+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!
+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7

Neymar – um monstro

neymar blog Neymar   um monstro

Ricardo Saibun/Gazeta Press

 

Há 3 anos, em 2009, meu filho Alexandre, santista, insistiu que eu fosse ao Pacaembu assistir Santos x Oeste pelo Campeonato Paulista.

Ele disse que o time ia mostrar um menino da base que iria dar o que falar - Um novo Robinho.

E lá fui eu assistir mais um jogo do Santos no  Pacaembu no início da noite. Quantas vezes entrei nesse estádio para ver o Santos. Inclusive os 9 x 2 contra o Bahia, em 1968, num show de Pelé e Toninho Guerreiro.

0 x 0 no primeiro tempo e o Wagner Mancini colocou Neymar, que logo mandou uma bola na trave.

O Santos ganhou por 2 x 1 e Alexandre não parava de dizer que eu tinha visto algo histórico.

Em 2012, nessa quarta feira pela TV, eu vi Neymar arrasar com o poderoso Internacional de Porto Alegre, campeão da Libertadores de 2010.

Participou de todos os lances de perigo. Mandou bola na trave. Deu passes precisos e marcou 3 gols. Um foi de pênalti, mas os outros dois.

Arrancada monumental do meio de campo, passa por dois volantes e mais a frente encara dois zagueiros.

Arruma um espaço no meio e entra na pequena área para marcar com um toque sutil. Golaço. Gol de placa.

O terceiro foi também numa arrancada que ele ganhou na corrida de 2 defensores e tocou pelo alto, encobrindo o goleiro.

Neymar é diferente e tem algo a mais que qualquer jogador brasileiro.

E o time do Santos está sobrando fisicamente. Jogou e venceu o Corinthians domingo e detonou o Inter.

Foi o melhor jogo do Santos em 2012. O grande momento de Neymar no início do ano.

A equipe jogou como no ano passado quando ganhou a Libertadores.

Neymar jogou e decidiu como um campeão.

Leia mais sobre Neymar aqui

Marta e Neymar- O peso do talento

neymar marta blog Marta e Neymar  O peso do talento

Fim de semana mostrou o contraste do esporte.

Na Alemanha, Copa do mundo de futebol feminino, Brasil e Estados Unidos, valendo uma vaga.

Marta parecia uma ilha: talentosa, cercada pelo lugar comum.

Diz o ditado que uma andorinha só não faz verão. MARTA fez!

Os Estados Unidos tem no futebol feminino uma bandeira. É o primeiro esporte escolar favorito das meninas nas escolas do país. Time já foi campeão olímpico e mundial e teve Mia Hamm como a melhor do mundo. Marta ignorou tudo. Foi para cima das norte-americanas, marcou dois gols e só não fez mais, pois os EUA empataram no final da prorrogação.

Na decisão por pênaltis, o fator psicológico estava ao lado delas. Bem preparadas no corpo e mente. Marta mais uma vez provou que é a melhor do mundo. Mas ficou pelo caminho.

Enquanto isso, na Copa América, todos cobram a atuação de Neymar igual a Libertadores. Discutem o penteado do jogador e até dizem que Dunga fez o certo ao não convocá-lo para a Copa da África. O que  esquecem é que Neymar não parou. Não tirou férias e está em atividade desde janeiro de 2010. Nas férias de janeiro desse ano, ele estava no Pré-Olímpico comandando a classificação do sub-19 do Brasil, enquanto nosso futebol profissional descansava, em férias.

Aos 19 anos, Neymar vive sua primeira competição oficial na seleção principal. Desequilibrou nesse ano e meio para o Santos, mas hoje está bem marcado. Às vezes até por TRÊS ADVERSÁRIOS e o resto do time não se apresenta.

