Posts com a tag: atletismo

Usain Bolt perde mais uma

A seletiva da Jamaica está muito forte.

Agora Usain Bolt foi mais uma vez derrotado por Yohan Blake.Dessa vez nos 200 metros rasos.

O tempo foi excelente:19 segundos e 80  centésimos. Bolt fêz 19s83s.

Blake está fazendo história.

Primeiro foi o campeão mundial dos 100 metros rasos em Daegu 2011.

Segundo, tem conseguido superar adversários temiveis pouco antes dos Jogos Olimpicos de Londres.

Na seletiva dos 100 metros rasos ,Blake fêz 9 segundos e 75 centésimos ,o melhor tempo do ano.

Bolt ficou em segundo com 9s86c.

O homem mais rápido de 2012 é Yohan Blake.

Bolt ficou atrás nos 100 e 200 metros rasos.

Os homens mais velozes do mundo são jamaicanos.

O terceiro é Justin Gatlin dos Estados Unidos ,que tem 9s80c.

E o quarto é outro jamaicano , Asafa Powell.

A ilha do Caribe deve conseguir o ouro no revezamento 4 x 100 e ,quem sabe, quebrar a barreira dos 37 segundos.

Tudo isso ao ritmo de Bob Marley.

A Jamaica vai com tudo em Londres.

Veja mais:

+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!

+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7

O triplo. Sempre o salto triplo

keila costa hg 20100314 O triplo. Sempre o salto triplo

Faltam 109 dias para os Jogos Olímpicos de Londres 2012 e o Brasil tem dois triplistas classificados.

O primeiro foi Jonathan Silva que pulou 17 m e 39 cm no torneio da Federação Paulista de Atletismo. O índice é de 17 m e 20 cm.

A segunda foi a pernambucana Keila Costa.

O índice feminino é de 14 m e 15 cm e Keila saltou 14 m e 20 cm.

Detalhe: Ela estava apenas se soltando na sua primeira competição do ano.

Keila espera pular 14,30 m daqui a dois meses.

E se continuar nessa ascensão pode chegar a final olímpica.

Jonathan e Keila fazem parte de uma estirpe de atletas que fizeram a glória do esporte.

Nomes como Adhemar Ferreira da Silva, Nelson Prudencio e João do Pulo colocaram o Brasil no mapa mundial do salto triplo.

Adhemar foi o maior de todos. Bi campeão olímpico, ele quebrou várias vezes o recorde mundial até chegar ao ouro em Helsinque -52.

No atletismo, o salto triplo é a prova do Brasil. Isso é.

Veja mais:
+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!

+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7

Um fenômeno chamado Jamaica

Quando a música de Bob Marley tocou o coração do mundo, a Jamaica já era uma potência no atletismo com medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres-48 e Helsinque-52, com Arhur Wint e George Rhoden.


Para outros, a saga da Jamaica começou agora com Usain Bolt, mas lá nasceram atletas fora de série que migraram e competiram com outras bandeiras: Pat Ewing, da NBA, o campeão cassado Ben Johnsson e Donovan Bailey,campeão olímpico pelo Canadá em Atlanta-96.


Mas hoje a ilha caribenha tem três dos melhores atletas do mundo: Usain Bolt, que dizem ser o maior de todos os tempos, o ex-recordista mundial dos 100 Asafa Powel e o dono da melhor marca de 2011, Steve Mullings, com 9,90 seg.


Vamos pensar: Bolt ganhou a Liga de Diamante em Roma com 9,91 seg. Powell fez 9,93. Imaginaram o revezamento jamaicano no mundial de atletismo de Daegu, na Coreia do Sul?


Esse mundial será disputado entre 27 de agosto e 4 de setembro no estádio de Daegu, construído para a Copa do Mundo 2002, e será foco das atenções do planeta. Primeiro, pela forma do recordista mundial Usain Bolt, que registrou em Pequim 2008, 9,58 m, e voltou em grande estilo em Roma. Segundo, porque os outros jamaicanos estão voando, e o time do revezamento está mais forte do que em Pequim, quando Bolt comandou a conquista do ouro.


2011 já mostrou que o show da Jamaica começou...


100m Usain Bolt-Asafa Powell IAAF Diamond League Roma 2011. por thevideos no Videolog.tv.


Veja mais:

+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Faltam menos de 200 dias para o Pan

gustavo fabiana cielo blog Faltam menos de 200 dias para o Pan


Os atletas brasileiros estão na maior expectativa. Também pudera, algumas modalidades vão para o Pan para brigar pelo ouro como o vôlei masculino e feminino, a natação, com Cesar Cielo, ou o atletismo, com Fabiana Muhrer e Marilson Gomes.


Em compensação, outros terão uma batalha pela frente.


Doze esportes estão na expectativa dos Jogos de Guadalajara. Londres 2012 depende da medalha de ouro.


Para Triatlo, handebol, tênis de mesa, tênis, canoagem, hoquei sobre grama, hipismo, pentatlo moderno,tiro esportivo, pólo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado. Só o pódio garante as Olimpíadas.


