Posts com a tag: EUA

Basquete: EUA é campeão. Oscar, imortal

eua basquete campeao blog 20100913 Basquete: EUA é campeão. Oscar, imortal

Estados Unidos 81xTurquia 64. Esse é o retrato do mundial de basquete,quando os inventores do jogo decidiram levar seus profissionais. Sua força máxima.

Pelo menos foi o que disseram jornais e sites do Brasil e América latina. Como é que é? Força máxima?

Na verdade, os melhores jogadores nem passaram por essa seleção do cestinha Kevin Durant ou do técnico mr. K. Eles estavam se recuperando da dura temporada 2009-2010, como fez Paul Gasol, campeão do mundo pela Espanha em 2006. Gasol desfalcou a Espanha no mundial da Turquia e foi o comentarista que chorou quando seu país foi eliminado.

Os craques norte-americanos que não foram à Turquia e deverão estar nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 são Kobe Bryant (Los Angeles Lakers), Amar 'e Stoudemire (Phoenix Suns), Carmelo Anthony (Denver Nuggets), Tim Duncan (San Antonio Spurs), Dwyane Wade (Miami Heat), Dwight Howard (Orlando Magic) entre outros.

Todos comandados por Kobe e Lebron James. Essa é a força máxima deles. No intervalo do jogo decisivo, uma justa homenagem àqueles que fizeram a história desse esporte maravilhoso como o sérvio Divac, o italiano Meneguin ou o lituano Sabonis. Todos entraram para o Hall da Fama do basquete, entre eles o nosso Oscar, o mão santa.

oscar schmidt blog 201009131 Basquete: EUA é campeão. Oscar, imortal

Oscar não teve muitas conquistas porque o time não era do mesmo nível dos grandes rivais da época como EUA,União Soviética e Iugoslávia. Oscar e Marcel eram muito superiores aos seus companheiros e isso no esporte coletivo faz toda diferença.

Campeão mundial pelo Sírio, em 1979, e ouro no Pan-87. Oscar protagonizou um dos maiores momentos da história do basquete.

A vitória sobre os Estados Unidos em Indianápolis, na capital mundial do automóvel, último dia do Pan.

A rede CBS montou sua festa para transmitir as duas finais de basquete, masculina e feminina, Brasil x EUA, direto do Market Square Arena, um magnífico ginásio. E, logo após o encerramento do PAN, direto da pista do Indianápolis Motor Speedway.

O feminino de Paula e Hortência perdeu, mas os homens... Os norte-americanos viraram com 14 pontos de vantagem e chegaram a 64x42. Vinte e dois pontos. A Maior diferença do jogo.

Aí Oscar começou a encestar de todos os lugares, junto com Marcel, e o Brasil venceu por 120x115, com 46 pontos de Oscar.

A dimensão da vitória foi dada pelo USA TODAY, principal jornal americano, ´”A bola de três pontos do Brasil parecia a pegada de um imenso monstro pré-histórico”. Todos os programas da TV americana, de todos os canais, se referiam ao jogo.

Aí, a prefeitura de Indianápolis demoliu o Market Square Arena e tentou apagar a derrota da memória.

Mas, a resposta ao triunfo do Brasil e às cestas de Oscar só viria cinco anos depois, nas Olimpíadas de Barcelona-92. Os EUA não aceitavam mais jogar com universitários na Oolimpíada. Aí Barcelona viu a presença dos profissionais e o surgimento do Dream Team, com Magic Johnsson, Pat Ewing e Michael Jordan. A mais poderosa máquina numa quadra. Ou o mais forte time de um esporte coletivo reunido.

Tudo graças ao triunfo do Brasil em Indianápolis. Ou o dia que Macunaíma bateu o Superman.

Pouco importa, com suas cestas, Oscar escreveu um capítulo da história do basquete e ponto final.

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7