Agora a seleção brasileira vive um drama: a Venezuela é líder do grupo e o Brasil tem que vencer o Equador para passar a fase seguinte. Muitos estão nervosos com isso. Eu penso que se o futebol brasileiro tem medo do Equador é melhor repensar a atual seleção. Tenho certeza que o time vai jogar melhor e passar para a segunda fase. Quanto a Neymar ele tem muito que mostrar. Vai fazer as pazes com o gol, seu passaporte para o futuro.

Os gols de Neymar na seleção podem colocá-lo em outro patamar. Por enquanto é craque no Santos e promessa na seleção. A bola está em jogo e só depende dele.

Veja mais:
+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Futebol – A um ponto da credencial de Londres 2012

A jovem seleção sub-20 passou um sufoco contra o Equador no Sul-Americano de Arequipa. Os equatorianos se aproveitaram da ausência dos zagueiros titulares Bruno Uvini e Juan, e do artilheiro da competição, o santista Neymar, botaram pressão nos brasileiros.


O único gol saiu de uma assistência de Oscar para a cabeçada certeira de Casemiro - Brasil 1 x 0. E aí o problema de sempre: o time de Ney Franco não tem meio-campo e permite a posse de bola e o domínio para o adversário. Assim os equatorianos atacaram muito, mas não marcaram e o sonho olímpico brasileiro continua.


Agora só é preciso empatar com o Uruguai, já classificado para as olimpíadas, no último jogo. Um empate e o Brasil vai para Londres, com outra equipe e a presença de André, Sandro, Pato e Ganso entre outros.


O Uruguai voltou às olimpíadas. A medalha de ouro nos Jogos de Paris - 24 e Amsterdam - 28, lhe deu o direito de sediar a primeira Copa do Mundo em 1930.


Uruguai volta aos jogos e se der empate no jogo contra o  Brasil, a Argentina fica fora. Campeã das Olimpíadas de Atenas - 2004, com Tevez e Pequim 2008 com Messi, a Argentina pode não defender seu título na Inglaterra, onde o esporte mais popular do planeta foi inventado.


Coisas do futebol.


Veja mais:


+ Leia mais sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

O sonho olímpico do futebol

bandeira bola ok O sonho olímpico do futebol


O pré-olímpico do Peru vai decidir o destino da seleção brasileira em mais uma  tentativa da medalha de ouro olímpica.


Sempre esbarramos em fatores externos ou seleções mais fortes no caminho do pódio.


Nos anos 50 não dava para pensar nisso. Os países socialistas iam com tudo para a briga, como a incrível seleção húngara de Puskas, que venceu todos em Helsinque-52. Ou a máquina soviética com o maior goleiro da história, Lev Yashin, ouro em Melbourne-56.


O Brasil entrou nos eixos nos anos 70, quando mandou uma treinada seleção de novos jogadores para Montreal-76 e encarou todo mundo - URSS, Alemanha Oriental e Hungria.


Um time que revelou Edinho, os laterais Mauro e Rosemiro, o volante Batista e o craque Junior, campeão mundial pelo Flamengo. Só que o Brasil ficou em quarto lugar.


1984 - o time do Internacional, reforçado por alguns jogadores, foi para Los Angeles e ficou com a prata - Derrota na final para a França de Fernandez.


Seul-88 - Neto jogou, mas Tafarell e Romário deram as cartas e chegaram à final contra a temida União Soviética e mais uma medalha de prata.


Em Atlanta-96, nossa mais forte equipe da história ficou em terceiro lugar com Dida, Aldair, Flavio Conceição, Roberto Carlos, Bebeto, Rivaldo e Ronaldo Fenômeno. Bronze, só bronze.


Mas vamos falar de pré-olímpico?


Em 2004, com a base do Santos e Ricardo Gomes dirigindo, o Brasil vacilou e perdeu. Alex (Chelsea), Diego, Adriano Imperador e Robinho não superaram o Paraguai e perderam por 2 x 1, com muitas chances desperdiçadas.