Mais do que isso, é o inicio do mais importante ciclo olímpico da nossa história, que começa no Pan 2011 e termina no Rio2016.


Assim muitos jovens que estarão em Guadalajara vão chegar ao Rio 2016. Atletismo e natação podem se qualificar por índice para Londres 2012.


Raros são os atletas como Joaquim Cruz , que se tornou campeão olímpico antes de ser campeão panamericano.


Abaixo, Joaquim, que acendeu a pira panamericana no Maracanã, na abertura do Pan 2007.



Veja mais:


+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Os contrastes do esporte brasileiro

Jogos Olímpicos de Pequim - 2008

No atletismo, uma das melhores atletas do mundo, Fabiana Murer, chora porque uma das suas varas sumiu. A organização (ou desorganização) perdeu a vara da brasileira e a deixou nervosa. Vale uma explicação: as saltadoras usam várias varas com tensões diferentes para ir cada vez mais alto. A vara perdida era de altura intermediária. No outro dia, o equipamento apareceu depois da desclassificação de Fabiana.

Fabiana Murer blog Os contrastes do esporte brasileiro

A grande maioria disse que Fabiana não passaria disso. Era apenas uma atleta Panamericana, não estava na elite mundial.

Zurique, Suíça – 2010

Final da liga de diamante do atletismo

Fabiana Murer lidera o ranking mundial antes da prova. Para conquistar o título, sem depender do resultado de suas adversárias, Fabiana precisa obter pelo menos o segundo lugar no salto com vara. A atleta lidera a classificação do salto com vara no circuito com 15 pontos, cinco a mais que a vice-líder Svetlana Feofonova (Rússia) e seis a mais do que a terceira colocada Silke Spiegelburg (Alemanha).

Como Zurique é a última competição da Diamond League que soma pontos para a prova, as três primeiras ganharão pontos em dobro: a primeira ganhará oito pontos, a segunda, quatro pontos, e a terceira somará dois pontos.

Mas Fabiana ignorou tudo isso e ganhou a prova. Saltou 4,81 m e ganhou mais uma.

Mais uma?

Em março, Fabiana conquistou o título da prova no Campeonato Mundial Indoor em Doha, no Catar. Em junho, ela venceu também o Ibero-Americano em San Fernando, na Espanha, quando saltou 4,85 m, novo recorde brasileiro, garantindo seu lugar como a número dois do ranking mundial da IAAF só atrás da recordista mundial Isinbayeva.

Fabiana provou que veio para ficar entre as melhores do mundo.

E o número 1 do mundo?

Outro contraste, Cesar Cielo...

cielo blog Os contrastes do esporte brasileiro

O nadador tem arrasado seus oponentes e ganhou tudo desde o Pan 2007 no Rio. Campeão olímpico, campeão mundial, agora ficou em segundo no Pan Pacific, e alguns já acham que ele pode estar numa curva descendente. Impressionante.

Cielo ganhou de tudo e de todos, mas, ao contrário de Fabiana, está no topo e alguns percalços são normais.

Afinal não existe o imbatível no esporte, e se fosse assim, perderia a graça.

Cesar Cielo quer o ouro em Londres 2012, por isso todo esse sacrifício nos EUA, na busca da melhor marca e da perfeição.

Veja mais:

+ Acompanhe o Jogos da Juventude em Cingapura
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Feliz aniversário, Fabiana!

Terça feira, 16 de março, Fabiana Murer faz 29 anos .

O presente ela já ganhou: o ouro no mundial indoor de atletismo em Doha, no último final de semana, numa das provas mais difíceis do atletismo - o salto com vara.

Esse é o melhor momento da sua carreira, afinal ela saltou 4 mts e 82 cm, em fevereiro, em Birmingham, Inglaterra.

Motivada pela marca, Fabiana deu um show no mundial, passando pela recordista mundial Yelena Isinbayeva e depois pela campeã mundial Anna Rogowska, da Polônia.

Ela é treinada por Vitaly Petrov, mesmo técnico de Serguei Bubka, o maior de todos os tempos. Bubka quebrou 36 vezes o recorde mundial nos estádios e em recinto fechado (indoor).

Petrov também é o responsavel por Isinbayeva, que superou vinte vezes o recorde mundial.

No Pan do Rio 2007, Fabiana saltou 4,60 mts e estava confiante no pódio em Pequim.

Mas, na olimpíada da China, uma das suas varas sumiu e só apareceu no dia seguinte, junto com varas de atletas eliminadas.

Em 2009,ela foi vice campeã mundial na Grécia e bateu o recorde sul americano no troféu Brasil com 4,82 mts.

Agora, ela se torna campeã mundial indoor e está entre as três melhores do mundo. Favorita ao ouro no Pan de Guadalajara 2011, mostra a força da mulher brasileira no atletismo.

E pode ir ainda mais alto.

Veja mais:

+ Murer recebeu parabéns de Isinbayeva por ouro no Mundial Indoor
+ Tudo sobre os esportes olímpicos pelo mundo
+ Conheça os blogs do R7