Só que a final da medalha olímpica foi entre Paraguai e Argentina. Com Gamarra, os paraguaios foram à final, mas não resistiram a Saviola e Tevez. Ouro Argentina e prata Paraguai em Atenas 2004.


Pequim 2008 mostrou o Brasil com mais vontade e com Ronaldinho Gaúcho, mas não foi páreo para a Argentina nas semifinais.


Messi, Aguero e Di Maria liquidaram o Brasil por 3 x 0 e garantiram o ouro na decisão com a Nigéria.


Nas duas últimas olimpíadas - Atenas 2004 e Pequim - 2008, Argentina foi ouro.


Nos últimos Jogos Olímpicos, em Pequim, o Brasil ficou com o bronze e agora quer muito mais.


Só que o caminho do ouro passa pelo pré-olímpico do Peru e suas dificuldades.


Veja mais:


+ Leia mais sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

OCTA – Parabéns ao Palmeiras e ao Santos

bola na rede OCTA    Parabéns ao Palmeiras e ao Santos


Falar em unificação dos títulos nacionais significa obrigatoriamente mencionar o nome do Santos.


Desde que a estatística do futebol foi desenvolvida, a partir da COPA de 1958, foram criadas as principais competições de clubes do mundo: A Copa  da Uefa, ou Liga dos Campeões ou ainda Campeonato Europeu de Clubes e a Libertadores da América por aqui.


Aí surgiram os primeiros campeões continentais. Ora, para se chegar ao campeão do continente era necessário um título nacional, que em nosso país era a Taça Brasil. O Palmeiras foi beneficiado por isso.


Seu ano de ouro foi em 1967. Ganhou tudo que disputou. Campeonato Paulista, Robertão e Taça Brasil - O time com uma ou outra mudança era Waldir, Djalma Santos, Djalma Dias, Minuca e Ferrari- Zequinha (Dudu) e Ademir da Guia- Gallardo (Gildo) Servilio, Tupãzinho (Cesar) e Rinaldo.


Em 1967 esse Palmeiras superou o Santos de Pelé e o Cruzeiro de Tostão. Mas em 1968, perdeu o confronto para o Estudiantes de La Plata na Libertadores. Ganhou o primeiro jogo em São Paulo por 3 x 1 e perdeu os outros dois na Argentina por 2 x 0 e 2 x 1.


Já o Santos ganhou tudo o que disputou. Para aqueles que têm curiosidade, vale a pena dar uma espiada no filme Pelé, O Eterno de Anibal Massaini. Lá existem centenas de gols de Pelé, a maior parte no Santos.


Em 62 e 63, o Santos ganhou o Mundial Interclubes contra o Benfica e o Milan. O último grande ano do Santos de Pelé foi 1968. Ganhou tudo: Campeonato Paulista, Robertão (Taça de Prata), Recopa das Américas, Octogonal do Chile, Pentagonal de Buenos Aires, Quadrangular de Roma.


Nesses torneios, jogaram equipes como Boca Juniors, River Plate, Benfica, Penãrol, Nacional de Montevidéo, Bayern de Munique, Internazionale, Milan, Roma, Colo-Colo, Universidad do Chile.


Nesse ano de 68 cedeu à defesa da seleção brasileira que jogou contra Uruguai, Peru, Alemanha Ocidental, Polônia, Iugoslávia, Portugal e Tchecoslováquia. A defesa titular do Santos foi para a seleção - Claudio, Carlos Alberto, Djalma Dias, Joel e Rildo.


Na época, os técnicos Aymoré Moreira e Zagallo montaram um meio campo com canhotos: Gerson, Rivellino e Tostão no meio campo e ainda Rogério, Jairzinho e Edu (Santos) no ataque.


Enquanto isso, o Santos foi excursionar com os goleiros Gilmar e Laercio; os zagueiros Ramos Delgado, Marçal e Oberdan, os laterais Haroldo e Turcão; os meninos Clodoaldo e Negreiros no meio campo; o coringa Lima e os atacantes Toninho Guerreiro, Abel e Pelé.


Detalhe: no tempo  da Taça Brasil e do Robertão, o futebol brasileiro ganhou três Copas do Mundo - 58, 62 e 70. Nos tempos do Brasileirão, duas - 94 e 2002. Pelé esteve e marcou nas 3 Copas. Conduziu o Santos a duas Libertadores e dois mundiais.


Ganhou 5 Taças Brasil e 1 Robertão.  E será que Pelé nunca foi campeão brasileiro? Não foi campeão nacional?


Veja mais:


+ Leia mais sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Próximas copas: 2018 e 2022, a escolha é agora

A Europa está na expectativa para o anúncio das sedes das próximas copas, pós-Brasil 2014.

Na próxima quinta feira (2), o destino do futebol mundial estará definido numa única reunião.

Pela primeira vez, duas sedes de Copa serão anunciadas numa única tacada.

2018 tem vários concorrentes de peso:

Rússia, Inglaterra, Estados Unidos, Bélgica, Holanda e a candidatura mais simpática aos brasileiros, a ibérica Portugal-Espanha.

Inglaterra, Estados Unidos e Espanha já sediaram mundiais.

Inglaterra, em 1966, a copa do futebol força, das faltas e dos jogadores famosos caçados em campo com faltas sucessivas.

Estados Unidos, em 1994, a copa de Romário e do futebol de resultado. O time de Parreira controlando a bola e o jogo.

Espanha, em 1982, a copa da maravilhosa seleção de Tele, com Falcão, Junior, Zico e Sócrates perdendo para a defesa italiana e o contragolpe de Paulo Rossi.

Qualquer uma dessas candidaturas tem chance, mas as mais fortes são a da Inglaterra e seus estádios maravilhosos e a de Portugal-Espanha.

A Copa de 2018 será na Europa depois de África do Sul 2010 e Brasil 2014.

2022 terá os derrotados europeus de 2018, mais Austrália, Japão e Coreia do Sul e Catar.

Pelo cenário e candidatura repetida de Japão e Coreia do Sul, a Europa poderá ter duas copas seguidas como nos anos 50 com Suíça, em 1954 e Suécia, em 1958.

Vamos esperar.

Veja mais:

+ Leia mais sobre esportes no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Neymar rumo às Olimpíadas

neymar Neymar rumo às Olimpíadas

Três gols em sete minutos. Isso mesmo, na vitória de 4 x 1 do Santos sobre o Goiás, em Goiânia, Neymar fez 3 gols em apenas 7 minutos, quando o jogo estava 1 x 1.

Controverso, marrento, ele passou de jovem promessa a realidade.

Seus atributos são inúmeros e seu caminho agora passa pelo Sul-Americano sub-20, no Peru, qualificatório para as Olimpíadas de Londres 2012.

Para disputar a medalha de ouro é preciso passar pelo Sul-Americano. Tarefa mais fácil se o Brasil contar com Neymar e Philipe Coutinho.

Os são-paulinos Lucas e Casemiro deverão ser chamados também. E não podemos esquecer dos companheiros de Neymar no Santos: Alex Sandro, Danilo e Alan Patrick.

Acho difícil a Inter de Milão ceder Philipe Coutinho, mas com todos os outros, o Brasil pode ganhar uma das duas vagas em disputa.

Hoje, Neymar é o líder dessa geração e um dos maiores artilheiros da história do Santos numa única temporada.

Nesse ano, ele já fez 42 gols. Após a Era Pelé, Serginho Chulapa está na frente com 45 gols em 1983.

E ele não quer férias antecipadas. Neymar quer jogar todos os jogos do Santos e depois se apresentar à seleção sub-20.

A diretoria do Santos não quer ceder Neymar para a seleção de base, mas ele quer ir e isso tem um peso significativo na CBF.

Aliás, Neymar só ficou aqui no Brasil porque quer proximidade das seleções brasileiras - a olímpica e a principal.

Então o Santos deve se preocupar com a montagem de um grande time e não colocar jogadores médios em volta de Neymar.

A volta de Ganso é uma realidade, mas é suficiente?

Será que é possível montar um time como no primeiro semestre?

O certo é que Neymar quer a seleção sub-20. A seleção da sua idade. Aquela que poderá dar o único título que o futebol brasileiro não tem.

O ouro olímpico.

Veja mais:

+ Leia mais sobre esportes no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Quém é o supertécnico?

Há muito tempo atrás, o mundo do futebol comentava que não era preciso ser um grande técnico para dirigir a seleção brasileira de Pelé e Garrincha. Bastava distribuir as camisas e pronto, eles decidiam.

Mas não era bem assim.

Em 1958 foi montada uma comissão técnica com preparador físico, médico, dentista, psicólogo, observador e tudo mais que tinha direito. Base para o que viria nos anos seguintes.

Hoje, o técnico assumiu uma função de relevância nas equipes e muitos conseguem resultados surpreendentes com elencos limitados e se transformam nos supertécnicos.

Casos de Vanderley Luxemburgo e Luiz Felipe Scolari.

Luxemburgo 450 Quém é o supertécnico?

Foto: Reprodução

Felipão 450 Quém é o supertécnico?

Foto: Reprodução

Luxemburgo começou com as glórias do Bragantino, campeão da série B e do Paulistão-1990. Foi ainda campeão do BRASILEIRÃO cinco vezes.

Felipão conduziu o Criciúma ao título da Copa do Brasil em 1991 - O maior resultado da história do futebol catarinense. Depois ganhou Brasileirão e Libertadores com Grêmio e Palmeiras.

Foi penta-campeão com a seleção brasileira e a campanha perfeita-7 jogos , 7 vitórias.

Mas e hoje?

Com o Atlético-MG, Luxemburgo faz uma má campanha com apenas 17 pontos. Contra o São Paulo, em Ipatinga, chegou a virar o jogo para 2 x 1, mas tomou outra virada 3 x 2 e perdeu.

O Atlético Mineiro continua na temida Zona de rebaixamento ao lado do Atlético, Grêmio, Prudente e Goiás.

Por falar em virada, o Palmeiras de Felipão levou uma. Depois de estar vencendo por 2 a 0 no Pacaembu levou 3 gols do Cruzeiro, que disparou na tabela e está com 31 pontos, junto com Santos, Botafogo e Inter-RS. Enquanto isso,o Palmeiras tem 24 pontos até aqui.

E o toque de Midas dos dois técnicos ?

Luxemburgo nem relacionou Diego Tardelli, jogador que está até na atual seleção brasileira.

Felipão tirou Valdivia, que custou uma fortuna aos cofres do clube e colocou Tinga, que nada fez.

O que está acontecendo com aqueles que dominaram o futebol brasileiros nos últimos 20 anos?

Felipão perdeu para Cuca, que admira o professor e disse que aprendeu muito com ele. No Cruzeiro, Cuca tem evoluído muito e o time está jogando bem.

Luxemburgo foi superado pelo pressionadíssimo Sérgio Baresi. Aquele que é o interino e que vem crescendo com o time.

Luxemburgo e Felipão estão fora da disputa e os novos técnicos tomaram conta do show. Muricy com o líder Fluminense e Adilson com o vigoroso Corinthians. E mais atrás vem Dorival Jr. com o Santos; Celso Roth do Inter-RS;o folclórico Joel do Botafogo e Cuca do Cruzeiro, todos brigando pelo BRASILEIRÃO de 2010.

Algo que está longe dos sonhos dos supertécnicos.

Muito distante.

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Veja os destaques do dia
+ Conheça todos os blogs do R7

Página 1 de 212